"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Dando a amiga de presente pro namorado


autor: Katita
publicado em: 10/01/17
categoria: traição
leituras: 2524
ver notas


Johnny e Bruna estavam na cama se beijando ele já com a mão fazendo carinho na xaninha dela doido pra comer.

----- Que bom que as nossas brigas acabaram né amor. - disse Johnny todo romântico.

---- É amor que bom...

Coitado nem imaginava o modo como ela tinha se vingado dele por ter ficado com sua amiga na balada, ele só deu uns beijinhos na sua amiga já ela deu muito mais pro amigo dele, dizem que homem respeita mulher de amigo, Bruna não acreditava mais nisso, pois o respeito que Igor o melhor amigo do seu namorado lhe deu foi uma pica bem dura no meio das pernas e depois no cuzinho, tirou a virgindade do seu cuantes de Johnny enquanto estava com ela peladinha na cama nem lembrou que Johnny existia, o que Bruna não imaginou é que ia gostar tanto de dar pra ele e Igor agora estava fazendo pressão pra comer ela de novo, dizendo que ia contar para Johnny, Bruna sabia que não ia resistir e ia acabar cedendo e dando pra ele outras vezes não por causa da chantagem maa sim porque queria mesmo dar e tava com um peso danado na consciência por causa disso, então só por isso ia dar aquele presente de aniversário pro namorado.

---- Môr é seu aniversário e tenho uma surpresa pra você... Uma coisa que sei que você vai gostar muito,

---- Que eu vou gostar muito, .... Hum nem imagino o que pode ser..me diz?

---- Você vai gostar sei que vai adorar... Agathinha vem pra cá com a gente.

Agatha saiu do banheiro com uma camisolinha bem sexy de renda preta uma calcinha fio dental e um sutiã que mal conseguia segurar aqueles peitões enormes que ela tinha.

----- Notei como você olhava pra minha amiga Agatha aquele dia na festa, somos muito amigas sabe, a muito tempo então pedi um favorzinho pra ela.

----- Favor? Que favor?! - perguntou ele espantado mais sem tirar os olhos daquela gostosa.

----- Hoje ela vai ser todinha sua, pra fazer o que quiser com ela... O que acha?

---- É sério mesmo isso? Ou é algum tipo de teste?!

----- Não amor é sério ... Só hoje eu tô deixando você me trair com a minha amiga.... Também andei aprontando então vou te dar esse presente e ficamos quites.

---- O que você andou aprontando como assim?!! - perguntou todo ensilmado

---- Môr você não vai nem querer saber foi quando a gente tava brigado e nem precisa também, faz assim pega minha amiga e desconta a raiva nela pode foder sem dó que ela gosta né Agatha?

Agatha fez que sim com a cabeça indo pra cama e se deitando com eles enquanto Bruna levantava cedendo o lugar pra ela.

---- Espero que se divirtam... To te dando minha amiga de presente, aproveita, mulher nenhuma faz isso que tô fazendo viu...

Ele olhou ainda meio desconfiado de que aquilo era uma armadilha, enquanto Aghata puchava seu cacete de dentro da cueca samba canção, já tava duro que nem pedra, como não ia estar também, Agatha lambeu os lábios de vontade, e começou a masturbar ele.

---- Posso te chupar? - perguntou Aghatinha.

Johnny olhou pra Bruna como se estivesse esperando uma autorização por escrito.

---- Ela quer mamar môr da de mamar pra ela- disse Bruna sorrindo.

Johnny se levantou ficando de pé na cama Agathinha ajoelhou na frente dele pronta pra chupar, ele segurou na cabeça dela e foi guiando os movimentos Agatha fechou os olhos e mamou bem gostoso sem usar as mãos só descascando ele com a boca pra trás e para frente, Bruna sorriu deu um pouco de ciúmes ver a Agatha ali levando Johnny a loucura ela chupava muito bem isso não podia negar.

---- Agora você vai deitar e arreganhar bem essas pernas que eu vou experimentar essa buceta pra ver se é gostosa mesmo.

---- Vou fazer um suco pra gente... - disse Bruna saindo rapidinho do quarto não queria ver essa parte- depois eu volto.

---- Ahh! Aaahh! Ahiiii! Fode vai fode!! Ahh!

Bruna ouvia os gritos da cozinha, Agatha estava muito escandalosa safadinha ou Johnny devia estar mesmo com muita vontade de comer ela pra foder assim. Bruna pegou o telefone e não resistiu mandou mensagem pra Igor.

"---- To com saudade... queria te ver...me manda uma foto sua..."

Igor enviou uma foto dele sem camisa.

"---- Que gostoso manda outra ... Quero foto de outra parte do seu corpo."

Ele entendeu na hora que foto ela queria, mandou uma foto do pau duro empinado apontando pra cima.

"----Delícia... Vou me masturbar olhando pra ele pode?"

"---- Você com tesão e cade o tonto do seu namorado?"

" ---- Ta ocupado agora..."

"---- Mas eu não tô ocupado posso ir aí agora deixa que eu te fodo, não se masturbando não, meu pau é bem maior que seus dedinhos."

