"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Suruba com a grávida e a amiga tarada


autor: Chronos
publicado em: 05/01/17
categoria: grupal
leituras: 2574
ver notas


Dinho, como os senhores sabem, é um pacato cidadão da Zona Norte do Rio, e aparentemente passa batido sem que alguém dê alguma coisa por ele. Atrás do seu rosto sério, esconde uma das facetas mais cafajestes que já conheci entre meus amigos. É ou não é verdade, Dinho!?

Como eu havia relatado aqui, Dinho teve um lance com a irmã da namorada do amigo, Marília ( Leia SACIANDO O DESEJO DA CUNHADA DO AMIGO). O que foi um grande golpe de sorte para ele, uma vez que ela estava num relacionamento, mas terminou justamente no momento que ela mais precisaria do ex-namorado. Puta sacanagem que a vida apronta, viu!?

Marília recorreu a Dinho algumas vezes depois dessa sarrada na cozinha que terminou em foda no quarto. A barriga ia crescendo e o apetite por pica também. Marília é uma morena jambo baixinha, com um corpo extremamente maduro para garotas da idade dela, mal tinha chegado aos 18 anos. Não se pode definir essa relação dos dois como amor. Eu diria mais como amizade pra lá de colorida. Aliás quem não gosta de uma amizade colorida!?

O lance que vou contar agora foi de quando eles dois decidiram fazer um passeiozinho nada comportado. Dinho teve a ideia de chamar o amigo Bruno para ir a tradicional Feira Cultural de Tradições Nordestinas, ou Feira dos Paraíbas, se preferirem. O segundo nome soa pejorativo, pois cariocas adoram zoar com o resto do Brasil, mas enfim. Aquele lugar é entupido de cariocas e diga-se de passagem, a culinária do Nordeste é boa da porra.

Eu próprio levei Tati( Sim, meus amigos, sou amigo do Dinho, e amigo de longa data, Tati o conhece) à feira dos Paraíbas e lamentei não ter levado mais grana, pois eu iria comer muito mais!. E foi lá que o Dinho programou com Bruno e um outro amigo deles, o Fernandes, para um sábado de diversão longe da mulherada.

A Marília ligou para ele e perguntou se ele estava livre naquele sábado para fazerem algo juntos, mas ele deixou escapulir que iria à São Cristóvão na tal Feira. Ela se animou na hora:

Marília: Mas você vai e nem me convida!? Nossa, deu-me desejo agora, rsrsrs. A culinária do Nordeste acende meu apetite!

Dinho: Eu e minha boca grande, Kkkkkkkkkkkkk

Marília: Você não iria me contar!? Ai, que maldade a sua!

Dinho: Lógico que não! Só vai homem nessa saída, pow! Vai ficar somente tu de mulher lá!?

Marília: Eu posso chamar uma amiga, ora! Lembra a Dani!? Em pode , quem sabe, fazer companhia a um amigo seu!

Dinho: Lembro da Dani, sim! Uma gatinha.

Dani é uma negra linda, 18 anos parece uma pérola, a garota. Tem um corpo mignon, mas é cheinha nos lugares certos, e tem uns seios que enlouqueciam os marmanjos dentro da favela onde ela mora. Fora que ela é uma novinha fogosa do caralho. Um pouco mais alta que a Marília, 1,72m cabelo curto, nariz afilado, boquinha fina, sorriso de comercial de Close-up, e muita saúde do jeito que qualquer marmanjo gosta. Dinho concordou que ela fosse juntamente com Marília, e fechou o grupo: Dani, Marília, Dinho, Bruno e o Fernandes. Teoricamente, o Fernandes quem ficaria de vela, pois a Dani seria pro Bruno... Humpf, vocês não sabem de nada!

Essa Dani sabia do lance do Dinho e da Marília. Sabia com detalhes, pois as duas safadas não escondiam nada uma da outra, e não foi surpresa pra mim quando Dinho me contou que a amiga ficou afim dele também! Não gostou do Bruno!

Isso evidenciou-se logo na chegada à Feira dos Paraíbas, pois Dinho e Mari vinham abraçadinhos, Bruno tentou puxar assunto com Dani e não vingou. A negrinha gostosa ao ver o casalzinho formado ficou logo com fogo atiçado e queria dividir o cara com a amiga.

Dani: Ai, fiquei com ciúme de vocês dois agarradinhos!

Dinho: Não precisa ficar com ciúme, princesa! Aqui tem pra todas vocês

Marília: Safado, cachorro,rs!

Na verdade, Mari já sabia das intenções da amiga. E não se importava. Duas putinhas, a bem dos fatos.

E ficou assim, para desgosto dos dois amigos de Dinho: Dani e Mari , uma de cada lado andando pelas ruas da Feira agarradas com Dinho, Bruno e Fernandes de pista, querendo caçar umazinha pro final de semana, mas terminaram o passeio com o dedo na boca.

Dinho aproveitou com 200% de prazer garantido, certeza pura. Andando com duas novinhas, cada uma segurando uma banda de glúteos dele, e ele sozinho com as mãos na bunda das duas. Vou te contar! Divertiram-se e beberam a balde, principalmente depois do forró, que Dinho dançou com uma e depois com a outra.

No meio do esfrega-esfrega com Dani, rolou um beijo entre ela e o nosso boêmio. Não demorou muito para a garota ficar de pepeca atiçada, esfregando na rola dura do nosso amigo Dinho. Mari não deixou a noite em desvantagem e sarrou a bunda no pau dele durante a dança.

