"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meia-calça no consultório. (Parte II)


autor: suamenininha
publicado em: 03/03/17
categoria: lésbicas
leituras: 4477
ver notas


Continuando...

Eu resolvi arriscar!

Comecei a jeitar a meia pelos pés, puxando delicadamente, arrumando até o joelho, depois na outra perna da mesma forma...

arrumei até o joelho e me levantei deixando meu corpo o mais colado com o dela possível, sem transparecer totalmente o que queria... ela me olhava fixo, e pude perceber uma leve acelerada na sua respiração. Com uma batidinha na sua perna, sinalizei que ela deveria abri-las um pouco mais; havia um clima na sala, não dizíamos nada... eu continuei então a ajeitá-la, puxando delicadamente a meia para cima; já na outra perna, sentei-me na cadeira e ajeitei ficando somente a parte superior (as mulheres me entenderão, alguns homens também! :D).

Levantei-me novamente, e sem que ela esperasse, com um só "golpe" levantei a saia dela e eu não espera! Aquela safada deliciosa estava sem calcinha! Minha nossa que surpresa! Respirei fundo, e ela não esboçou nenhum sentimento, nem quando levantei a saia... ajeitei até a cintura e como ela já estava com as pernas entreabertas, pus minhas mãos por entre suas pernas para dar o retoque final! Nesse momento senti ela estremecer... Ficou evidente que ela tinha gostado... eu amei essa lasquinha que tinha tirado dela, e tinha feito tudo o mais lento possível! Levantei-me novamente ficando frente a frente, olhos nos olhos com ela, olhei para aquela bucetinha lisinha que me fez salivar, e abaixei a saia dela.

Me olhando fixamente ela perguntou:

- Você gostou? - sem desviar o olhar, e sem acreditar no que estava acontecendo, respondi que sim.

- E você quer? - muito! eu disse quase sem ar!

Ela, que estava encostada na mesa, afastou-se levantou a saia até determinado ponto e com um impulso, sentou na mesa abrindo as pernas; me coloquei entre suas pernas e com carinho, fogo, desejo e apesar dos outros fatores, nos beijamos longamente! Um beijo quente, demorado, com sentimentos que não sabia distinguir, e preferi não interpretá-los; apenas me entregar também!

Ela tinha mãos rápidas, que iam de minha nuca ao meu bumbum, eu por minha vez, também tirava minha 'lasquinha' alisando todo seu corpo macio.

Eu já não estava mais em mim, e resolvi me entregar totalmente aqueles momento; a blusa que ela vestia tinha botões que abri lentamente deixando revelar aquele soutien lindo de renda... Beijei sua nuca sentindo aquele cheirinho delicioso enquanto tirava o restante de sua blusa; ela por sua vez num movimento só tirou meu vestido me deixando só de calcinha, pois o que vestia não exigia soutien...

Estávamos complementes entregues uma a outra... entre beijos e carícias abrimos espaço em sua mesa e antes que ela deitasse nela, tirei seu soutien revelando aqueles seios lindos! Não eram arrebitados como o de uma virgem, eram médios e lindos! Lindos como eram! Toquei delicadamente, e confesso que um pouco tímida os chupei... Ela revirava os olhos e gemia baixinho, eu alternava entre um e outro só me importando em dar prazer aquela mulher que estava totalmente entregue a mim... Fiz uma trilha de beijos até sua virilha e chegando na meia calça, com movimento rápido a rasguei, fazendo com que ela me olhasse brava e risse!

Linda! Delicada, depilada e cheirosa! Escorreguei meu dedo de baixo pra cima sentido toda a umidade que tinha causado nela! Aquela bucetinha estava extremamente molhada! Ela revirava os olhos e se contorcia somente com o meu toque! apoiei as pernas dela de forma confortável na mesa, abri-las delicadamente e dediquei toda a minha experiencia aquela buceta linda! Cai de boca naquele grelinho delicioso que ficava inchadinho a cada momento que passava, e o gostinho magico dela me fez automaticamente levar minha mão para dentro de minha calcinha... Eu já não sabia o que estava me dando mais tesão! Ela então deu um gemido alto que me fez acordar daquele transe delicioso e parar; tive que dar uma bronca nela né?

- Ei menina! Se comporte! O lugar que estamos não é apropriado para isso! Controle suas emoções! - ela rindo, colocou um dedo na boca e disse:

- Prometo! Agora enfia essa língua gostosa todinha na minha buceta vai?!

E com aquele pedido delicioso, comecei a alternar as lambidas e mordidinhas no grelinho dela e enfiar a minha língua freneticamente naquela xoxota deliciosa!

Ela estava quase gozando quando pedi que ela sentasse e chegasse um pouco mais para a beira da mesa:

- Quero que goze nos meus dedos e deixe que eu te limpe todinha depois com minha língua!

Ela sentou e delicamente coloquei um dedo e ela gemendo pediu mais um! Obedecia e mexendo de forma ritmada enquanto mordiscava o bico do peito dela, senti ela gozar entre meus dedos!
Ela respirava fundo e se esforçava para não gemer e gritar... Como prometido a fiz deitar e a lambi até a ultima gota podendo sentir os espasmos do orgasmo delicioso que ela tinha acabado de ter!
Ela se recompôs, e quis me retribuir, mas o horário não permitia, então trocamos telefone e prometemos nos encontrar em um outro momento!

Ela me liberou para a manutenção, mas antes eu dei uma passadinha no banheiro e escovei os dentes! A Doutora X com certeza conhecia bem cheiro de buceta! rsrsrs

A, antes de sair eu assinei a papelada ta? Não esqueci não! rsrsrs



Bjos quentes e molhados pra vocês que leram! :D



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.