"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Vizinho virgem


autor: odeflor
publicado em: 27/03/17
categoria: virgindade
leituras: 4203
ver notas


Recém separada, meu marido me deixou no apartamento onde morávamos, com aquela mudança de vida eu fiquei meio para baixo e ficava o dia todo em casa ainda não estava trabalhando ficava só curtindo a solidão.

Já fazia uns 3 meses resolvi mudar essa situação e comecei a mudança pela minha casa resolvi fazer uma faxina uma mudanças na decoração trocar moveis de lugar tirar coisas velhas trocar cortinas enfim dar uma repaginada na vida. Não tinha ninguém para me ajudar, tinha lugares altos fui procurar ajuda e uma escada também. Resolvi bater na porta de uma vizinha que morava na frente ao meu apartamento, era uma senhora muito legal e morava com o marido e seus dois filhos um casal, uma moça com seus 18 anos linda e um rapaz também quase na mesma idade os dois até parecia gêmeos mas não era.

Esse pessoal era gente boa conhecia eles a anos desde que vi morar com meu marido neste prédio, as crianças ainda eram pequenas deveria ter uns 15 anos bem jovenzinhos mesmos.

Bati na porta e minha amiga atendeu entrei e ficamos conversando um pouco até a hora que pedi ajuda para me emprestar uma escada e se ela não sabia quem poderia me ajudar na faxina ela então falou de seu filho que ficava o dia todo em casa só estudava a noite. Como já conhecia ele e a sua família a mais de 3 anos achei uma boa ideia, então depois falei com o garoto e ele se prontificou na hora a me ajudar, marcamos para o dia seguinte de manhã no meu apartamento e claro levando a escada que ia ser muito útil.

E assim foi no dia seguinte logo de manhã a campainha já estava tocando e eu acordei assustada tinha me esquecido da arrumação e do acordo feito com o garoto. Levantei apressada me vesti daquele jeito arrumei o cabelo e fui atender a porta, lá estava o garoto com a escada na não pedi para ele entrar me desculpei pelos trajes que estava e pelo atraso, ele me olhou de cima em baixo parecia que nunca tinha visto uma mulher com aquela roupa, não dei bola afinal não tinha marido mesmo, pedi para ele entrar e coloquei ele sentado na mesa da copa e fui arrumar um café para tomar e pedi uns minutos para eu me recompor e começar o serviço.

Ele gostou de ficar sentado me olhando não tirava o olho do meu corpo da minha bunda uma vez que a roupa era de dormir e um pouco transparente e mostrava meu corpo eu não estava acostumada de ser observado por homens mas até gostei afinal qual mulher não gosta de ser desejada.

Quando o café ficou pronto sentei na mesa convidei ele para tomar e começamos uma conversa afinal queria saber sobre a vida dele e que ele achou de min. Ele falou que tinha 17 anos que estudava a noite, não tinha namorada e que de vez em quando saia com os colegas para se divertir era um pouco tímido com as garotas e isso atrapalhava com as namoradas.

Expliquei que isso era normal para adolescente que logo passaria e ele arrumaria uma namorada linda.

Pedi desculpa novamente pelo atraso e pelas minha roupa e agradeci por ele querer me ajudar, o garoto então me respondeu e já começou a perder a timidez se é que ele era mesmo tímido.

Que isso faço com maior prazer, ajudar uma senhora tão linda elegante e me desculpe mas gostosa também, faço quantas vezes a senhora precisar.

Sentada na mesa na minha frente o garoto não tirava os olhos do meus seios, que depois puder ver melhor no espelho estava bem transparente principalmente os bicos que deixava eles mais lido ainda.

Terminei o café e fui arrumar a cozinha e de vez em quando olhava para o garoto e pegava ele me secando, mas a culpa era minha pelas roupas que estava usando. Terminei passei por ele fiz questão de esfregar minha coxa na sua perna que estava fora da mesa e falei
Só mais um pouquinho vou trocar de roupa e já volto.
Entrei no meu quarto e me arrumei como se fosse sair coloquei roupas bem provocante me perfumei para aquele garoto e confesso que estava gostando também depois de meses ser desejada novamente é muito bom. Coloquei um shorts que deixava minha bunda e coxa em evidencia e coloquei uma blusa bem apertada e sem sutiã e voltei para sala para começar o serviço.

Ao voltar para sala o garoto ficou me olhando como não acreditasse no que estava vendo, então perguntei

-E ai que cara é essa não gostou da minha roupa, vamos trabalhar.

Ele então respondeu.

-Gostei demais nunca tive perto de uma mulher assim tão bonita e cheirosa acho que vou passar mal de tanto ficar olhando a admirando.

