"Os mais excitantes contos eróticos"


Tudo começou quando jogávamos!


autor: gil
publicado em: 30/04/17
categoria: gays
leituras: 1819
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá, meu nome é Lucas. Sou novo aqui, e esse é o meu primeiro conto, espero que gostem, porque vivenciá-lo foi muito bom. Vou falar como sou. Tenho 1,82 de altura, cabelo de cor preta, olhos castanhos, pardo, não sou muito forte, mas também não sou muito magro, tô mais ou menos no meio, tenho 19 anos e meu pau tem 19,8 cm. Bom, agora que vocês me conhecem, vamos ao conto!

Tudo começou quando eu meu primo, um dia conversando, resolvemos jogar vídeo-game juntos. Nessa época nós tínhamos 14/15 anos. A gente sempre se reunia na minha casa, por volta das 8:00 às 22:00, jogávamos vários jogos, entres eles o resindent evil 4, um dos nossos preferidos. O nome desse meu primo é Guilherme, tem mais ou menos a minha altura, magro e bem divertido. Num dia desses em que estávamos jogando, eu estava com uma bermuda um pouco aperta e mostrava um pouco do volume que fazia, notei que ele não parava de olhar, e isso de certa forma me incomodava, mas tentei me concentrar no jogo, o tempo foi passando e de vez em quando ele de dava umas olhadas, ele tentava disfarçar, mas eu conseguia notar. Já era noite, eu estava jogando Guitar Hero, quando ele apertou o meu pau, mano, naquela hora eu juro que pensei: "QUE PORRA ESSA?!", olhei pra ele todo assustado, e ele expressava um pouco de medo, sei lá, mas mostrava ao mesmo tempo estar cientes de que queria fazer aquilo. Quando eu olhei pra ele, na hora ele tirou a mão, aí eu perguntei:

Eu - Porra foi essa, Guilherme?

Ele - Sei lá, deu vontade.

Nessa hora eu não sabia o que falar, mas mesmo assim ficamos calados e voltamos a jogar sem falar mais nada. Aí passou-se um tempo e ele resolveu pegar de novo, mais uma vez fiquei espantado, tipo, eu não sabia como reagir, aí resolvi perguntar de novo:

Eu - Que porra é essa?

Ele - Deixa eu pegar?

Caralho, eu fiquei olhando pra ele sem acreditar que ele tinha pedido isso, mas deixei, acho que no susto não pensei muito e como nó estávamos no quarto, não dava pra minha ver. Ele ficou o resto da nossa jogatina toda segurando o meu pau, que já tava muti duro, ele dava uns apertadas muito gotosas...até que chegou a hora dele ir embora. Na hora da saída foi que esquentou, safado não soltava o meu pau, a gente tava no portão da minha casa, sorte que não tinha gente na rua nesse momento, mas eu tava morrendo de medo da minha ver aquela cena, mas tava muito bom, o meu tava super duro, ele tava enrolando pra não ir embora, eu falava que já estava tarde, mas ele sempre sorria e não falava nada. Nessa hora eu estava muito excitado com aquela situação e resolvi pergunta se ele queria pegar no meu pau mesmo, sem ser por cima da bermuda (até esse momento ele só estava pegando por cima da bermuda), ele olhou pra mim e falou:

Ele - Sei lá...

E virou de costas, foi pro portão e ficou parado, eu tava com medo, mas o tesão falava mais alto, tirei o pau pra fora e fui chegando perto da mão dele e perguntei:

Eu - Vai pegar?

Ele- Sei lá

mas eu notei que a mão dele tava aberta e virada pra trás, foi nesse momento que eu percebi que ele queria, botei meu pau na mão na mão dele e não deu outra! Ele começou a alisar e começou a bater uma punheta pra mim, caralho eu tava nas alturas, ficamos uns dois minutos assim, até que a mãe dele o chamou, não tivemos tempo de terminar a punheta, antes de sair ele falou que viria de novo no outro dia e eu prontamente aceitei kkk, óbvio...

No outro, era umas 15:30 da tarde quando ele chega, fui abrir o portão tudo normal, ele não pegou no meu pau, começamos a jogar normal, nada demais, quando ficou de noite e eu resolvi trocar de jogo, coloquei resindent evil 4, que só pegava de um, não tem multiplayer então enquanto eu jogava ele olhava, até eu morrer ou passar de fase, onde seria a vez dele jogar, quando eu comecei a jogar, não demorou muito pra ele dar a primeira pegada, olhei pra ele, mas já esperava isso, não falei nada só sorri, e ele continuou, que coisa boa... Como ele já tinha pegado no meu pau sem roupa, perguntei se podia colocar pra fora e ele aceitou e começou a pegar no meu pau sem roupa pra atrapalhar, tava muito bom, meu pau tava feito pedra, até que ele soltou um elogio e a gente começou a conversar sobre...

