"Os mais excitantes contos eróticos"


Meu primeiro swing...


autor: GostosudaPE
publicado em: 13/04/17
categoria: grupal
leituras: 4933
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá! Vim aqui hoje contar pra vocês uma aventura incrível que vivi com um carinha gostosíssimo. Mauro, esse era o nome daquele maravilhoso exemplar de macho. O homem era muito lindo, gente! Alto, com um sorriso fácil, inteligência aguçada e uma barba que me enlouquecia... Me chamo Marina e tenho 33 anos. Sou negra, baixinha, gorda, com coxas grossas, bunda e seios grandes. Ahhh! E adoro sexo!

Nos conhecemos em um show dos Titãs e transamos naquela mesma noite. Sim. Foi uma transa deliciosa. Gozei muito! Mas não quero falar dela hoje. Quero falar de um maravilhoso mundo que Mauro me apresentou.

A conversa com ele fluía com muita desenvoltura. Ficamos amigos mesmo e Mauro me falou de algumas aventuras que viveu em um grupo de swing. Fiquei cheia de vontade de conhecer esse universo e Mauro cheio de tesão pra me ingressar nessa modalidade de sexo.

Pra começar, Mauro marcou um encontro com uns amigos dele. Íamos fazer uma troca de casais! Ohhhhhhhhh. Já fiz muito sexo, de diferentes maneiras e com mais de uma pessoa ao mesmo tempo, mas nunca fiz assim. Excitada só de pensar...

No dia marcado, uma sexta-feira, Mauro foi me pegar em casa. Coloquei um vestidinho folgado, uma calcinha vermelha e nada de sutiã. Conforto em primeiro lugar. O gostoso estava mais bonito ainda. Não canso de admirar aquele rostinho lindo. Ele dizia que estava mantendo a barba só pra me agradar e eu adorava saber disso... Mauro beija minha boca e não tem jeito. Nossas línguas se enroscam, nossos corpos se colam, o tesão me deixa meladinha e o pau de Mauro, duríssimo.

Ele se afasta de mim e diz:
---Puta que pariu, Marina. Desse jeito a gente não vai sair de casa.
---Não tenho culpa de você ser gostoso assim, gatão!

Saímos. Não me contive e fui acariciando as coxas de Mauro durante todo o percurso... em dado momento, aperto aquele pau duro e ele dá um pulo. Para no acostamento e diz:
---Você que gozar, safada? Então não vou te fazer esperar.

Estávamos em um trecho escuro da estrada. Mauro arrodeia o veículo, abre a porta e me agarra. Me tira do carro, me vira de costas morde meu pescoço, enquanto aperta meus seios. Sinto seu pau duro pressionando minha bunda e solto um gritinho quando percebo suas mãos entre minhas pernas.
---Calcinha pra quê hein, cachorra?
E arranca minha calcinha vermelha encharcada de tesão. Ouço o som do zíper abrindo. Estremeço de excitação. Mauro passeia as mãos pelo meu corpo e fala putarias em meu ouvido.
---Você não tem jeito né, Marina? Não consegue parar de provocar... Quer meu pau te rasgando por dentro? Quer gozar rebolando na minha rola?
O pau duro de Mauro roça a minha bunda. Eu ofego. As mãos do safado estão na minha buceta agora, dedilhando meu grelinho. Sinto aquele membro invadir minha xana por trás e a primeira estocada já é forte. Gemo alto enquanto Mauro não para de meter.

Gente. Que delícia. Aquele pau gostoso me arregaça inteira. Uma mão de Mauro aperta meu seio direito, enquanto a outra me enlouquece o clitóris. Gozo gritando, enquanto os outros carros passam pela estrada, sem os motoristas perceberem que estamos gozando alucinadamente naquele cantinho da rodovia. Mauro intensifica as estocadas. Sinto seu gozo se aproximando...
--- Gatão. Quero sentir teu gozo na minha boca.
---Ahh, Marina! Você me deixa doido assim.

Mauro sai de dentro de mim e eu me agacho na frente dele. Chupo aquele pau melado com meu gozo e sinto o gosto do meu prazer. Me concentro na cabecinha, enquanto punheto devagarinho. Ele urra. Agarra meus cabelos e aprofunda mais ainda a chupada. Minha boca agora está cheia do pau dele. Totalmente preenchida... Mauro avisa que vai gozar e sinto os jatos da sua porra quente na minha garganta. Engulo tudinho feliz. Lambo aquele pau inteiro e me ergo. Beijo aquela boca deliciosa e falo em seu ouvido:
---Não me canso de gozar com você, gostoso!

Voltamos pro carro e seguimos pro nosso destino. Eu ainda sem a calcinha...

Chegamos na casa de Diogo e Silvia. Casal legal, extrovertido e muito bonito. Ela alta, com cabelos pretos, seios médios, corpo cheio de curvas. Ele um pouco mais baixo, musculoso E com uma barba linda! Uhhhh tirei a sorte grande! Nos apresentamos e a empatia foi imediata. Tomamos uns drinques e parecia que era só um encontro de amigos e não uma orgia organizada. Eu estava excitada demais! Mauro sentou do meu lado e começou a me beijar. Diogo e Silvia estavam de frente pra gente, no sofá.
---Ei, Mauro. Me deixa entrar na brincadeira também? --- Fala Diogo ---Você é muito linda, Marina. Tô doidinho pra te comer...

Diogo troca de lugar com Mauro e nos beijamos. Me entrego na sensação daquela língua deliciosa duelando com a minha. O cara beija muito bem. As mãos dele descem para os meus seios por cima do vestido. Ele para e arranca meu vestido pela cabeça. E enlouquece quando me vê sem calcinha. Ouço um grunhido de prazer. Olho pro sofá em frente ao nosso. Mauro e Silvia estão no maior amasso. Ela montada em cima dele, já sem a blusa.

