"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Anderson viciou em meu cu.


autor: neiva
publicado em: 31/03/17
categoria: gays
leituras: 3747
ver notas


Depois que Anderson meu cunhado me comeu o cu, fiquei grilado com ele pois não sabia como ele iria agir entre eu e sua irmã. Dois dias após ele me lascar o cu evitava fitá-lo nos olhos com vergonha mesmo, até ele me tranquilizar dizendo que tudo estava como antes nada mudou entre nós e que o que aconteceu era normal, conversamos longamente e fiquei mais tranquilo pois sabia que nosso segredo estava guardado e evitei tocar no assunto com ele. Porém com Gláucia eu estava mais fogoso e a fodi como nunca causando estranheza, ela me perguntou o que tinha acontecido e eu disse que era porque iria passar 15 dias longe dela e fiquei com mais tesão não a convenci muito. Só que eu a estava fodendo pensando era na pica de seu irmão Anderson isso sim me dava muito mais tesão. Faltava 3 dias para eu embarcar e tudo corria normal, Anderson ficava com meu carro pra ir ao curso, levava Gláucia onde ela pedia nos horários diversos que ele estava disponível e a levava na igreja religiosamente toda tarde às 18:00 horas para o culto e retornava para pegá-la às 21:00 horas mais ou menos. Justamente neste dia (uma sexta feira) iria ter uma vigília na igreja e ela só voltaria para casa pela meia noite, e falou comigo se eu poderia ir buscá-la neste horário porque Anderson teria que dormir cedo por causa do curso, falei que teria problema algum era só ela me passar uma mensagem de qual horário iria sair que iria buscar. Acertados Anderson a levou ao culto e eu fiquei no barzinho bebendo umas com alguns amigos e Anderson passaria pra me pegar, o que fez. Ele chegou apressado e pouco conversou com o pessoal dizendo estar com sono e queria ir para casa pois iria acordar cedo dando pressa pra que eu terminasse logo com a cerveja. Nunca tinha visto Anderson ser indelicado com ninguém e estranhei sua atitude para com os amigos, bebi e paguei minha parte da conta e fomos para casa , um silêncio se abateu dentro do carro Anderson não me dirigiu uma palavra sequer no trajeto. Chegamos e desci para abrir a casa enquanto ele estacionava o carro, e entrei em casa indo direto ao banheiro urinar, estava saindo do banheiro e me deparei com Anderson no corredor nu com aquela pica imensa dura apontando pro céu vindo em minha direção me pegou pela cintura puxando contra seu corpo musculoso me beijando a boca enlouquecido sugando minha língua alucinado dizia que era a oportunidade que ele tanto esperava ficar a sós comigo de novo sem Gláucia por perto e precisava urgentemente me foder o cu pois estava sem dormir desde o dia que me lascou todo, que meu cu o prendeu por completo e hoje eu não escaparia de jeito nenhum, já empurrando minha cabeça para que abaixasse a fim de chupar sua estaca gostosa, nem fiz menção de desaprovar no fundo era isso que eu queria evitar pois sabia que não iria resistir, ajoelhei já segurando sua pica e agasalhei em minha boca aquele tronco abrindo a boca o máximo possível chupando com gosto sua rola querendo enfiá-la goela a dentro lambi e suguei punhetando seu pau que escorria um líquido fininho e gostoso que eu sorvia seu melzinho. Lambia suas bolas colocava seus culhões em minha boca chupando-os e Anderson gemia e urrava pedindo que eu o fizesse gozar, acelerei as chupadas em sua pica colocando dentro da boca a maior quantidade possível de pica recebendo em troca uma jateada de esperma enchendo minha boca de gala e procurei engoli o máximo possível mas era muita porra e escorria pelo canto da boca um esperma quente e volumoso. Chupei e limpei seu pau que teimava em ficar duro e ele como um bruto me puxou pelos cabelos me fazendo parar de chupá-lo levantou-me dizendo que era meu cu que queria e ia aproveitar o pouco tempo que lhe restava ( 4 horas) até Gláucia chegar pra me lascar (de novo) o cu todo. Desfiz das roupas apressado e Anderson estava agoniado me jogou no sofá nem pro quarto ele me levou, ali mesmo na sala me colocou com o rabo pra cima cuspiu em meu cu e socou sem dó sua pica, vi meteoros, uma dor intensa me tomou sentindo seu caralho bater no fundo da alma dei um grito pedindo calma, mas o cara estava tarado socava com vontade uma espada grossa me lascando todo acelerado, metia e tirava rápido e profundo arrancando gemidos de dor e prazer intensos. Aos pouco fui acostumando com sua pica e meu cu já aceitava sua estocadas, jatos de esperma quentinho inundaram meu rego e Anderson abraçado a mim fungava em minha nuca me chamando de viadinho gostoso, cu de mel, desabou sobre meu corpo cansado e suado. Achei que o filho da puta estava satisfeito, que porra nenhuma, a pica do cara parecia que casou com meu cu, não amolecia de jeito nenhum, pulsava dentro do cu me alargando todo. Procurei sair de baixo dele em vão, ele num movimento sem tirar sua pica de meu cu virou seu corpo de um modo que eu ficasse por cima dele e mando eu cavalgar sua pica, eu de costas pra ele com a pica enfiada no cu rebolei e mexi de toda forma possível e ele me puxava pela cintura de encontro da sua rola me arrombando todo gozou de novo. Eu já estava arrombado mesmo, virando de frente pra ele tirei sua pica do cu e baixei a boca nela um gosto de esperma e sangue lambi tudinho chupei muito e punhetei muito ele, se ele queria ia ter. Aproveitei todo tempo possível pra me satisfazer. Fomos para o banheiro e lá chupei de novo seus culhões e sua pica e ele me lascou de novo até ser interrompido por Gláucia que me ligou para pegá-la na igreja. Foram cerca de 3 horas de pura pica o cara é uma máquina de foder, mete mesmo maltrata mesmo. Infelizmente tive que embarcar com o coração partido pois quando retornasse não mais encontraria Anderson, já que o curso era de curta duração. Acontece que ao retornar tive uma grata surpresa de o encontrar ainda em minha casa, mas não tive o privílegio de gozar em sua pica, ele estava comendo outra pessoa. Advinha quem era? Gláucia, sua irmã. Mas isso depois eu conto.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.