"Os mais excitantes contos eróticos"

 

locomotivas parte 2


autor: castanho2015
publicado em: 10/01/17
categoria: coroas
leituras: 216
ver notas


Pra quem não leu a parte 1 vou relembrar: eu era motorista de supermercado e a última moda era fazer compras por telefone. Tinha uma cliente, coroa enxuta e fogosa com seus 47 anos que carente por causa das viagens do marido acalmava seu fogo comigo. Um belo dia sua empregada deu um flaga na gente. E pra convencer Marlene a não contar pra ninguém fui obrigado a duras penas ( que dó de mim) a conquistar a morena jambo… e na hora do rala e rola quem nos flagrou foi Dona Helena…
Bom passados uns 4 dias que tinha transado com Marlene, estou no trabalho quando o gerente me chama e pede pra separar uma lista para entregar. Adivinha de quem era? Pois é Dona Helena….
Assim fiz, carreguei a Kombi e fui para o abate. Hoje penso que eu é quem fui abatido, mas foi muito bom.
Toquei a campainha e Marlene veio sorrindo com um vestido branco curtinho e uma rosa nos cabelos. Parecia a Gabriela cravo e canela, perguntei que rosa era aquela e ela me disse.
- Foi presente de minha namorada
- Namorado né
- Não bobinho. NAMORADA
- Marlene que eu saiba você gosta de homem. Até gozou muito comigo….
- Kkkkkkkkkk verdade. Você é muito gostoso. Mas descobri que gosto de mulher também...
- Vish mulher. Que doideira. Você é muito safada. Isso sim….
- Termina logo que quero provar seu cacete
- Ui tá gulosa
- Vamos pro quarto dela. A cama é maior
- Ihhhhh agora endoidou de vez. E se a Dona Helena pega a gente na cama dela. No seu quarto já foi sem graça.
- Bobinho. Vem
E foi me puxando pela mão
Chegou no quarto e deixou cair o vestido revelando aquela delicia de corpo perfeito, cheiroso, exalando desejo por todos os seus poros….
Tirei a roupa num piscar de olhos, parecia o “the flash”.
Rapidamente Ela se aproximou passou a mão em meu mastro rígido e grosso e me puxou pelo mastro pra cama. Começamos um beijo ardente, nossas línguas se enroscando, mãos passeando livremente, sexos sedentos procurando seu encaixe.
Não demorou e ela me deitou de costas, pegou meu cacete e pincelou sua bichinha apertadinha. Foi descendo devagar sentindo meu pau entrar até o talo. Quando estava todo encaixado dentro dela, ela sorriu e me olhando nos olhos disse: - tenho uma surpresa pra você. Bateu palmas e Dona Marlene saiu da suíte, Nua em pelo. E veio juntar-se a nós na cama. Primeiro beijou Marlene apaixonadamente, sem pressa, fazendo que sua bucetinha apertasse meu pau com contrações deliciosas de prazer. Depois beijou seus seios e olhando pra mim disse:
- agora você meu gostoso
- Vem delicia
E ela me beijou. Um beijo quente, sem frescura de puro tesão. Enquanto isso Marlene passava as mãos em sua bunda e coxas, começando a me cavalgar lentamente.
Não demorou e Dona Helena subiu em mim deixando sua bichinha molhada e quente pronta para ser saboreada em minha boca sedenta. Enquanto eu chupava dona Helena ela beijava Marlene que me cavalgava.
Ficamos assim uns 15 minutos até que Marlene disse que ia gozar, e Dona Helena começou a se esfregar com força em meu rosto gozando gostoso em mim juntinho com Marlene.
Marlene se levantou para trocarem de lugar. Agora chupava Marlene enquanto D. Helena cavalgava. Que delícia o sabor de jambo de Marlene. Inesquevivel.
Não demorou e elas começaram a gozar seguido. Os gemidos foram aumentando e se tornaram urros de prazer.
Tombaram satisfeitas e gulosas. Vieram saborear meu cacete molhado com o próprio néctar. Me olhavam e diziam com a boca cheia.
- Gostoso.
- Fez as mocinhas gemerem
- Agora vai dar leitinho
- Da leitinho dá
E foram me chupando. Aproveitavam minha cabecinha extremamente dura e suas línguas se enroscaram com ela no meio…. Não aguentei e fiquei de pé. Coloquei as duas ajoelhadas e comecei a dar cada hora pra uma saborear….
E elas mamaram. Safadas estavam se deliciando. Aproveitando de um pobre motorista…
Não aguentei muito tempo e gozei. Nao preciso dizer que Elas não perderam uma gota…
Fui ao banheiro tomar uma ducha fria e quando voltei as duas estavam se lambendo num 69 maravilhoso. A vantagem de ser jovem é esta: com a visão das duas se atracando meu pau ficou duro instantaneamente. Me aproximei e comecei a passar meu pau pelo corpo das duas….
Elas entenderam o recado e ficaram de 4. Primeiro dei um beijo em cada depois chupei um pouco das duas delícias. …
e comecei a comer ora uma. Ora outra….
As duas se beijavam. Comecei a sentir que não ia aguentar meter nas duas muito tempo pois iria gozar e passei a socar com muita força fazendo que as duas gozassem. Depois que elas gozaram disse pra Dona Helena.
Tem gente que tem buraquinho virgem. Sera que mereço esse presente
Claro. Ela já me disse que quer….
Humm
Dona Helena veio por trás e junto comigo chupamos Marlene. Lubrificamos seu cuzinho virgem e Dona Helena com a mão em meu pau foi conduzindo pelo caminho do prazer . Fui entrando naquela apertura de minha fêmea até o talo. D. Helena já estava beijando e tocando Marlene no clitóris. … comecei a entrar e sair cada vez mais rápido até que não resisti e inundei aquele rabo maravilhoso de leitinho….
Fomos a suite tomar um banho a três. O que acabou dando mais tesão as minhas locomotivas e novamente fomos para a cama...
O resultado. Bem como demorei muito com a entrega fui demitido. Irresponsável foi o nome mais digno que escutei,
Acho que o patrão nunca vai entender a minha cara de felicidade ao perder o emprego, mal sabia ele que tinha ganhado na loteria do amor duas locomotivas gulosas, sedentas e safadas. ...






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.