"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Colega de escola


autor: Rockeira
publicado em: 07/01/17
categoria: hetero
leituras: 1515
ver notas


Novamente eu venho relatar o que aconteceu comigo. Mas dessa vez não foi nada com o cara da banda.

Aconteceu ontem a noite em que eu estava na bad dentro do meu quarto lendo o último livro do Harry Potter quando uma amiga minha me ligou e me pediu pra sair na garagem. Quando eu cheguei lá, tinha umas cinco garotas dentro de um carro.

- Você não vai vestida assim, vai?

- Aonde a gente vai? - Perguntei confusa, porque sinceramente eu não fazia ideia.

- Explicamos no caminho.

Entrei na minha casa, pedi permissão pro meus pais (era 20:00 da noite) na qual eles deixaram e fui me trocar. A princípio não sabia o que vestir, então coloquei um shorts curto branco e rasgado com uma regata cinza customizada nas costas e uns acessórios rock 'n roll mesmo e um tênis simples vermelho. Coloquei o celular dentro do shorts e sai. Entrei no carro e agente foi pra não sei onde e elas não queriam me explicar, fiquei no mistério.

Logo na esquina, suspeitei que era uma festa e fiquei um tanto surpresa. Ela parou o carro na porta e a música eletrônica prencheu a minha volta e entrei com elas. Cada uma já foi pegar uma dupla: Bebida e um cara. Não sabia o que fazer, porque conhecia poucas pessoas ali que é da minha escola e fiquei nos fundos onde todos pareciam querer uma cama e outros divertiam-se ao embalo da música com os outros.

Minha amiga, Yasmin, logo me encontrou e me levou pro porão da casa (sim a casa é muito grande que me surpreendeu). Lá tinha um grupo de oito pessoas que parecia que esperavam agente. Ela sentou entre um cara (que provavelmente era o ficante porque ele a abraçou pelas costas e ficou com a mão na coxa dela e uma garota que também tava de par com outro garoto bonito.

Resumo: Todos tinham par menos eu e ,pela minha sorte, um garoto muito gato que fiquei sem fôlego quando soube que agente tinha que fazer par no jogo. Cada par desafiava outro par a fazer coisas que o par desafiante queria.Todos desafiaram, e quando chegou na nossa vez de ser desafiados, eu congelei.

Justamente um cara que era o melhor amigo dele (pelo o que percebi) desafiou a gente a dar uns amassos e isso incluia que eu tinha que subir no colo dele e beijar ele. Eu virei o rosto e contemplei aqueles lindos olhos e subi no colo dele de forma ousada e ele me agarrou e me beijou com velocidade e eu não senti mais nada. Apenas a lingua dele com a minha e a sua mão na minha bunda e isso me deixou mais energética. E passados uns 10 segundos agente parou.

Escutamos vaias pra continuar, mas eu sai do colo dele e sai do porão. Corri pro bar e pedi uma bebida forte na qual eu virei de uma vez só. Alguém me pegou pela cintura e me puxou. Era ele.

- Eu sempre te vi na escola, mas nunca pensei que você fosse realmente subir no meu colo.

Eu virei e quase que o beijo novamente por ele estar tão perto de mim e tentei recuar mas ele me prendeu no balcão.

- Me solta! - Murmurei

- Bem que você gostou quando eu te segurei lá, né?

- Foi diferente, fomos desafiados.

- E se eu te desafiar a passar a noite comigo? Vamos por favor, eu sei que você quer ir embora daqui por estar sozinha, e acredite que eu só tô aqui pela bebida.

Como ele podia saber? Eu queria estar na minha cama agora, tomando sorvete, lendo Harry Potter...

- Mas vou logo avisando: Não seremos amigos depois disso, muito menos conhecidos. Você entendeu?