"---- Bem maior mesmo, ainda sonho com ele de vez em quando sabia pode vir que tô te esperando... Vem e me espera na portaria meu namorado tá aqui em casa mas eu desço e você me come no seu carro só uma rapidinha pra matar a vontade."

"---- Seu namorado tá ai é você vai sair?"

" ---- Ele nem vai sentir minha falta acredite"

Em menos de cinco minutos Igor chegou na frente do prédio, Bruna desceu e foi pro carro dele.

---- Direge até a rua de trás lá é uma rua sem saída essa hora ninguém vai ver a gente lá.

Ele ligou o carro e foi com a mão na coxa dela Bruna estava com uma sainha rodada curtinha, ele alisou sua coxa e subiu com a mão os olhos do rapaz até brilharam.

---- Ta sem calcinha... E tá molhadinha.

---- Aqui já tá bom , estaciona aqui....

Era uma rua sem saída estava vazia Igor estacionou o carro e puxou o banco pra ganhar mais espaço.

----- Vem gatinha sentar no meu pau.- disse já puxando o cacete pra fora.

---- Sentar?... Não você conhece as regras pra comer meu cutem que me fazer gozar.

---- ótimo vem arreganhar essa buceta aqui então.

Bruna montou no colinho dele de perna aberta apoiou as costas no volante, ergueu a sainha mostrando a buceta pra ele.

---- Olha que delícia raspadinha... Como pode seu namorado estar ocupado de mais pra isso.

---- Sorte sua né... Anda me dá esse pauzão aqui.

Bruna cuspiu na mão e lambusou o pau dele pra entrar mais fácil, e foi descendo o corpo com ele apontado na sua rachinha, se ajeitou pra passar a cabeça da puca, que monstro de piroca que saudade que tava daquele cacete depois que a cabeça entrou o tronco foi todo pra dentro entrou fácil, mas sua bucetinha se abriu no máximo pra acomodar aquela tora.

----- Hummm... Que pica gostosa. - gemeu ela.

---- Assim cachorra quica bem gostoso safada. Assim ó.

Ele guiaca os movimentos dela pra cima e pra baixo fazia ela subir quase até o pau escapar da xana e depois decer com tudo até bater nas bolas.

---- Ahh! Ahh! Ahh! Eu vou gozar, eu vou gozar.

Ela agarrou nos cabelos dele e gozo muito no seu pau.

---- Essa não valeu foi muito rápido quero gozar de novo.

Ela continuou subindo e descendo.o pau entrava liso na buceta melada dela, Igor só segurava ela pela cintura pra obrigar a desser até em baixo queria ver ela sofrer com o pau socado até o talo.foderam assim por uns vinte minutos e ela já tava se segurando.

---- Aii !Aiii Igor!! eu vou gozar de novo!! Ahhh!

Igor sentiu a buceta dela ficando mais molhada e muito quente afora sentir ela gozando.

----- Nossa - disse ela desencaixado e olhando o pau dele ainda duro- essa coisa nao amolece não?

----so depois de tirar um cú, anda vem me dar esse rabão.

Bruna girou o corpo e ele abriu sua bunda pra descer certinho com o buraquinho na cabeça do pau, Bruna tentou rebolar pra ir mais fácil mas não tava querendo entrar.

---- Igor deixa pra outro dia não eu não quero tá muito grosso hoje.

---- Não vem cá vai dar sim, foge não.

---- Vai me arrombar. Não.

---- Você aguenta, aguentou da outra vez. Vai aguentar de novo!

Igor a segurou pela cintura e puxou se corpo pra baixo.

---- Ahhh! Ahuuu! - Bruna sentiu todas suas pregas se abrindo e o pau dilacerando sei cuzinho.

---- Vai cachorra agora quica.

Bruna mal conseguia se mexer com aquele negócio enfiado no seu toba quicar nem pensar, o máximo que fez foi rebolar um pouco o que já deu muito prazer pro rapaz com aquele cuzinho apertado não precisava muito esforço.

---- Ah eu vou gozar ! Porra ! Caralho tô gozando tudinho no seu cusafada.

Foi um alívio Bruna esperou ele acabar de gozar e saiu do colo dele seu anus estava até dormente. Igor ligou o carro e deu a volta até a frente do prédio.

---- xau gato , adorei a visita.

---- sério posso vir mais vezes então.

---- não sei vamos ver... Qualquer coisa eu te chamo.

---- Pede desculpas pro Johnny por mim, fiz que eu não queria arrombar seu cuzinho mas se ele não te fode alguém tem que te foder.

Ela sorriu e entrou no prédio ainda lívida só pensando naquele pau, subiu pra apartamento e Aghata estava na cozinha.

---- Ué pra onde você foi?!

---- Dar uma voltinha....

---- dar uma voltinha é ? Que mais você deu?

---- Tudo que eu tenho direito agora que o Johnny também te come posso dar pro Igor a vontade .

---- Você é uma amiga bem doida sabia pedir pra eu dar pro seu namorado pra trair ele de consciência tranquila, só você mesmo.

---- E ele onde está.

---- Dormindo dei um trato nele e dormiu que nem criança.

---- Ótimo preciso de um bom banho.

---- Ah eu ainda não tomei, vamos juntas aí contamos os detalhes uma pra outra.

----Vamos amiga.










ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.