"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Malu:Traindo o noivo na Praia


autor: Malu2017
publicado em: 21/02/17
categoria: traição
leituras: 4718
ver notas


A história que vou contar já aconteceu a muito tempo e poderia ter mudado o rumo da minha vida mas por força do destino ela tomou outro caminho do qual também não me arrependo pois poderia ter sido diferente mas isso nunca vou saber também.
Isso aconteceu no final dos anos 80 inicio dos 90 e eu tinha entre 17 e 19 anos e estava prestes a me casar com meu noivo,eu já estava junto com ele a mais ou menos uns 3 anos e fazia planos pra depois do casamento e já estava com o apartamento comprado e com os moveis quase todo comprado,e isso mexia muito com minha cabeça pois pra mim ele era o homem da minha vida no qual eu passaria o resto da minha vida com ele,eu era jovem e ele era 4 anos mais velho que eu e meu corpo ainda estava em formação e pra visão dos homens era pra melhor e certo com mais de 16 anos isso fez com que meu corpo ficasse mais com curvas e parecendo mesmo um Mulherão com peitos e quadril avantajados.
Todo ano meu Pai alugava uma casa na praia na cidade de Monguaguá no litoral Paulista e La passávamos a temporada inteira mas meu noivo não estava presente o tempo todo pois ele tinha que trabalhar e vinha de São Paulo todo fim de semana e eu ficava a temporada toda com minha família na praia e foi numa dessas ocasiões que eu percebi que chamava a atenção dos homens quando passava e ficava só de biquine tomando sol,eu sempre estava acompanhada por sobrinhos, irmãos e meu Pai sempre alerta com todos ao seu redor.
Certo dia reparei em um casal que estava próximo da nossa casa provavelmente passando alguns dias como a gente também e junto com eles um homem que não tirava o olho de cima de mim e seu olhar era diferente e fiquei sabendo pelo casal que seu nome era Riciery e aquilo me atraia de um jeito diferente como jamais eu tinha sentido isso antes,sempre que nos encontrávamos as vezes na praia ou no quiosque ele sempre me elogiava e era carinhoso com as palavras usadas e aquilo foi me cativando e um certo dia no quiosque ele estava junto com o casal que o acompanhava e se referindo a mim me disse que eu era a Moça mais linda de toda a Praia, eu fiquei meio sem graça pois a mulher que estava acompanhando brincou tirando a toalha e mostrando seu lindo corpo ela devia ter uns 30 e poucos anos e era realmente muito bonita e seu marido apenas sorriu afirmando e a puxou pra próximo a sentando em seu colo em sua cadeira de rodas pois ele tinha deficiência nas pernas e ela continuou brincando e me zuando o que me deixou com mais vergonha ainda,eu sorria discretamente mas por dentro alguma coisa mexeu comigo pois eu estava gostando de ser elogiada já que meu noivo não era muito de elogios pra mim e esse homem me elogiando me deu um tesão enorme,pois ele era um homem de 40 anos aproximadamente e tinha os cabelos compridos do jeito que eu gosto e estava bem em forma pra sua idade e era muito charmoso com o tempo e aos poucos ele foi se aproximando e fomos nos conhecendo e ele com seus elogios me deixava muito a vontade do seu lado e ele sabia que eu era noiva e que meu noivo só aparecia nos fins de semana e ele se aproveitou da situação e me convidou para sair e conhecer outras praias ali mesmo por perto eu quase morri de medo pois meu pai era muito cuidadoso com todos nós ali e tinha medo que meu noivo desconfiasse que eu fizesse algo errado e ele vir a saber,mas ele era convincente e confiante e me convenceu pra ir numa padaria próximo dali mas dava pra perceber em seu olhar que teria algo a mais naquilo, fui pra minha casa rapidamente e convencida eu pus meu biquine e a toalha disse ao meu Pai que estava indo na praia e sai, ele estava me esperando próximo da padaria em seu carro e ao me ver foi logo abrindo a porta pra