Ele sorriu e me puxou pela mão me levando pro andar de cima e passando por uma fumaça de narguilé e banheiros intupidos de gente fumando maconha. Ele entrou em uma salaque parecia uma sala de televisão e trancou a porta depois que eu passei. Sentei no sofá ao lado dele e apenas conversamos. Mas depois de ter achado um frigobar, nos sentimos mais alegres, e por conta disso subi no colo dele de novo e fiquei esfregando a virília do meu shorts na calça dele enquanto nos beijavamos.

Ele tirou a minha camiseta e em seguida o meu shorts. Fiquei me esfregando por um tempo até que senti o volume e puxei o ziper da calça e abri. Puxei pra fora o pênis grosso dele e fiquei rosando na minha calcinha enquanto beijava ele. Sai do colo dele e tirei a calcinha e o sutian e abaixei as calças dele até o pé e a cueca.

Encaixei o pênis dele na minha vagina (dessa vez era mais fácil entrar) e comecei a pular.

-OOOOOH!!! OOOOHH!! Isso!! Pula vadia!! - Ele batia a mão na minha bunda e eu pulava ainda mais e com mais força!

Cavalguei por um bom tempo até que o gozo explodiu e eu continuei pulando.

- OOOHHH! Ai que gostoso!! Pula vai, com força vagabunda!!

Ele gemia sem parar e eu já estava no auge quase gritando. Mas dessa vez nem iria me preocupar com barulho porque a casa inteira estava barulhenta e eu tinha a certeza que escutei em um cômodo vizinho alguém gemendo.

- METE SUA CACHORRA!!! COM FORÇA!!! - Ele passou a bater mais forte o que me incentivava. - ISSO!! OOOOHH OHH!!

Ele me segurou pelas costas e ele próprio meteu em mim.

- AAHHH MEU DEUS!! CONTINUA!!! - Gritei - ISSO ISSO!!! ISSO COM TUDO!!! NÃO PARAA!!!

MAIS FORTE!! METE, METE VAI GOSTOSOO!!! MAIS FORTE!!! OOOHHH OHH!!! ISSO!!! QUE DELÍCIAAAH!!!!!!!!!!

Ele jogou pro lado e sentou de joelhos no chão e me puxou pelas pernas e começou a lamber a minha vagina que parecia que ele ia engolir. Ele se masturbava e me lambia.

- Mete logo esse caralho!!

Ele me puxou mais ainda pelas coxas e começou a meter com mais velocidade que antes que eu tive que me segurar no sofá. Comecei a enlouquecer e rebolava no pau dele.

- VAIII VAI VAI VAI!! OOOHH MEU DEUSS!!! VAI CACHORRO!! OOOOOHH OOOOHH OOOOOHH OOOOHH OHHH OHHHH OOOOOOOOHHHHHHHHHH OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOHHHHHH!!!!!!!

Ele foi parando e eu tirei o pau dele dali e fui sentar no chão e comecei a chupar com muita força. Ele me segurou pelos cabelos e segurava a minha cabeça fazendo o Vai e Vem. Engoli com força o pau dele e apertava as suas bolas que ele gozou dentro da minha boca. Ele enfiou tudo na minha boca que eu quase não consegui respirar.

- ISSO GOSTOSAA!! ENGOLE TUDO!!! NÃO PARA!! ISSO ISSO OOOOOHH OOOOHH! VAI SUA CACHORRA!!

Masturbei ele sem parar enquanto chupava as bolas dele.

Ele me deitou de lado e ficou atrás de mim erguendo a minha perna e enfiando com tudo na minha vagina e eu recomecei a gritar feito louca.

- METE GOSTOSO!! METE SEM DÓ VAI!!!

Puchei a cabeça dele e fiquei beijando de lingua enquanto ele metia sem parar em mim e pegando nos meus peitos. Enquanto ele enfiava com tudo ali, eu me masturbava o que me fez gozar denovo e entrar novamente no orgasmo.

Bom meus amores, é isso. O texto ficou longo mas se tiver um bom número de acessos eu faço a continuação.

Confesso que enquanto escrevia eu me masturbei que mds tô morrendo de calor.

Heuheuheue Até mais...






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.