"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Foda no ônibus fretado!


autor: Soffiebh
publicado em: 16/04/17
categoria: hetero
leituras: 6450
ver notas
Fonte: maior > menor


Me chamo Soffie, tenho 30 anos, negra, 1,65 seios grandes durinhos (próteses), quadril largo, bunda grande, pernas torneadas, cabelos na cinturas cacheados e cintura fina, muitos falam que pareço com a atriz Thaís Araújo, mas tenho mais Peito e bunda.
Em uma de minhas viagens ao retornar ficou combinado que meu pai iria me buscar no aeroporto de confins, ele se confundiu com os horários e acabou não indo.
Ao ligar pra minha mãe, ela informou o ocorrido e decidir pegar um fretado até o aeroporto da pampulha, e lá meu pai me pegava.
Comprei a passagem do fretado e aguardava sentada a sua saída.
Sentou ao meu lado um senhor de aproximadamente 45 anos, branco, forte, cabelos grisalhos e bem simpático.
Começamos a conversar e ele estava indo ao aeroporto da pampulha para uma de suas viagens.
Ele pegaria o mesmo fretado que eu.
Ao embarcar, ele perguntou se poderia ir ao meu lado para conversarmos mais, respondi que sim.
A noite os fretados tendem a apagar a luz, deixando seus passageiros mais confortáveis, e percebi sua intenção, quando em uma manobra do motorista ele segurou em minhas pernas, dando uma leve apertada, deixando claro sua intenção.
Não poderia perder tempo, pois o caminho era rápido.
Dei uma olhada no ônibus e estava vazio, tinhas algumas pessoas mas todas acomodadas nas poltronas da frente.
Ataquei….
Coloquei a mão em seu pau, por cima da calça e comecei a alisar, apertar, e logo sentir ele querer pular da calça, abri o zíper e comecei a chupar seu grande pau, que não coube na minha boca, mais dei conta, chupei toda sua extensão deixando seu pau todo babado, enquanto chupava, ele alisava minha bunda, apertava meus seios e estava delicioso aquele tesão.
Ele me empurrou delicadamente, tirou minha calcinha e começou a me tocar, estava gostoso, queria ser tocada mais, mas não dava tempo, e queria sentir aquele enorme pau me fodendo.
Em um momento que somente o tesão falou mais alto, sentei em cima dele, e encaixei seu pau que entrou rasgando minha boceta, rebolava para que seu pau entrasse até o Talo.
Entrou até o talo,senti aquele pau todo na minha boceta molhada, rebolava como vadia, gemia baixinho, cavalguei gostoso naquela piroca gostosa, ele começou a socar e que mordia o estofado da poltrona de tanto tesão…. Que delícia de pau.
Comecei a cavalgar mais rápido e sussurrei iria gozar, ele apertou minha cintura, seu rosto ficou no meio dos meus seios e logo molhei seu pau com minha porra.
Gozei e continuei em cima dele com seu pau encaixado e só mexendo lentamente, ele disse que estava delicioso que gozaria só com minhas mexidas...Sussurrei “goza na minha boca”.
Ele disse que iria gozar… Coloquei a boca e quase não deu tempo, minha boca se encheu com sua porra engoli tudo, e cerca de 03 minutos chegamos ao destino.
Procurei minha calcinha e não achei.
Descemos e trocamos telefones, e fui ao meu destino.
Ao chegar em casa recebo a mensagem “sentindo o cheiro de sua bocetinha” e uma foto da minha calcinha.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.