mim entrar e logo saímos dali eu estava muito eufórica e ao mesmo tempo morrendo de medo mas a situação também me dava muito tesão ao saber que faria algo de errado mas que seria bom. Dentro do carro ele me disse que iríamos numa praia vizinha e pegou a Avenida que leva pra ela e no caminho seus elogios me deixavam mais tranquila e ele vendo isso começou a ser mais explicito e a passar a mão em meu cabelo rosto e foi descendo pelos meus peito e cochas que já estavam com os pelos todo arrepiado de tesão e com um gesto muito ousado passou os dedos na minha boceta e num gesto de tesão e reflexo apertei com as pernas sua mão e ele forçou pra colocar o dedo na minha boceta mas estava com o biquíni e ele tinha que dirigir então tirou a mão rapidinho mas mesmo assim ficou acariciando ela por cima do biquíni e eu quase morri de tesão e dava pra perceber que ele também estava muito excitado pois dava pra perceber o enorme volume em sua bermuda e pra não ficar de boba passei a mão rapidamente no seu pau por cima da bermuda.Ao chegar ao nosso destino ele estacionou o carro na areia mesmo e fomos direto para a praia mas antes ele me puxou pelo braço e me beijou me abraçando forte e suas mãos deslizava pelo meu corpo e principalmente pela minha bunda aquele beijo me trouxe sensações diferentes da que eu não sentia com meu noivo e gostei e queria mais e assim fomos para o mar deixei minha toalha no carro junto com a bermuda dele e ele só de sunga com aquele corpo de homem maduro e bronzeado pelo sol da praia e com os cabelos ao vento me excitava muito ele segurou em minha cintura e foi me levando ao mar e sempre passando a mão em minha bunda e me elogiando dizendo que era muito gostosa e que adorava a marquinha do biquine em meu corpo e assim fomos mais pro fundo até a altura do peito e foi quando ele me puxou pra perto dele e me beijou gostoso e com muito tesão e deu pra perceber que seu pau queria sair de dentro da sunga e ele o esfregava em mim e eu não resisti e peguei no seu pau no inicio por cima da sunga mas depois o tirei pra fora e segurei firme, seu pau era bem maior que o do meu noivo e aquilo me deu muita curiosidade e vontade de sentir outro pau dentro da minha boceta que já estava toda melada de tesão ele percebendo toda a minha excitação começou a me tocar e eu fui a loucura com seu dedo dentro da minha boceta e gozei fácil e ele em seguida me virou de costas pra ele e roçou seu pau na minha bunda,tinha algumas poucas pessoas não muito próximo da gente era dia de semana e a praia estava semi vazia mas nós estávamos bem cuidadosos com toda a situação e aquilo nos dava mais tesão ainda,ele colocou seu pau entre minhas pernas e forçou a entrada e eu por minha vez empinei a bunda e tirei de lado o biquine e ele forçou de novo e seu pau entrou fácil e sem resistência alguma na minha boceta pois já estava bem molhadinha,seu pau devia ter uns 17cm e bem mais grosso do que o do meu noivo que alem de pequeno também era fino e ao chegar bem no fundo da minha boceta eu não resisti e gozei de novo ao sentir seu pau dentro da minha boceta era divino e seus movimentos eram pausados mas consistentes pois não podia chamar a atenção dos banhistas ao longe e aquilo tudo reunido e de estar em um lugar publico me excitava demais e aquele pau diferente e gostoso mexendo dentro da minha boceta era bom demais ele usando da malandragem e aproveitando o movimento das ondas ele aumentou um pouco a velocidade das estocadas e segurava firme na minha cintura eu fui a loucura novamente gozando naquele enorme pau pois a cada estocada dava pra sentir centímetro por centímetro entrando e saindo da minha boceta e ele aproveitando as ondas que vinham enfiava cada vez mais rápido e bem no fundo quase relando no colo do útero e por fim ele não resistiu e encheu minha buceta de porra soltando aquele liquido quente e viscoso