Daqui para a frente, irei me ater somente a estes três, pois Bruno e Fernandes chuparam dedo mesmo: Ao regressarem para suas casas, já bem tarde, Dinho convidou Bruno para dormir em sua residência pois já tinha perdido o horário do ultimo ônibus dele para o Maracanã. Apesar de ele acompanhar os trio da putaria, já cheio da bebida na cara, não fez parte da brincadeira nem na hora de dormir, kkkkkkkkk. Sério mesmo. Dani não queria dormir perto dele, pediu ao Dinho para dormir com a amiga.

Até aí, nenhum problema. Dinho arrumou o quarto para as duas e deu boa noite. Mas aí...

Dani: Não, senhor! Você fica com a gente!

Dinho: Pow, mas trouxe meu amigo pra casa, ele vai ficar lá sozinho!?

Dani: Vai dispensar um convite nosso!? Ter duas princesas no seu quarto, gostoso!? Ele que se foda, eu gostei de você desde que eu te vi...

Dinho: Rsrsrs, tô vendo, aliás não sei como a Mari quis dividir a delícia que sou contigo.

Dani: Sei do lance de vocês há um tempo. E quando ela me contou da foda de vocês, nossa... Minha buceta ficou molhadinha. Pedi a ela para apresentar você e seu amiguinho aí!

Como a sorte não bate duas vezes de uma vez no mesmo dia, Dinho ligou o botão de foda-se e jogou-se na cama com Dani, que não se fez de rogada e partiu para cima dele com beijos voluptuosos. Mari!? Essa pelo visto acabou dormindo. Tava cansada, assim Dinho pensava. Deixou a diversão para a amiga propositalmente.

Dani aproveitou toda a noite que não era pouca e atracou-se com André, o Dinho, desesperadamente caçando a língua malandra do novo amiguinho. Estava somente de calcinha, nem sutiã tava mais no corpo, os seios endurecidos colados aos peitoral razoavelmente peludo do amante e roçando a pepeca no pau pulsante de Dinho ainda guardado na cueca.

Percebendo no beijo que a novinha não gozava de uma farta experiência por falta de um macho que a traçasse direito, Dinho pediu calma e levou na maciota toda a foda. Nunca gostou de fazer nada afobado. Gosta de brincar com calma. E rapidinho Dani entrou no ritmo do safado... Mas é um puto, esse cara, puta que o pariu, desculpa, Tia Francisca, a senhora não tem nada a ver com esse puto, não!

Conduzindo a garota como bem entendia, Dinho colocou ela de 69 e caprichou um oral em Dani que ela nunca tinha recebido um igual. Chupava descompassadamente o membro do amante, devido ao enorme prazer que era proporcionado, e gemia com a boca no pau dele vendo sua bucetinha preta apertadinha sendo arreganhada por Dinho enquanto ele enterrava a língua sugando o melzinho viscoso da novinha. Ela tava já gozando e muito. O tesão de Dinho ao ouvir seu gemido era o que compensava a falta de jeito da garota em engolir sua piroca.

Falta de jeito essa que aos poucos foi entrando nos conformes do experiente fodedor e ficou uma chupada de responsa, segundo ele mesmo relatava pra mim. Dani pediu para ser currada de 4 e Dinho, atendendo o pedido da negra gata, a colocou de 4 pertinho da cabeceira da cama, e enfiou sua pica paulatinamente na bucetinha apertada da sua periguete fogosa.

Comer uma negra, para ele, é diferente de qualquer morena ou branca que ele já pegou. Dinho teve que se controlar para não gozar logo de cara pois ela tava toda molhadinha e apertada. Dani rebolava igual uma funkeira dançando até o chão, tava ensandecida por um membro mais experiente e sapeca que os dos novinhos da idade dela. Nesse tchaka tchaka todo, não perceberam que Marília havia acordado e estava se tocando apreciando a brincadeira, olhem só isso: A garota se levantou, aí o Dinho olhou para ela com um sorriso de quem diz: Calma que tem pra você também. Mas ela entrou fodendo também, pessoal! Começou a massagear a buceta da amiga que teve um salto de tesão sendo bolinada no grelo de um jeito que ela não esperava. E pela própria amiga.

Dani gemeu alto nessa hora. Dinho começou a meter com mais força e as duas encaixaram um beijo tão sodômico quanto lancinante. Dinho não ficou para trás e ficou pincelando o cuzinho virgem da pretinha que gemeu na boca da amiga que tirou sua saia e resolveu entrar de vez na foda pedindo pra ser comida também.

Então as duas trocaram: Marília deitou-se na posição papai e mamãe, recebendo o pau do amigo toda inchada e úmida... E a outra? Sentou com a buceta na cara da amiga, recebendo um oral dela ainda melhor. Foi ali que Dinho percebeu que as duas eram bissexuais. Deu um puta tesão no cara que acelerou as estocadas até Mari gozar. Dani também não demorou e desmanchou-se num abundante gozo na boca da amiga.

Satisfeita, Marília saiu da brincadeira e deixou a outra putinha com o amigo. Assim, Dinho realizado e não aguentando mais, avisou para Dani que iria gozar. Enquanto fodia com Dani, ela não se importou em deixar levar um banho de leite na xota, mas Dinho não podia arriscar engravidar a menina.

Tirou o pau de dentro dela banhou-a na barriga e nos seios. Estava exausta, mas pegou o leitinho dele no corpo e provou. Achou uma delícia.

O Bruno!? Kkkkkkkkkk, esse passou mal de raiva a noite inteira, mas não pôde fazer nada, não era culpa do amigo ele ter chupado o dedo. Antes fosse ter ido dormir em outro lugar, pois essa brincadeira reiniciou logo ao amanhecer, kkkkkkk.

Até a próxima, minha gente!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.