"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Familia unida 3


autor: larissa688
publicado em: 17/02/17
categoria: incesto
leituras: 3840
ver notas


Oie gente tudo bem? Bom vou começar pedindo para verem meus outros contos para entenderem melhor.
Sexta-feira passada, Milena foi para uma chacra de uma amiga e em casa ficou só eu e Sergio ma antes de Milena ir, tinhamos que nos despedir, entao chamei meu filho e fomos ate o quarto dela, Sergio estava só de cueca e de pau duro pra variar né e eu fui só com uma calcinha branquinha para que ela pudesse lembra do que fizemos. Chegamos la ela estava com uma calcinha muito fofa era azul de rendinha e o sutia combinava, ela estava arrumando suas coisas para ir e eu e meu lindo filho fomos conversar com ela. Sergio sentou por traz dela na cama, assim meio encoxando e eu fique do lado dela apreciando seus peitos ate que ela disse.
Mi -Vao sentir saudades?
Eu -Claro meu amor vou morrer de saudades.
Mi -acho que o mano nao vai sentir saudades.
Entao Sergio agarrou os peitos de Milena e disse.
S -Eu te amo gostosa e vou ficar com muita saudade de voce toda.
Milena disse que logo voltaria para a gente. Ela só fechou a boca e sua amiga mandou msg de que ja estava a caminho, ela pediu ajuda para terminar de arrumar a mala e o safado do irmao foi direto nas calcinhas. Antes de ir, Milena chupou o pau de Sergio e eu chupei sua bucetinha, para que ela lembrasse que nos amamos ela muito. Milena foi e eu e meu filinho fomos olhar filme agarradinhos, os dois pelados ja. Na propaganda deu uma coisa, de um homem estar encoxando uma mulher no metro e aquilo me deu uma ideia e perguntei se Sergio estaria afim de ir comigo em um onibus lotado e ficar me encoxando, na frente dos outros e meu amorzinho topou claro.
Combinamos para terça-feira e entao chegou o dia, fomos nos arrumar. Ele colocou um calçao e uma regata mas nao colocou cueca e eu sem calcinha, uma saia que vai ate os pés e uma blusa branca com um grande decote com sutia preto. Ficamos esperamos na parada de onibus, chegou uma gostosona e Sergio nao tirava o olho da bunda dela, ela estava com uma leg enfiada no cu e confesso que era gostosa mas estava com ciume pois deixou meu filho de pau duro e como estava de calçao deu para ver muito bem, mas o safado nem tentou esconder. Entao a gostosa pegou o onibus e logo veio o nosso cheio de gente. subi na frente dele e logo motorista olhou pros meus peitos e sorri para e ele e dei bom dia, estava agarrada no ferro do onibus e senti uma coisa dentro da minha bunda e derrepente escutei um susurru.
-Oi mamãe
Aquilo me deixou toda molhadinha, entao ele começou a me sarrar e eu roçando nele foi tao gostoso já que todos estavam vendo, mas ai o onibus parou e quase todos sairam, então fomos para os ultimos bancos e o safado botou a mao na minha xota e enfiou o dedo por cima da saia, ai eu vi o que eu devia fazer. Sentamos e comecei a bater uma punheta pro meu filho lindo e logo ele gozou e acertou o banco da frente, o banco ficou todo melado de porra, ai nos começamos a rir, ate que chegou nossa parada e descemos e fomos para o banho.
Se quiserem mais comentem e se quiserem me contar suas historias meu e-mail é larissacouto688@gmail.com Obrigado espero que tenham gostado.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.