Ele - Teu pau é grande, bom de pegar.

Eu - Já pegou em outro?

Ele- Não, mas o teu é bom kk

Eu- Hm, bom seria fazer outra coisas com ele...

Nessa hora ele ficou me olhando e não falou falou nada, eu tava querendo muito que ele me chupasse, ninguém tinha me chupado antes, essa era a oportunidade, continuamos a conversa, eu falei isso pra ele,aí ele me fez um proposta que eu não podia recusar:

Ele - O que seria bom fazer com esse brinquedo?

Eu - Sei lá, chupar...

Ele kkk Não sei

Ele - Vamos fazer o seguinte, o número de zumbis que você matar nessa fazer, vai ser o número de chupadas que eu vou te dar, topa?

Eu - Claro!

Não deu outra, comecei a matar os zumbis, passei de fase e cobrei o pagamento kk, ele prontamente começou a me chupar, no começo tenho que confessar que não tava muito legal, era a primeira vez que ele chupava alguém, mas depois de um tempo ficou bom, ele passou muito tempo chupando, mais que o número de zumbis que eu matei, tava tão bom que eu não conseguia mais jogar, foi aí que veio a vontade de gozar, pqp, avisei pra ele e tirei o pau da boca dele, vai que ele não gostasse, sei lá... depois disso, jogamos mai um pouco e ele foi pra casa, claro ele ainda deu algumas pegadas no meu pau, mas não deu mais nenhuma chupada.

Depois desse dia a gente tinha jogado mais, já fazia 4 dias, até que era uma segunda-feira tava assistindo TV quando ele chegou e me chamou pra ir jogar, fui quase que voando kkkk.. já tava com saudades das pegadas e da chupadas, e ele também notei isso por causa da vontade com que ele pegava, não precisei pedir, ele botou meu pau pra fora e começou a chupar e punhetar ele (confesso a vocês que eu tô escrevendo isso e tô muito excitado), meu pau tava feito pedra e ele não largava, o safado, ficamos nisso por um bom tempo, mas ele tava estranho, sempre me perguntava se eu tava perto de gozar e que se eu tivesse tinha que avisar pra ele, pra ele poder parar, eu não entendia o porquê daquilo, mas fiz o que ele pediu. Até que depois de algum tempo ele me pergunta:

Ele - Tu Já comeu alguém?

MANO! Nessa hora eu parei, respondi que não e ele vem e me fala:

Ele - Quer comer o meu?

Sério, na hora eu fiquei muito nervoso, novamente não sabia como reagir, mas falei que sim. Minha mãe tinha saído, essa era a chance! ele ficou de costas pra mim meio de 4, meio em pé e pediu pra eu colocar, eu botei no seco mesmo, não sabia bem como fazer e isso foi ruim, fui muito rápido e acabei que machucando ele, ele saiu da posição e falou que não queria mais, eu pedi desculpas e fiquei não a minha, mas ele ainda me chupou e me fez gozar. Eu perguntei se ele queria fazer de novo outro dia, e pra minha surpresa ele disse sim, pqp, fiquei muito alegre. Aí marcamos um dias que não ia ter ninguém na minha casa, pra ele ir, lembro como se fosse hoje, era um sábado, duas da tarde quando ele chegou, não deu outra, começamos a tirar a roupa e ele começou a me chupar, como isso era bom, cara! até que chegou a hora de irmos pra melhor parte, o pau como sempre parecia um rocha, mas agora eu sabia que deveria ir com calma, comecei a colocar e ele gemia bem baixo "hum, isso, um pouco mais devagar" ... quando eu consegui colocar todo, me senti nos céus, que coisa boa, primeira vez que eu comia alguém, comecei a ir pra frente e pra trás devagar, mais comecei a pegar confiança e mais rápido, tava muito bom, ele gemia muito gostoso, já tinha gozado, quando eu vi ele gozando fiquei com mais vontade ainda, aí comecei a colocar com um pouco mais de forçar até não aguentar e mais e gozar em cima da bunda dele, que gostoso que foi esse dia... repetimos mais umas vez e nessa eu gozei na boca dele pela primeira vez também, tava tudo muito bom. Depois desse dia nos continuamos fazendo por mais ou menos um ano, até que eu comecei a sair com garotas e namorar, aí a gente parou com isso, mas até hoje quando a gente se ver ele tenta pegar ou pergunta se um dia vai ter de novo, sinto vontade, mas não tanta como antes, mas sempre mando foto do meu pra ele e sempre conversamos sobre nossas aventuras na adolescência.

Bom, é isso pessoal, essa foi uma das minha aventuras, tenho outras, se vocês quiserem que eu conte... enfim, espero que tenham gostado, até mais, beijos e abraços.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.