dentro da minha boceta,ficamos um pouco parados na mesma posição e seu pau amoleceu e podemos sair dali,pegamos nossas coisas na areia e fomos pro carro e ele ainda continuava muito carinhoso comigo e assim fizemos o caminho de volta pro carro e mesmo antes de chegar no carro ele me beijou gostoso e suas mão é lógico que estavam passando pela minha bunda e eu ainda estava excitada e queria mais,entramos no carro e ele sempre carinhoso e atencioso a tudo me elogiava o corpo e dizendo como tinha sido boa a transa e assim foi saindo com o carro e pegamos o caminho de volta numa rua paralela a praia mas que passava ao lado de uma linha de Trem e era uma rua um pouco deserta e ele ainda com elogios disse que gostaria de me ter de novo mas que queria ver meu corpo todo pra poder admirar e ver a minha marca do biquíni na minha pele queimada pelo sol da praia e eu pra judiar dele retirei de lado a parte de baixo do biquíni e disse pra ele e sorrindo “Veja”e rapidamente ele parou o carro no acostamento e veio pra cima de mim me beijando e tocando minha boceta com os dedos e seu pau já estava duro novamente e isso eu estranhei pois meu noivo não levantava o pau tão rapidamente logo após ter gozado levava horas pra levantar de novo isso “se levantava” e aquele pau duro na minha frente eu não resisti e peguei firme nele apertando e punhetando rápido ele com seu dedo dentro da minha boceta fazia o mesmo movimento e me levando a loucura e sua mão me apalpando e com os dentes tirou a parte de cima do biquíni e chupou gostoso meus peitos era muita excitação eu não resisti e gozei, em seguida pedi pra ele se encostar no banco e num ato de loucura abaixei e tentei engolir seu enorme pau eu queria engolir ele todinho mas não conseguia e minha falta de experiência não passava pela garganta mas mesmo assim ele gostou muito pois com a mão e língua passando pelo seu pau percebi sua enorme excitação e então com as mãos fui aumentando a velocidade da punheta e ele colocou sua mão em cima da minha e gozou gostoso urrando de prazer,tudo isso acontecendo no meio da avenida em plena luz da tarde de verão,ta certo que mal tinha pessoas passando por ali mas nossa procura por prazer era enorme,já relaxado ele pediu pra abrir o porta luvas e La dentro tinha papel higiênico e 2 flanelas ele me deu o papel e com a flanela ele se limpou, nos limpamos e seguimos a avenida de volta pra casa ele parou o carro umas 2 quadras de casa pra que ninguém nos visse e antes de sair do carro nos beijamos ardentemente e ao sair do carro ele me olhou por de baixo da lente de seu óculos escuro e me disse Até Amanhã,aquilo me deixou eufórica e apreensiva ao mesmo tempo pois se ele queria me ver de novo era porque tinha sido bom pra ele e eu sabia que pra mim tinha sido ótimo e queria sentir aquele pau de novo na minha buceta, sai andando tranquilamente e ao virar a esquina sai correndo feito loca na praia em direção a minha casa e ao chegar mais perto senti um alivio e não tinha ninguém conhecido na praia e já dentro de casa ninguém me questionou pois achavam que eu estava na praia e na verdade eu estava sim,mas era na Praia do Prazer na qual eu nunca tinha tido até aquele momento,tomei um belo banho e minha lembrança do que tinha acabado de acontecer me fez tocar uma ciririca em baixo do chuveiro pensando em tudo e em principalmente naquele pau gostoso dentro de mim gozei com a água escorrendo entre minhas pernas.Sai do banho aliviada jantei e fomos pra praia curtir a noite com meus sobrinhos e irmãos e no Quiosque La estava ele tomando uma cerveja e sempre simpático conosco e brincando com as crianças e ninguém sequer desconfiava do ocorrido e assim ficou até hoje, pois só agora tive coragem de me abrir e contar essa história,pois as outras histórias só vão ficar pra próxima vez....





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.