"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Transei com meu médico.


autor: MarcosDotado
publicado em: 07/03/17
categoria: aventura
leituras: 6964
ver notas


A história que vou lhes contar aconteceu comigo há um ano e ainda se repete...

Tenho 28 anos e com uma excelente aparência.

Certo dia fui a uma consulta médica e me deparei com um homem maravilhoso. Quando cheguei em casa me masturbei muito pensando nele. Isso nunca havia acontecido assim, de imediato.

Passadas 3 semanas precisei retornar a consulta e ele me disse que me achava muito bonita e inteligente. Claro que minha calcinha ficou super molhada. Precisei ligar para ele, que pediu para eu passar no consultório, mas no final do expediente pois não havia horário vago. Quando cheguei ainda tinham 2 pacientes, que foram rapidamente atendidas. Na minha vez ele disse para a secretária que ela podia ir embora pois iria demorar e ela se atrasaria para pegar a filha na escola. Minha cabeça deu mil voltas...
Iria demorar? Confesso que já estava ficando com um baita tesão. Ele então pediu para eu colocar o roupão e deitar na maca. Sei que não precisava, mas tirei também a calcinha e o sutiã, fiquei com aquele roupão fininho de tergal. Estava muito frio e quando ele viu o bico do meu peito durinho ficou doido.
Vi que sua piroca estava apontada para cima e ele perguntou se podia puxar o roupão e eu deixei. Ele correu a mão pelo meu corpo todo de maneira bem leve, me deixando louca de tesão. Quando achou minha buceta sorriu por senti-la molhadésima.
Levantei, tirei sua roupa e fiquei assustada com o tamanho da sua pica, nunca tinha sido comida por uma tão grande e grossa.

Ele me colocou sentada na maca de pernas abertas e enfiou a língua toda na minha buceta, lambendo toda a minha seiva, enfiando a língua lá dentro como se fosse um cacete. Chupei sua piroca, lambi seu caralho enfiando sua bolas na boca fazendo ele urrar de tesão. Ele não aguentou e jorrou sua porra na minha boca.
Lambi tudo e pedi que me comesse. Seu pau não ficou mole. Ele enfiou um dedo no meu cu e disse que queria comê-lo. Eu resisti pois sua piroca era muito grande. Ele enfiou um dedo e depois mais outro. Eu rebolava na sua mão mas pedindo pra enfiar a pica na minha buceta.

Ele me comeu sentada, de quatro, de lado e voltou a enfiar o dedo no meu cu.
Eu perdi as contas de quantas vezes gozei. Sei que de repente ele puxou um tubinho de hidratante (ele é dermatologista) e lambuzou meu cu, enfiando a ponta do tubo nele.

Quando enfiava a ponta do tubo, apertava e eu sentia o líquido meio gelado entrando no meu cu. de repente senti que cu estava muito molhado e latejando. Ele enfiou sua piroca no meu cu e eu rebolei igual uma puta... Acabamos gozando e, ainda fomos para um motel onde ele comeu minha buceta várias vezes e meu cu novamente.

Até hoje nos encontramos muito. A secretária dele já sabe e, quando eu chego, ela vai embora e desliga o telefone. Ele liga para o meu telefone ou eu para o dele falando um monte de putaria e, às vezes ele toca no consultório e eu toco uma siririca onde estiver (no carro, no trabalho, no banheiro).

Arranjo outros namorados mas não consigo deixar de trepar com ele. Já tentei dar meu cu para outros, mas ninguém faz como ele.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.