"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Me possuindo sobre a Pia...


autor: ViviDoFábio
publicado em: 23/02/17
categoria: hetero
leituras: 3756
ver notas


- .... Agora preciso dar conta dessa louça, ela não vai se lavar sozinha. – Digo a mim mesma imaginando se meu marido poderia me fazer a gentileza de ajudar na cozinha, mas ele está tão ocupado que prefiro fazer sozinha.
Cuidar dessa parte na cozinha é uma das minhas tarefas já que somos casados e ele faz a maioria das outras. Resolvo colocar um som ambiente pra tocar e talvez me imaginar só de calcinha dançando pra ele. No celular está tocando “Say You Love me – Jessie Ware”. Uma música que me leva longe na imaginação. Fecho os olhos e começo a rebolar lentamente. Por sobre meu corpo está uma camisa dele que eu adoro e uma calcinha branca de renda capaz de mostrar cada detalhe de meu sexo e minha bunda.
Abro a torneira. A água está gelada, e faz o meu corpo quente estremecer com um arrepio na espinha. Uma lembrança de nossa última noite brincando com gelo me vem à mente e me arranca um gemido suave dos lábios.
Ouço a porta do quarto se abrir, mas não olho para trás, continuo o que estava fazendo mas meu coração dispara, pois sei que é ele. Sou capaz de ouvir sua respiração forte se aproximando. Se ele soubesse o quando morro de desejos por ele toda vez que se aproxima de mim. Se ele soubesse que tem total controle sobre meu corpo, sobre meus instintos e principalmente sobre meu coração.
É difícil me concentrar na louça sabendo que ele está assim tão perto. Ouço a geladeira abrir. O que ele está fazendo? Olho rapidamente para trás e o vejo abrindo uma garrafa de água gelada. Continuo tentando me concentrar na louça, mas por que é tão difícil?
Ele, lentamente, começa a dar passos em minha direção e se aproxima:
- Humm! Você fica tão gostosa com minha camisa. – diz dele, sussurrando ao meu ouvido e apertando as duas mãos em minha cintura.
Estremeço tudo o que há em mim e deixo a bucha cair da minha mão sem querer, junto ao copo que quase quebra ao bater contra a pia.
- Você anda distraída demais, princesa! – Ele diz quase que num tom de sarcasmo.
Não consigo pronunciar uma palavra sequer, só posso fechar os olhos e sentir sua respiração quente em meu pescoço.
Nesse momento ele percorre as mãos por sobre a camisa, acariciando meu corpo. Desce as mãos para minhas coxas e sobe delicadamente, agora, por baixo da roupa. Eu já não sei mais o que estava fazendo, só sei que o que estou sentindo é incrivelmente indescritível. Não é só uma passada de mão pelo corpo, porque isso eu já presenciei várias vezes, mas é uma mão que eu reconheço, são as mãos mais quentes que já pude sentir, capazes de me esquentar em qualquer clima gelado de qualquer ambiente. É isso! Ele me faz arder como o sol que bate em meu corpo num calor de 40 graus, ele tem esse poder sobre mim.
Chego a sentir suas mãos quentes acariciarem os meus seios, um a um, deixando o bico dos meus peitos enrijecidos com seu toque. Ele me encoxa por trás pressionando seu membro ereto em minha bunda e meu corpo se dobra em quase 90 graus com sua ferocidade sobre mim. Quase sinto minha calcinha rasgar com seu pênis tão duro me empurrando contra a pia.
- Você não quer ir pra cama? – Pergunto ofegante, esperando uma resposta típica dele.
- Não, eu quero te comer aqui mesmo. Exatamente nessa posição. – Ele me responde quase rosnando. Me virando de frente para ele, me coloca em cima da pia sentada, abre a torneira neste momento, pega a bucha, e me encharca com a água gelada que escorre sobre meu corpo pegando fogo.
Eu o puxo para beijá-lo e sentir sua língua em minha boca. Seu beijo é possuidor, dominado por um desejo que me preenche inteira. “Ahhh como eu amo essa posse sobre mim tomada por seus beijos ferozes”.
Ele abre minhas pernas, coloca a calcinha de lado, se ajoelha de frente para mim e começa a me preencher com seus lábios, tomando para si o meu sexo por completo. Sinto sua língua circulando meu clitóris e um de seus dedos entrando em mim, “Ahhh aí não, você vai me fazer gozar” meu inconsciente grita de tesão e eu solto um gemido que o faz sentir que está exatamente no caminho certo. Ele sabe exatamente onde ir, o que fazer e como me deixar pronta pra receber qualquer coisa dele.
Posso me ouvir implorando a ele por mais, por seu toque, por seus movimentos, por tudo o que ele é capaz de fazer comigo. Eu o quero, e quero agora...
- Por favor, Fábio! Me coma agora! – Imploro por mais dele. Quero senti-lo entrar em mim com a mesma ferocidade que tem me beijado. Eu adoro quando ele me toma com força, e me faz sentir fundo a sua penetração gostosa e profunda.
Ele arranca rapidamente minha calcinha e deixa sua calça cair sobre seus pés. Sinto sua força me puxar para rente ao seu corpo e ele me penetra. Com força, com profundidade, com um desejo profano. Me olhando nos olhos o ouço sussurrar o quanto adora me comer assim, toda apertadinha parecendo uma virgem. Eu gemo com suas palavras e ele me penetra mais uma vez, mais forte ainda. Seus movimentos quase arrebentam a pia em que estou sentada. Ouço a madeira rangendo mas não consigo parar. Eu só quero mais...
De repente, ele para, me tira de cima da pia, me vira de costas e me dobra sobre ela, me fazendo ficar de quatro com a bunda virada para ele. Nesse momento sinto-o me penetrar novamente, gemendo como se não pudesse controlar mais sua fala. Começo a gemer diante de tanto desejo, tanta intensidade, e tanto prazer.
- Goze pra mim, Vi! – Ele me diz num tom quase que implorando por mim. Nesse momento explodo numa sensação de puro êxtase e sinto ele gozando comigo. Passo o dedo sobre minha vagina e levo até minha boca, lambendo os dedos para sentir a mistura de seu gosto junto ao meu. É incrivelmente delicioso!
“O que foi isso?”, meu inconsciente quase desmaia junto comigo nesse momento, eu não tenho mais forças e caímos sobre o chão frio, deitados ali, um sobre o outro, sem conseguir movimentar nenhum dos membros. Sem força pra levantar, sem força pra falar, adormecemos por instantes até nossos corpos recuperarem um pouco de energia e um pouco da consciência sobre o que acabamos de viver ali.
De hoje em diante, lavar a louça nunca mais será o mesmo.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.