"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Rapidinha


autor: Malu2017
publicado em: 14/02/17
categoria: hetero
leituras: 3298
ver notas


Rapidinha.

Era um dia de semana normal e eu estava arrumando minha filha pra ir pra escola pois ela estudava na parte da tarde e na parte da manha eu não tinha obrigação de ir ao escritório porque minha sócia dava conta do serviço e então na maioria das vezes eu não trabalha na parte da manhã e ficava com minha filha até ela ir pra escola.

Chegando a Van que levava minha filha na escola,coloquei ela sentadinha dei um beijo em seu rosto e me despedi, e assim seguiu seu rumo.Queria tomar um banho antes do trabalho, tirei a roupa e entrei naquela ducha quente e gostosa, devo ter ficado ali mais ou menos meia hora… Enquanto a água caia, meus pensamentos viajavam… pensava em tudo, nos problemas, no trabalho e principalmente em sexo…. sim em sexo, estava louca e já fazia uns 4 dias que estava numa seca total.

Sai do banheiro com a toalha enrolada no corpo e me deitei na cama,meus pensamentos me faziam viajar e eu só pensava em sexo, estava com tesão a flor da pele, comecei a me tocar e a pensar em meu namorado e em seu pau grande dentro de mim, não quis continuar com aquilo e tive a ideia de convidar meu namorado pra vir até em casa pra dar uma rapidinha.

Me vesti com um vestido um pouco decotado destacando meus peitos grandes e sem calcinha e fui trabalhar,meu namorado trabalhava comigo e ele percebeu minha excitação mas não fez nada pra não chamar a atenção dos outros,uma hora e meia depois eu não conseguia mais me concentrar,só pensava em sexo e em meu namorado me comendo,cheguei pra minha sócia e disse que tinha esquecido uma pasta em casa e que meu namorado iria comigo porque antes ele tinha que passar pra ver um cliente, e ela de boa concordou com a saída.Visitamos o cliente e resolvemos tudo rapidinho,ele entrou no carro e eu disse pra ele que iria pra casa e ele já sabia o porque ir pra La.Dentro do carro já fui acariciando seu pau por cima da calça e ele quando dava passava a mão na minhas pernas e seguimos assim até chegar em casa.

Chegando em casa fechei a porta o clima já estava por toda parte e ele já de pau duro veio me pegando por traz,roçando sua pica na minha bunda e era tudo que eu queria,ele me levou até o sofá e sentou do meu lado, já passando uma das mãos na minha perna e olhando com cara de tarado pra minha coxa… com a outra mão pegou na minha nuca e me beijou loucamente… E que beijo…. escorregou a mão em meus peitos “deixa eu sentir esses peitoes” , “deixa eu ver eles de pertinho”, “que delicia, que loucura” sussurrava em meu ouvido… abaixou a alça do vestido e meteu a boca neles, chupou, mordeu devagarzinho… colocou a mão dentro do meu vestido e viu que eu estava sem calcinha, me olhou dizendo “não acredito”safada “sua gostosa”,e começou a acariciar minha xana molhada, enfiou um dedo, mas eu queria mais, enfiou dois e começou a mexer, eu me contorcendo apertando ele contra meu corpo, cada vez mais louca.

Desabotoei a calça dele e peguei naquele pau, grande e duro, ele tirou os dedos da minha boceta e agachei no chão enquanto ele estava sentado no sofá. Comecei a chupar aquele pau gostoso. Que delicia que era, eu chupava como se fosse um picolé,quase engolia inteiro enquanto segurava suas bolas e escorriam pela minha boca, ele enfiava cada vez mais, até eu engasgar… continuei chupando por mais alguns minutos, quando ele levantou e me disse “quero comer você na sua cama”… me puxou e fomos pro

quarto, em pé apoiei meus joelhos na cama e ele atrás de mim levantou meu vestido e me chupou deliciosamente por alguns instantes o suficiente pra me fazer gozar e depois enfiou os dedos na minha boceta e eu querendo seu pau mais do que tudo.Ele pôs a camisinha eu me deitei na cama com as pernas abertas esperando e ele começou a pincelar seu pau na entrada da bocetinha toda melada e enfiou o pau em mim com força até o fundo e eu de pernas abertas gemia de tesão enquanto ele bombava sem parar, eu adorava tudo aquilo, puxou com as duas mãos meus cabelos e continuou bombando com muita força, eu gozei no pau dele…eu não aguentava mais,ele percebeu que eu tinha gozado de repente ele parou se levantou e tirou a camisinha eu já sabia que ele queria que eu chupasse aquele pau que estava latejando de duro,chupei gostoso,pegava em suas bolas e chupava seu pau até onde minha boca suportava e ele com a mão em minha cabeça forçava pra mim engolir tudo, mas sem chance, era muito grande não dava pra engolir,com uma rapidez incomum ele colocou outra camisinha me virou e me pôs de 4 e foi enfiando com tudo na minha bocetinha já toda molhada,nessa posição eu e ele adorava e me favorecia pra sentir todo seu pau na minha bocetinha,ele batia forte e bem no fundo e numa dessas estocadas seu pau saiu da minha boceta e quando ele foi colocar de novo nela eu peguei em seu pau e conduzi pro meu cuzinho,ele foi a loucura, e sem dó e nem piedade ele colocou de uma vez só todo aquele pau enorme em meu cuzinho,foi uma mistura de dor e prazer na verdade mais prazer eu me debrucei na cama com os cotovelos e empinei mais ainda minha bunda,ele estocava forte e cada vez mais fundo,ficamos alguns minutos assim e eu pedia pra ele fazer mais forte e percebendo que ele iria gozar empinei mais ainda a bunda pra ele e seu pau deslizava mais fácil ainda nós dois viemos a gozar juntinhos,foi uma delicia,ele caiu de lado satisfeito e já com o pau mole,eu ainda de 4 fui me levantando e indo direto ao banheiro tomar um banho porque estava toda suada.

Nos vestimos e voltamos pro escritório como se nada tivesse acontecido,conversei com minha sócia e trabalhei bem melhor naquela tarde, afinal uma boa transa no meio do expediente não tem nada de mal né.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.