"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O Professor Safadão (Parte 1)


autor: Malu2017
publicado em: 05/04/17
categoria: hetero
leituras: 2014
ver notas


O PROFESSOR SAFADÃO

Essa história aconteceu quando eu e meu namorado estávamos brigando muito e parecia que ele já não estava muito a fim de mim e já próximo da gente terminar e como ela é muito grande irei conta-la em 2 partes, ok.

Era um Sábado incomum para um mês de verão, pois estava um pouco frio e tinha uma Festa na qual eu e meu namorado fomos convidados, mas ele não poderia ir pois tinha um evento para cobrir e eu ia ficar sozinha em casa e passando o dia fui descobrir que não tinha nada melhor pra fazer e assim decidi me arrumar pra ir na Festa sozinha mesmo, fui me depilar,fiz escova no cabelo,unhas tudo que uma mulher gosta pra poder sair e arrasar.

Já estava toda linda de saia e salto alto e cabelos soltos e com perfume suave,mas muito penetrante.

No horário combinado peguei meu carro e fui até a Festa.

A casa era um sobrado grande com uma loja na parte debaixo o anfitrião e amigo veio abrir a porta pra mim nos cumprimentamos e subimos conversando por uma longa escada que dava acesso ao andar de cima onde ocorria a Festa.

Havia muita gente com amigos e parentes dele e algumas eu conhecia, mas no geral pessoas que eu não conhecia, mas eu estava ali pra me divertir e conhecer pessoas e a bebida era de graça e estava gelada, ele era um professor universitário e a maioria ali o chamava de professor ou pelo seu nome mesmo ele me deu um copo com cerveja indicou onde ficava e pra mim ficar a vontade, do lado de fora tinha um pessoal cuidando da churrasqueira pessoas da família e alguns amigos, mas eu resolvi ficar do lado de dentro perto da sala junto ao Som .

Sempre chegava alguém pra conversar, mas nada serio o próprio professor e sua namorada fizeram o mesmo,ela era uma moça bonita e mais alta que eu da mesma altura dele e suas medidas compatível com seu corpo e chamava a atenção dos homens o tamanho avantajado da sua bunda e assim foi passando o tempo e algumas pessoas indo embora e eu ali na sala bebendo e ouvindo musica.

E foi quando já estava sozinha o professor chegou e mudou de musica colocando um Country e foi evidente a minha desaprovação mas eu estava na casa dele e na festa dele então não discuti nada mas ele percebeu.

Pouco depois ele mais cordial me perguntou o que eu gostaria de ouvir e foi abrindo uma lista de musicas em seu computador, escolhi algumas musicas fazendo uma seleção e coloquei pra tocar e ele seguiu até a cozinha que era tipo americana e pegou um pacote escuro e colocou sobre a mesa e ao olhar melhor me assustei com o tamanho pois era uma bola maior que seu punho fechado de Maconha.

Nunca tinha visto desse jeito e ele sorrindo desfiou um bom pedaço e enrolou fazendo um Charuto de tão grande ele ascendeu fumou um pouco e em seguida me ofereceu, eu meio sem jeito, mas curiosa dei um pega e em seguida ele também e depois ele chamou o pessoal que estava do lado de fora e eu permaneci ali mesmo sentada no sofá só curtido.

Ele e sua namorada sentaram perto de mim e ficamos fumando só eu e ele pois ela não fumava e o tempo foi passando e o charuto diminuindo eu nunca tinha fumado tanto e quando tentei me levantar faltou pernas pra ficar de pé e tive que esperar mais um pouco e passado um tempo e um pouco melhor pude ir até a geladeira pra pegar um copo de coca cola, mas estaquei ali mesmo mas minha mente viajando e até voltar ao eixo normal e parecia que minha alma estava saindo fora do meu corpo e de tão chapada que estava e podia ver ela vagando pela cozinha.

Consegui chegar até a geladeira e tomei um copo cheio de coca cola e fui voltando ao normal,o professor vendo minha situação veio a me socorrer sorrindo e me colocou sentada de volta no sofá junto com as outras pessoas que ali fumavam também e eu fui melhorando na medida que passava o tempo e conversando com as pessoas.

Passado algum tempo as pessoas foram indo embora e eu já estava bem melhor e pude perceber que o professor não tirava o olho de mim e a onde quer que eu fosse ele me seguia e sempre chegava perto pra conversar.

Já estava bem mais a vontade eu até fumava de leve quando passavam pra mim e aos poucos percebi que tinha poucas pessoas ali presente e então resolvi me levantar e ir até a cozinha tomar mais coca-cola e pude perceber que o professor estava do meu lado já se insinuando e me zoando e sendo muito audacioso e com olhar de sacanagem comigo e isso me deixou mais a vontade e sexy ao mesmo tempo e ele percebeu que eu não me importei com suas investidas e que estava gostando.

