"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A Ligação


autor: Ambas
publicado em: 09/04/17
categoria: hetero
leituras: 1071
ver notas


Tudo começou com um amigo de uma amiga minha, ela não tinha muito o costume de falar sobre ele para mim. Mas quando eu vi a foto dele nos contatos dela, não sei me despertou um interesse enorme em conhecer ele. Eu tinha muito medo de falar que queria ficar com ele para ela, medo de ela achar ruim e levar para o outro lado e nunca mais falar comigo. Um dia eu estava na casa dessa tal amiga, e ela teve que dar uma saidinha e eu pensei na hora ‘’É agora’’ era a minha única oportunidade em pegar o número dele e ligar para ele. Eu me certifiquei que ela saiu da casa e peguei o celular dela e logo liguei. Eu disse quem eu era, e as minhas intenções com ele, ele ficou meio recioso em aceitar logo de cara. Mas eu peguei o número dele e desliguei. Chegando em casa, chamei o tal e comecei a conversar. Era um sonho que estava sendo realizado, eu marquei com ele de nós ficarmos na casa dele. E é claro, que para mim não seria só uma ficada. Chegado o dia em que combinamos ficar, eu o esperei em um parque perto da casa dele, ele demorou cerca de cinco minutos pra chegar, e quando ele chegou fomos direto pra casa dele. Quando chegamos lá, ele não perdeu tempo e começou a me beijar loucamente e eu retribuía o beijo quando paramos de nos beijar para recuperar o fôlego ele começou a beijar meu pescoço e logo depois começou a dar chupãos que com certeza iriam deixar marcas, mas eu não me importava e deixava que ele continuasse, ate que ele olhou pra mim e disse ‘’Você tem certeza que quer isso?’’ mesmo eu sendo virgem e sabendo que ali eu perderia a virgindade eu pensei rápido e respondi que ‘’Sim’’ até porque, eu estava apaixonada no menino, e então ele me beijou e logo depois retirou minha blusa e apertou meus seios por debaixo do meu sutiã e eu dei um gemido baixo e olhou com uns olhos de quem adorou ouvir isso de mim e continuou com mais vontade, ele então sem enrolações tirou meu sutiã e começou a chupar meu seio direito enquanto massageava o esquerdo era tão bom que eu não conseguia controlar os gemidos, eu gemia igual uma louca, eu estava adorando essa nova sensação, pois nunca havia sentido, era tudo muito novo para mim. Depois de ficar alguns minutos assim ele pegou na minha mão e me levou pro seu quarto e me jogou na cama agressivamente e começou a fazer uma trilha de beijos do meu pescoço ate a minha barriga e retirou meus shorts e minha calcinha e começou a chupar minha buceta eu não conseguia me conter eu gemia alto e com vontade. Era uma sensação inexplicável, eu só queria mais e mais. Então ele parou para retirar suas roupas, depois de retira-las ele ficou por cima de mim e começou a me beijar e então perguntou ‘’ Você não e...’’ antes que ele terminasse a frase eu o interrompi e disse ‘’Sim, eu sou virgem” ele pareceu espantado com a minha afirmação e explicou que doeria um pouco no começo , mas depois eu ia sentir um prazer imenso, e ele começou a me penetrar e como ele havia dito doeu quando ele me penetrou , mas conforme ele ia metendo era uma sensação nova um prazer imenso, era dor com uma mistura de prazer e eu não conseguia me controlar eu aranhava as costas dele, e ele continuava metendo cada vez mais forte. Cansados dessa posição ele me colocou de 4 na cama, parou e ficou me admirando naquela posição. Antes que ele me penetrasse novamente, me deu vários tapas que soava pelos cantos do quarto, aquilo realmente doía mas era com quem eu mais queria, então deixei. Depois de eu apanhar muito, ele resolveu me penetrar, não demorou muito para começar a aumentar o ritmos e cada vez mais as estocadas dele ficava mais forte, e eu só conseguia ouvir os barulhos de pele com pele. Era uma posição muito confortável, mas chegou um momento que eu senti minhas pernas bambiarem e logo ele disse que iria gozar, nós gozamos juntos. Ele gozou na minha bunda e e gozei, nossa que sensação maravilhosa. Deitamos na cama ate que eu olhei pro relógio e vi as horas E já eram 00:24, e eu tinha prometido a minha mãe que voltaria 22:00 em casa, tive que tirar forças e me vestir rápido e dar tchau a ele e antes que eu fosse embora ele me disse ‘’que tal nos encontramos outro dia ?’’, eu olhei para ele com uma cara de ingênua e disse ‘’Chegando em casa, conversamos melhor’’. E assim terminou a minha noite, a melhor noite. Perdi a virgindade com um cara que eu mais queria e o melhor a minha amiga não soube de nada.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.