-Vamos trabalhar já estamos atrasados, respondi

Começamos o serviços e fui puxando a boca dele sobre garotas preferência o que ele gosta. Ele foi se soltando e falando até demais para quem era tímido, falou das meninas da escola, falou que gosta de morenas coxas grossas bunda grande seios médios enfim me descreveu e falou que já tinha beijado uma menina mas um beijo sem sal que não tinha muito haver, falou que nunca tinha feito sexo queria que fosse com uma mulher experiente e que os amigos dele todos já tinha feito, ele chegou até ir a uma zonas com os amigos para fazer sexo mas não teve coragem. O garoto se soltou e foi falando, comecei a ter ideias meios fora do padrão risos.

Resolvi continuar para ver até onde ele ia, me perguntou sobre a minha separação sobre eu não ter filhos expliquei que meu marido havia me traído e num relacionamento quando acaba a confiança é melhor separar cada um para um lado e filhos e complicado, melhor fazer só sexo mesmo sem filhos ele então disse,

-Que homem bobo trocar essa mulher gostosa e simpática por outra, com certeza ele deveria ter se arrependido, eu não trocaria de jeito nenhum, queria dormir e acordar com esse par de coxa para o resto da minha vida e fazer sexo todos os dias.

O garoto foi me conquistando e conversa vai conversa vem e trabalho eu disfarçava e encostava seios, coxas, braços nele deixando ele daquele jeito e claro eu também, enfim ficamos bem próximos. Na parte da manhã depois de muitos papos e serviços, quase terminamos faltou pouco para a tarde e já era quase horário de almoço então paramos e convidei ele para almoçar comigo afinal ele merecia um almoço especial devido a ajuda que me deu.

Almoçamos e resolvemos dar uma descansada ele ficou na sala assistindo TV e eu fui para o quarto, fechei a porta e como estava calor tirei a blusa e deitei em um tapete no chão afinal era somente uns minutos. Para minha surpresa dormi e quando acordei o garoto estava ao meu lado acariciando meus seios uma não em cada um, fiquei assustada e falei

-Que é isso garoto se comporta, o que esta fazendo aqui.

-Calma vim chamar você lembrei de uma coisa, vou ter que ir embora só estava olhando essa maravilha de seios morenos, nunca tinha visto um ao vivo e a cores, só em revista, mas ao vivo é muito melhor ainda mais o seu.

As palavras dele me deixou sem jeito, afinal estava atiçando a garoto desde cedo. Ele levantou pude ver o volume no seu shorts estava com o pau duro de me ver e acariciar meus seios. Ele era um garoto e nunca tinha visto uma mulher pelada e eu estou deixando ele assim, imagina se ele conta para mãe dele.

Então resolvi pedir desculpa e entender melhor o que estava acontecendo ele também me pediu desculpa e explicou que esqueceu mas tinha marcado com uns amigo para fazer um trabalho de escola e ia embora, queria deixar ele mais um pouco com tesão e falei

-Gostou do meus seios se quiser pode continuar mas não pode contar a ninguém o que vai acontecer e deixa seus amigos esperar um pouco.

-Posso passar a mão acariciar beijar chupar esse bico, essa maravilha você deixa.

-Faça isso mas com carinho eu deixo e ensino como se trata uma mulher.

Que menino safado pegou meus seios e já começou a chupar acariciar eu estava sentado no chão comecei a gemer e deitei para ficar melhor acomodada ele então começou a passar a mão pelo meu corpo e eu fui ensinando aquele garoto

-Isso deixa a titia louca chupa gostoso vai chupa, chupa o biquinho beija ele arrepiado com tesão.

Até uma hora que minha mão começou a procurar seu pinto dentro do shorts ele ficou muito encabulado e falou

-Calma essa é a minha primeira vez estou quase gozando se você pegar nele eu gozo na sua mão.

Ai pude perceber que aquele menino era virgem mesmo e eu ia fazer um tratamento especial para ele afinal fazia quase 3 meses que eu não via um pinto era quase virgem também risos.

Tirei meu shorts fiquei só de calcinha que já estava ensopada soltei o cabelo e falei para ele.

-Vem vou ensinar a tratar uma mulher gostosa e com muito tesão hoje você perde sua virgindade.

Não estou acreditando que estou aqui com esse avião na minha frente toda pelada só para min, esses seios lindos que da vontade de beijar beijar e não largar mais essa coxa lisinha grossa essa bunda grande, quantas punhetas bati pensando nisso.

-Calma hoje você transa com uma mulher, e não precisa bater punheta seu lindo.

