"Os mais excitantes contos eróticos"

 

1ª gozada entre irmãzinhas safadas


autor: nady
publicado em: 07/01/17
categoria: hetero
leituras: 5468
ver notas


Bem, vamos lá.
Este é meu quinto conto e espero que gostem.

Me chamo Nady, tenho 28 anos. Sou loira, cabelos longos, magérrima, peitos pequenos e bumbum redondo e empinadinho.

Como já disse em histórias anteriores, adoro sexo. Fico louquinha que imaginar um pau me deflorando. E sempre foi assim. Sou tão maluca por sexo que não vejo a hora de finalizar esse conto pra poder enfiar o dedinho na minha bucetinha que está encharcada só de lembrar da história que aqui relatarei.

Me lembro de aos 10 anos me tocar todos os dias. Posteriormente, aos 12 já queria ter um pau dentro de mim. Mas sempre fui muito tímida. Somos em quatro irmãos na minha casa. Minha irmã Tati sempre foi a mais próxima de mim, creio que pela pouca diferença de idade- apenas um ano.

Certo dia, quando tinha meus 16 anos, estava vendo uma revista de sexo explicito do meu pai em meu quarto, quando Tati chegou.
-o que está vendo Nady. Tbm quero.
-Nada não menina.
-Ah, mostre-me.
Não tive como dizer não.
-nossa.... essas bucetinhas são diferentes da minha- e abaixou a calça pra eu olhar.
Olhei. Tati levantou as vestes e saiu.

Mais tarde, aquela cena não me saia da mente. Como ninguém estava em casa não hesitei em me tocar. Pós banho, de toalha, fui ao quarto de meus pais e ali comecei aquele vai e vem de dedo dentro da minha bucetinha. Ela tava molhadinha, gostosa. Do nada, olho para porta e Tati está ali.

-Mana o que está fazendo?
-nada não Tati.
-Poxa, somos amigas. Me diga.
-É que fiquei com uma vontade me tocar ao ver aquelas fotos na revista. E você me atrapalhou na hora que faria.
-Poxa. Desculpe. Deixe eu compensar.
Tati, pele clara, olhos mel, bronzeada, na época com 15 anos, arrancou o vestido que usava e deitou ao meu lado.
-Irmazinha você é virgem como eu?
-Tati claro que sou.
-Então vamos treinar? Quero saber o que fazer quando arrumar uma caralho que me foda.

Não pensei duas vezes. Comecei a chupar aquele peitinho rosado, pequeno, porem muito redondinho. Nossa, que delicia. Metia minha língua com delicadeza no esquerdo. Passava minutos ali enquanto ouvia gemidos de Tati. Depois, ia pro esquerdo. Chupava aqueles seios como se fosse um picolé.
-Tá gostando Tati? Minha irmã gostosa.
-To sim... continua....
Continuei.... ela ali deitada na cama... e eu por cima dela. Chupava um, chupava outro.
-Nady o que você acha de brincarmos com nossas xaninhas agora?
-O que quer fazer?
-Ah... não sei... que tal se nos esfregarmos?
-Ta bom...
Dessa vez ela veio por cima. Abriu minha perna.
-Nady posso por minha linguinha? Nunca pus. Quero ver como é.
-Han... põe

Ela deu altas linguadas na minha buceta....era a primeira vez que outra pessoa me tocava. E era minha irmã... um rosto meigo, novinha.... e nos iniciando juntas. Aquela língua parecia estar apaixonada pela minha buceta. Parecia que minha xoxota era um pote de leite e a putinha da minha irmã uma gatinha faminta. Louca por leitinho. O meu leitinho.
-Nady, vou por minha bucetinha em você.
-han... põe.

Aquela buceta peludinha começou a raspar na minha lisinha... os pelinhos pinicaram um pouco. Mas o meu melzinho deixou eles molhadinhos e logo não foram mais problema. Nos ajeitamos melhor... eu sentei, ela se encaixou em mim. Nossas aranhas começaram a se raspar. Minha irmã com cara de putinha. Eu louca de tesão. Começamos a nos movimentar. A cama rangia. Eu cada vez mais molhada. Os lençóis da cama dos meus pais também.
Não demorou muito senti algo que achei que fosse um mijo nas minhas pernas. Hoje sei que era o gozo gostoso da minha irmã.
-Nady eu não aguento mais.
-Ah Tati... só mais um pouquinho. Tá tão bom.

Continuamos naquele movimento frenético, a cama fazia mais e mais barulho. Nossos gemidos antes contidos aumentaram de tom. Senti o mel saindo da minha buceta. Antes mesmo de se soltar da Tati vi que meu irmão mais novo nos observava.

Esse flagra me rendeu uma boa chantagem por parte do meu irmão, que será relatado no próximo conto denominado treinando oral com irmão de 12 anos.

Gente... essa história é verídica. Iniciei no sexo com minha irmã putinha. Que delicia ela é até hoje. E vcs....como iniciaram? Me mandem mensagens contando!

Beijos no pau dos boys e chupada delicia na buceta das girls




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.