Diogo me vira. Volta me beijar, enquanto acha minha buceta encharcada. Sua língua percorre minha boca e as mãos invadem minha gruta.
---Porra, Marina. Você está pingando...
---Essa mulher é uma devassa, Diogo --- Diz Mauro ---Tive que parar o carro no meio da rodovia pra fazer ela gozar. Meti com força nessa buceta gostosa!

Ao ouvir isso, Diogo desce o corpo e cai de boca na minha xana.
---Adoro sentir o gosto de outro homem na buceta da mulher ---Ele diz e passa a língua ainda mais profundamente na minha gruta. Eu gemo alto e ouço Silvia gemendo também. O negócio está muito bom!

Diogo chupa com maestria. Meu corpo estremece inteiro. As mãos dele apertam meus seios e a língua se concentra no meu grelo. Gozo alto. O corpo em uma convulsão prazerosa...
Ele sobe e encaixa o pau na minha boca. Que pau grande, gente. Grande, Grosso e delicioso. Chupo com barulho, ouvindo o mesmo som de chupadas no outro lado da sala. Eu e Silvia estamos concatenadas nas posições. Punheto, enquanto encaixo aquela tora na minha boca e começo a sucção. Sincronizo o movimento da mão com a boca e Diogo grita. Chupo com ainda mais força. Ele agarra minha cabeça e tira aminha rola da boca. Senta no sofá e diz:
---Monta em mim, cachorra.

Obedeço na hora, mas monto de frente. Encaixo o pênis na portinha da buceta e vou rebolando até encaixar tudo. Vejo Mauro montado em Sílvia, metendo com violência. Nossos olhares se cruzam. Que delícia é ver seu parceiro tendo prazer com outra pessoa na sua frente! Mauro mete em Sílvia e sorri pra mim. Os gemidos dela invadem a sala. Eu intensifico a rebolada no pau de Diogo e ele grita apertando meus seios. Minha bucetinha cada vez mais molhada. Meu Mel escorre pelo pau dele. Anuncio meu gozo e Diogo avisa que vai gozar também. Nosso prazer chega ao mesmo tempo e nossos gritos podem ser ouvidos na rua inteira.

Mauro e Silvia também gozam. Alto. Ficamos todos jogados no sofá. Ofegantes.

Sílvia se levanta e me pega pela mão. Chegamos no banheiro e ela me leva até o boxe. Lavamos uma o corpo da outra. Que tesão gente! Volto pra sala acesa. Encontro os dois machos conversando amenidades com um copo de whisky nas mãos. Me sento ao lado de Mauro. Ele beija minha boca e aperta a minha bunda. O beijo se aprofunda. Já estou pronta pra segunda rodada. Essa história de ter outro casal gozando com a gente é bom demais! Apaixonada por swing agora...

O dedinho de Mauro invade meu cuzinho. Sei bem o que quer. Anal. Ele sabe que adoro dar o rabo e não se faz de rogado. Enfia o dedo em mim e morde minha boca. Diogo e Silvia estão a nos olhar. Ele punhetando o pênis já duro, ela acariciando a bucetinha. Mauro me coloca de quatro no sofá. Sinto um geladinho na bunda. Lubrificante. Ele beija minhas costas e roça a barba pela minha espinha. Ahhhh quase gozo com isso. Ele coloca a cabecinha na entrada do meu ânus e penetra devagar. Sinto uma mão em meu grelo. Levanto a cabeça. É Sílvia me tocando. O prazer aumenta. Meu cuzinho sendo arrombado por um macho gostoso. Minha bucetinha dedilhada por mãos hábeis e Diogo se masturbando na minha frente. Já sei que vou gozar muito rápido...

As estocadas de Mauro se intensificam. Sílvia se deita na minha frente no sofá e encaixa a buceta em minha boca. Não me faço de rogada e chupo com gosto. Delícia sentir o sabor de uma buça excitada. Ela geme alto. Mauro começa a dar tapas na minha bunda e eu sinto meu gozo se aproximando. Ele estoca mais forte. Eu grito e gozo. Corpo tremendo inteiro. Volto minha boca pra buceta de Sílvia e chupo com força. Ela geme alto. Mauro avisa que está quase gozando e sai de dentro de mim. Seu lugar, em meu cuzinho, é substituído pelo pau de Diogo, que mete em mim de uma vez. Arfo de prazer. Levanto a cabeça e visualizo a cena linda que estamos vivenciando: Diogo atolado em meu cuzinho, eu com a boca cheia da buceta de Sílvia e ela engasgando com o pau de Mauro. A zoada de foda toma conta da sala.

Sinto o grelinho de Sílvia enrijecer e ela goza, estremecendo em minha boca. Mauro anuncia seu gozo e jorra tudo na boca de Sílvia. Cena linda: a porra dele escorrendo pelo canto da boca dela. A mão de Diogo pressiona meu clitóris e ela fala em meu ouvido:
--- Que rabo delicioso, Marina. Se prepare para gozar comigo.
A mão dele pressiona minha xana e eu gozo, sentindo os primeiros jatos da sua porra no fundo do meu cu. A sinfonia sexual foi perfeita.

Estamos agora encostados no sofá. Suado. Exaustos. Ofegantes.
Olho pra eles e digo:
---Meu primeiro swing foi maravilhoso! Vocês são gostosos demais. Prontos pro terceiro round?

Mauro: meu tesão por você não tem fim...
Diogo e Sílvia: ainda quero vocês...

Espero que tenham gostado. Entrem em contato. Respondo sempre! Beijão!
gostosudape@yahoo.com




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.