Levantei tirei a roupa dele devagar com carinho dando beijos, deixei ele só de cueca e falei

-Vamos devagar e com carinho na sua primeira vez logo acabo com esse tesão que estou sentindo.

Beijei o corpo dele falei palavra no seu ouvido enfiei a mão dentro da sua cueca o garoto ficou louco e quase gozou na minha mão, então falei

-Agora é a sua vez de fazer isso comigo, vem me da prazer não é isso que você quer.

Fiquei de quatro e falei.

-Olha minha bunda acaricia ela da beijinho passa seu pinto nela me deixa com tesão.

O garoto fazia tudo que eu pedia acho que sou uma boa professora.

-Agora que fale palavras de safadas no meu ouvido, fale o que você quer fazer comigo na cama fale que quer comer essa buceta que já esta toda melada de tanto tesão, fale que vai encher ela de porra

Ele fez e falou até mais coisas que eu pedi até uma hora que convidei ele

-Vamos para cama, deitar e continuar você vai chupar minha buceta até eu gozar na sua boca.

O garoto meio sem jeito tirou minha calcinha deu um tapão na minha bunda do jeito que gosto me deixou louca me deitou abriu minhas pernas e começou a acariciar a chupar minha buceta que delicia fui nas nuvens gozei pela primeira vez com a língua daquele garoto.

Depois era a minha vez, sabia que se começasse a fazer uma chupeta ele ai gozar na minha boca, não ia aguentar muito então falei para ele

-Tira a cueca e vem me acariciar passar esse pinto em min eu fico louca com isso.

Deitei de bruços deixei a minha bunda para cima para ele se divertir sentia beijos nas coxas, beijos na bunda, batia seu pinto, dava tapas, mordia e tentava me penetrar mas eu não deixava e falava quero ser bem acariciada antes de ser penetrada vai seu puto continua me beijando gostoso na minha bunda, minhas coxas meus pés enfim esta me dando um banho de língua e eu louca para gozar novamente.

Me virei de barriga para cima pedi para ele deitar em cima de min e me beijar falar no meu ouvido, senti sei pinto duro como uma pedra então peguei nele e comecei a passar a cabeça na entrada da minha buceta ele começou a gemer e a retorcer senti que ia gozar ali mesmo. Dito e feito ele ejaculou na entrada da minha buceta deixando ela toda suja de porra e com mais vontade ainda de ser fodida por um pau bem duro.

Peguei nele e limpei o restinho de porra como era um jovem logo já estava duro novamente fiquei de quatro e pedi para ele me penetrar afinal era a primeira vez dele e eu já estava ficando louca de tanto tesão toda melecada e suja de porra, foi quando ele apertou minha bunda meu seios e me penetrou com força senti aquele pinto dentro de min ele começou gemer e falar que morena gostosa olha só que bunda grande quero comer isso todos os dias quero gozar dentro. Sentia as bolas dele batendo na linha bunda que delicia de garoto, arrebitei ainda mais minha bunda para ele penetrar tudo que tinha direito. Não durou muito ele apertou meu quadril e gozou sua porra quente dentro de min, que moleque safado eu nem estava tomando remédio e falei.

-Seu cachorro você gozou dentro agora vai ser pai, vai ter que assumir meu filho.

Ele ficou preocupado e falou

-Eu não sabia que não era para gozar agora e tarde quero novamente.

Deitamos juntinhos e nos beijamos como um casal de namorados ele me elogiou falando no meu ouvido que sempre que me via no prédio tinha tesão por min e batia varias punhetas pensando em min, que meu corpo era lindo os meninos do prédio fazia o mesmo, fiquei até espantada com essa informação, mas fazer o que “risos”. Assim ele teve sua primeira experiência sexual com uma mulher madura e gostosa segundo ele.

Logo o pinto dele já estava duro novamente e fomos para mais um round que delicia de garoto dessa vez deixei ele gozar nos meus seios, nem quase porra tinha mais já tinha saído tudo nas outras gozadas mas foi uma delicia, assim tirei a virgindade daquele garoto.

Sempre ele arrumava uma desculpa e vinha no meu apartamento e fazíamos a festa e assim ficamos por mais uns meses.

Expliquei que não podia acontecer esses encontros devido nossa diferença de idade, logo comecei a sair e voltar minha vida normal arrumei um namorado e não transamos mais podia dar problemas com a família dele.

Ele sempre que me encontra dizia que eu estava linda um tesão que tinha saudades e queria mais, eu falava para ele procurar uma namorada da sua idade eu era muita areia para seu caminhãozinho “risos”.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.