"Os mais excitantes contos eróticos"


trai meu ex com o pai dele


autor: putinhadosexo
publicado em: 28/04/17
categoria: traição
leituras: 5256
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá! Sou nova por aqui, meu nome é Emanuelly, tenho 16 anos e perdi minha virgindade com 13 anos, tenho 1, 68m de altura, tenho peitos grandes uma bunda grande e redondinha Onde eu posso chamo atenção,

Esse é meu primeiro conto aqui, Me desculpe se sair meio ruim ou muito ruim, vou conta para vocês o dia em que fudi mais meu ex sogro.

Era uma tarde de domingo, estava na casa do meu ex namorado, quando ele teve que sair mais a mãe e o irmã, só que eu estava muito cansada e disse que iria dormi, bom foi o que fiço, até o Samuel meu ex sogro chegar.

Arrumei as coisas na casa e deitei no sofá para dormi, eu sempre muito "sem vergonha" deitei com um vestidinho curto e usando um fio bem atolado na bunda até parecia que eu estava sem calcinha.

Estava dormindo quando escutei um barulho mas nem dei moral ache que era o gato, e logo em seguida voltei a dormi, passou uns 30 minutos acordo e o Samuel tinha chegado, e viu minha bundinha toda d fora, o barulho que achei que era o gato era ele chegando.

Que susto meu sogro me viu semi nua.

Fui até a cozinha e ele estava lá pegando algo pra come, e logo falou:

-menina que que cena e aquela que eu vi lá no sofá, toma Maier cuidado viu.

Eu muito envergonhada pedi desculpa, quando percebi que ele estava de pau duro. Quando vi aquele volume em sua calça só almentando foi me dando uma tesão insuportável. Então ele falou que ia banhar e deitar para descansar pois estava muito cansado.

Eu deitei no sofá novamente e fiquei pensando no que ele estava fazendo naquele banheiro pois estava d pau duro, será que estava batendo uma pra mim? Então decidir ir até seu quarto a porta do banheiro estava meia aberta, quando eu dei uma leva espiada ele estava se masturbando, isso me deu mais tesão, não aguente de vontade de transar com o sograo, então tirei toda a roupa e deitei em sua cama.

Até ele chegar fui brincando com minha bucetinha que estava molhadinha, quando ele saio do banho e me viu peladinha em sua cama levou um susto e perguntou se eu estava doida. Enrolado em um roupão.

-menina você está doida?

-sim senhor Samuel estou doida de vontade de sentir essa sua rola me dando muito prazer.

Comecei a esfregar minha bucetinha quando vi novamente o volume se almentando em seu roupão, me aproximei dele e abri seu roupão ele tentou me segurar pra não fazer isso mas dei um longo beijo nele e pedi pra matar meu desejo.

Então desci da cama, me ajuelhei e cai de boca, chupando todo aquela rola de 20cm, ele me segurou pelo cabelo e começou a fazer movimentos de vai e vem até conseguir fazer eu enfiar tudinho em minha boca, chupava aquela rola loucamente, até que ele disse que era pra mim parar pois estava prestes a gozar.

Ele me pegou me jogou na cama e começou a me chupar, ficava passando a língua no meu clitóris e lá dentro, deliciosamente, enfia o dedinho e eu soltava leves gemidos, até que gozei em seu boquinha, ele contiava chupando muito, e enfiando o dedo lá dentro, até que não aguente e pedi pra ele mete em mim.

-vai mete sograo, acabada com sua norinha putinha vai, acaba com ela. Mete bem gostoso mete.

- você vai se arrepender d ter falado isso, vou comer essa sua bucetinha sem dó, deixa ela vermelhinha e inchada, e se você tá achando que vou querer sóq bucetinha tá enganada vou comer esse seu cozinho também.

- mas meu cuzinho e virgem.

- não tem problema sua vadia vou arrombar ele hoje mesmo.

Então ele me colocou de 4 e passou a cabecinha pela minha bucetinha meladinha, quando passou a cabecinha ele empurrou o resto sem dó, e ficou fazendo um movimento de vai e vem muito gostoso, rápido e forte, eu não aguentei e soltei alguns gritos, gemidos altos, e ofegantes, até que não aguentei novamente e anunciei que ia gozar, e ele nem seu moral continuou metendo sem dó, Ne chingando e batendo em minha bunda, gozei feito uma vaca gozei muito naquele pau gostoso.

Então ele me trocou de posição me colocou de ladinho e metia mais forte enquanto me beijava, até que ele anunciou que ia gozar então pedi pra ele gozar dentro, e ele me escutou, sentia seu pau latejando dentro de mim, um jato de Porra quente muito forte saiu e eu gemi bem alto.

Descansamos um pouco e ele falou.

-agora vou comer seu cozinho sua Vagabunda, já que começou vai ter que fazer tudinho, sua gostosa,

Então ele foi até o guarda roupa pegou um óleo pediu pra mim ficar d 4 e começou a massagear meu cozinho com o óleo passou o óleo em seu pau e começou a colocar, como nunca tinha dado o cuzinho foi meio difícil pra passar a cabecinha, quando passou eu dei outro gemido bem alto, e ele começou empurrar tudinho sem dó comeu meu cuzinho e gozou nele também, eu gozei novamente.

Quando paramos tomamos banho e fingimos que nada tinha acontecido e sempre que tinha-mós oportunidades transava-mos.

Me desculpem e o meu primeiro conto.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.