Ele num ato safado passou a mão na minha bunda e chegou bem perto do meu ouvido e me chamou de gostosa e encostou seu pau na minha mão querendo que o percebesse que estava excitado.

Eu fiquei com medo e olhei em volta pra ver se tinha alguém olhando e principalmente sua namorada, mas felizmente não tinha ninguém por perto ou olhando só nos dois mesmo e ele não parava de passar a mão na minha bunda e eu deixando e meu tesão foi aumentando e num ato de loucura passei a mão no seu pau que estava muito duro e ele ficou mais louco ainda.

Na cozinha tinha um corredor e uma porta que dava acesso a uma dispensa e sem pensar duas vezes ele me pegou pelo braço abriu a porta e foi me conduzindo pra dentro da dispensa e eu entrei já sabendo o que ia acontecer e com muito tesão e ele audacioso fechou a porta e começou a me beijar e esfregar seu pau duro em mim e eu encostada em uma prateleira da dispensa, adorando tudo aquilo e ele me encoxando com seu pau duro e quando percebi ele me virou de costas pra ele e retirou seu pau e sem pestanejar levantou minha saia e retirou minha calcinha de lado e numa só estocada colocou seu pau duríssimo dentro da minha bocetinha já toda molhada e entrou fácil, seu pau devia ter uns 16 a 17 cm, mas era muita loucura envolvida e estar vivendo aquela aventura toda acho que uma mistura de álcool, maconha e tesão e a sensação do perigo de sermos pegos era muito excitante.

Seu pau entrava e saia e eu só empinava a bunda pra ele entrar mais fácil e gostoso ele parou e se afastou um pouco pois perto da gente tinha um colchão de solteiro e ele logo o estendeu no chão e foi me colocando de 4 e eu ficando na posição e com a calcinha de lado ele voltou muito rápido colocando seu pau com tudo e dessa vez entrou todinho na minha bocetinha e naquela posição eu adoro e rebolei gostoso naquele pau duríssimo e ele estocava rápido e forte até o fundo da minha bocetinha e eu já muito louca gozei gostoso mas ele acho que ouviu alguém chamar por ele mas mesmo assim continuou mais um pouco,eu não ouvi nada e estava curtindo seu pau dentro de mim mas ele acho que ouviu alguém falando dele e então resolveu parar antes de gozar e parecia que seria logo e me deu até dó dele e se levantou arrumando sua calça e me disse que era pra mim o esperar que ele já voltava e saiu rapidamente.

Tudo aconteceu muito rápida, coisa de poucos minutos,mas eu não queria ficar ali e não o esperei e me arrumei e quis sair logo dali, e ainda com as pernas bambas e com a boceta piscando sai da dispensa sem que ninguém percebesse fiquei perto da cozinha dei um tempinho ali tomando uma cerveja e ninguém percebeu o ocorrido e o professor só me rodeava olhando dentro dos meus olhos e pra não chamar a atenção aproveitei a situação e fui me despedindo do pessoal pra ir embora.

Me despedi de todos e o professor foi me acompanhar até a porta pois ficava no andar de baixo e dava de frente pra rua por isso ficava fechada.

Ao descer os degraus ele atrás de mim segurou na minha cintura e depois disse:

- “Nossa que bunda mais Linda que você tem” e passou a mão nela,eu assustei com a sua ousadia mas só sorri pra ele mas fiquei preocupada pois não sabia se havia alguém na escada ou se sua namorada estivesse ali em cima nos vendo e ela era uma mulher mais alta que eu e com um corpo proporcional ao seu corpão e se quisesse me bater seria fácil,mas ele era ousado e gostei daquilo e sua mão não saia da minha bunda e elogiando e apertando ela, ele abriu a porta e já a fechou em seguida me agarrou dizendo:

“-Vou passar na sua casa daqui a 1 hora”

“-Você tá loco” falei...

E ele sem pestanejar segurou em minha cintura me trazendo pra próximo dele me deu um beijão na boca e eu correspondi e ele me disse de novo.

“-Em 1 hora eu passo na sua casa,vou terminar o que comecei” e me deu outro beijo e subiu fechando a porta pelo lado de dentro.

Eu fiquei eufórica e com duvidas será mesmo que ele viria até minha casa?

Então peguei meu carro e fui pra casa só imaginando a situação.

Chegando estacionei na garagem e fui dar uma arrumada na casa bem rapidinho e nesse tempo fiz um Café forte pra eu reanimar do álcool e da maconha,meus pensamentos iam longe e eram sacanas, liguei a TV deixei bem baixinho e sentei no sofá esperando mesmo que ele viesse e poucos minutos depois escutei uma buzina de moto e quase não acreditei que era ele mesmo .

Continua ...





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.