"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha Namorada "Tímida"


autor: amantede16anos
publicado em: 12/01/17
categoria: romance
leituras: 2888
ver notas


Minha namorada se chama Thamyres nós namoramos faz alguns meses, desde uns dois meses tenho desejos de levá-la para a cama mais ela tem muita vergonha com relação ao sexo e tudo mais, mas neste sábado vai ser diferente.

Eu a conheço faz um ano e já começamos a namorar, mas ela tem muita vergonha de tudo até de um simples beijo. Mas o problema era que quanto mais ela tinha vergonha mais excitação me dava até que eu disse a mim mesmo “Eu a amo e vou transar com ela”.

Eu converso com ela no colégio todos os dias sobre nosso relacionamento, dizendo que não iria se fosse desse jeito. Eu disse que não existe amor sem gestos, só juras não fazem milagre, que se fosse assim não passava de uma amizade. Desde então eu venho a provocando com beijos na nuca, no meio do pátio do colégio, a abraço por trás enconchando ela, pegando em sua bunda, e cada vez que ela ficava sem jeito mais eu fazia sem vergonha nenhuma de ser visto por colegas ou professores.

Até que no sábado dia 24 de dezembro eu chamei para vir assistir um filme aqui em casa, meus pais estavam em casa fizeram o almoço para nós e tudo, então eles subiram para o quarto deles, eu sabia que eles dormiam pesado então fiquei despreocupado.

Eu disse para ela deitar no puff comigo para assistirmos juntos, foi quando ataquei, eu a puxei para cima de mim, eu comecei a beija lá ela não conseguia resistir, eu não dava tempo para ela fugir ou se soltar, até o ponto que ela já estava tão perdida com tudo tão rápido que não notou eu tirar seu sutiã quando percebeu o mesmo já estava no chão, ela disse para eu parar que isso era errado que era muito cedo para isso, então eu tirei minha camisa ela sem reação eu olhei e disse “Eu sei que você quer tanto quanto eu”, eu a beijei sem nem dar tempo para ela responder. Uma mão a segurava em cima de mim enquanto a outra entra por baixo de sua camisa chegando em seus pequenos mas macios seios, com dois dedos eu massageei o bico do se seio que rapidamente endureceu e ela soltou um gemido, baixo mas o suficiente para eu perder a cabeça de tesão e levantar a camisa dela quase rasgando, eu parei uns dois segundos olhando aqueles lindos seios de um garota de 15 anos em plena puberdade, não pensei nem uma vez antes de cair de boca naqueles seios cor de chocolate, enquanto ela não conseguia segurar os gemidos eu brincava com minha língua em seu peito esquerdo e com uma mão brincava com o peito direto, com a outra mão segurava no seu cabelo. Depois de uns dois minutos seus peitos estavam extremamente duros e ela louca de tesão, eu a levantei coloquei-a contra parede fui beijando de seu seio a sua barriga enquanto tirava seu short devagarinho puxando sua calcinha branca de bolinhas rosas e renda com minha boca, depois de tirar fui subindo beijando a parte interna da sua coxa te chegar na sua buceta virgem raspadinha e esperando para ser chupada, e eu não a deixei esperar fui de boca e para minha surpresa já estava toda molhadinha eu lambi tudo fazendo ela gemer cada vez mais alto, foi quando coloquei meu dedo em sua boca para ela se acalmar, como se isso fosse apagar o fogo de 15 anos dela. Depois de chupá-la por quase 5 min. Eu tive a melhor surpresa daquele dia, eu acordei a ninfomaníaca adormecida ali dentro, ela me jogou de volta no puff e arrancou fora meu calção com cueca e tudo, me chupou de uma forma nem em meus melhores sonhos consegui imaginar, eu estava quase gozando quando ela começou me puxou para eu chupá-la de novo e ela me segurou com tanta força que eu quase não respirava, eu enfiava minha língua com toda a minha força e os gemidos delas estavam muito alto, sua respiração era muito ofegante e isso só aumentava meu tesão, e de repente percebo ela já me dominou, ela senta com tanta força que eu achei que meu pau fosse quebrar, e era tão apertado que achei que nem fosse caber mas de tanto lubrificante dela meu pau deslizava para dentro e para fora e ela já não gemia ela gritava de tesão como nunca tinha visto nem em pornôs, ela me olhou e disse que me amava enquanto subia e descia em minha rola e isso só me fez explodir, eu a levantei enquanto metia nela a coloquei em cima da mesa jogando tudo no chão e ali no fodemos até eu gozar, mas ela não estinha gozado ainda e ela me segurou com as pernas e disse que enquanto ela não gozar ela não me soltava. Nos transamos por mais de uma hora e meia, ela gozou três vezes até ficar satisfeita.

Depois disso nos ficamos no puff por uns 5min. Até eu ter forças para me vestir de novo, depois de vestidos ela me falou que nunca tinha se sentido tão viva quanto neste sábado e desde então digo nosso aniversario de namoro é dia 24 de dezembro.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.