"Os mais excitantes contos eróticos"


Trepada em horário de trabalho


autor: lulu_zinha
publicado em: 07/05/17
categoria: aventura
leituras: 4896
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá gente, como durante a semana estou cheia de coisas da faculdade, resolvi escrever hoje para animar o domingo a noite.
Como todos sabem, me “chamo” Lulu gordinha com coxão, bunda redondinha e peitos do tamanho certo, olhos azuis, pele branca e cabelos castanhos claros. A história que irei contar é verídica e aconteceu a cerca de duas semanas.
Trabalho algum tempo em uma empresa que representa algumas marcas e trabalho no escritório. Meu patrão tem vários filhos gatos e um deles trabalha como vendedor. Vou chama-lo de Fernando.
Desde o primeiro dia que Fernando me viu na empresa percebi a cara de safado que ele tem, confesso que aquilo me deixou maluca e imaginei mil coisas. Porém, nunca imaginava que iria realizar minhas imaginações hahahaha.
Sempre que ele estava na empresa, ele ficava na minha sala e puxava assunto furado e sempre muito direto. Percebeu pela minha aliança que eu namorava, mas aquilo nem intimidou ele, mas sim, fazia ele querer me provocar cada vez mais.
Ele sempre me dizia que iria me levar um dia junto com ele ver como é as vendas direta nas lojas, e isso ocorreu a duas semanas atrás, ou melhor, era para ter ocorrido.
Naquele dia, fui com vestidinho florido, comportadinho mas com um decote maravilhoso e um blazer por cima para se fazer de boa moça. Quando ele chegou na empresa e me viu, ficou de boca aberta e não soube disfarçar que não tirava os olhos de mim.
Escutei ele falar com seu pai em me levar naquela tarde para uma visita ao cliente e meu chefinho querido aceitou seu pedido. Imediatamente ele veio em minha sala e disse:
- Faz tudo que tiveres que fazer hoje até as 15 horas, porque depois irás comigo em uma visita.
Só que deu de perceber na cara de Fernando que ele iria aprontar, homem não nos engana com a cara de safadeza que eles fazem.
Rapidamente fiz todos meus afazeres que deveria fazer naquela tarde e eu e Fernando saímos para a visita. Até então, a loja seria da cidade vizinha ou seja, 10 minutos estaríamos lá. Fernando colocou uns funk com muita safadeza e não parava de me elogiar. Pensei: é assim? Vou entrar no teu jogo. Comecei a elogiar ele e falei que desde o primeiro dia que vi ele achei ele um gato. Pensem, ele deve ter 1,70 de alturas, pele moreno claro, boca carnuda, coxudo, e um olhar que mata qualquer mulher de tesão. Ele agradeceu e deu uma risada com aquele tom de ela ta querendo.
Estávamos quase chegando, quando de repente ele muda de rumo e pega uma estrada que levava direto para o melhor motel da cidade, eu olhei para ele e ele nem olhou para a minha cara mas deu aquela risada gostosa e pegou no pau dele que já deu de ver que estava duro demais. Só virei para frente e disse:
- Fernando, não prestas.
E ele me responde:
- Só agora que descobrisse?
Entramos no motel, e ele não tirava aquele sorriso safado da cara. Estacionou o carro virou para mim e roubou um beijo. Que beijo. Quente, molhado, gostoso, com pegada, aquele que tira sua respiração na hora. O cara sabia dar o beijo daqueles. Mordi seus lábios e desci para o pescoço, barriga, e abri sua calça. Advinha? Cueca box branca. Homens, isso é judiação com a minha pessoa. Olhei para ele e disse:
-Adivinhasse que gosto?
Ele pegou pelos meus cabelos, tirou a cueca e pressionou minha boca contra aquele pau DELICIOSO, GROSSO, GRANDE E MARAVILHOSO que ele possuía. Chupei como se não houvesse amanhã. Deixei aquele pau ensopado com minha baba e ele delirava de tesão, me deixando quase sem cabelo de tanto que ele puxava e seguva de tesão. Comecei a punheta-lo enquanto eu chupava suas bolas até que ele anunciou o gozo. Coloquei aquele pau no fundo da minha garganta e no mesmo instante senti aquele leitinho jorrando na minha boca. Que delicia.
Saímos no carro e ao entrar no quarto ele me jogou na cama e arrancou meu vestido, e me chupou inteira. Ele mamou como se nunca tivesse chupado um par de seios. Foi mordendo todo meu corpo e não parava de falar:
- É isso que sonhavas em fazer comigo? É isso que tavas querendo? Então toma, minha puta gostosa.
Eu já estava encharcada e ele desceu e começou a chupar minha bucetinha de um jeito que ninguém me chupou até hoje. Nossa, aquele home era experiente no que estava fazendo, não demorou dois minutos e gozei deliciosamente na boca dele.
Fernando nem deixou me recompor e já meteu aquele pau sem dó e começou a socar forte. A cada entocada ele falava:
- E ai minha putinha, era isso que querias?
- Isso que eu queria meu cachorro, tais gostando de me comer é?
- Nossa sua safada, és um tesão demais. Vou te levar para empresa toda gozada.
- Me leva que ainda vou fazer cara de anjinho para seu pai e explicar como foi a visita, vagabundo!
- Sou vagabundo é? E você a partir de hoje é minha puta. Vou encher o corno do teu namoradinho de chifre.
Quando ele falou isso ele começou a me fuder cada vez mais rápido. Ele me virou de quatro e deu uma mordida na minha bunda que está com marca até hoje. E me fudeu nessa posição deliciosa metendo o pau até o talo. Me xingava sem parar de puta, vagabunda, cachorra e ao mesmo tempo deixava a marca das suas mãos na minha bunda que já estava toda vermelha de tanto apanhar daquele safado. Não demorou muito tempo e ele anunciou que iria gozar e ele encheu minha buceta de gozo e eu gozei junto naquele pau.
Devido a hora, demos mais uma trepadinha comigo cavalgando gostoso naquele cacete e ele me melou todinha mais uma vez.
Fomos embora do motel e ao chegar na empresa ele me deu um beijo e falou no meu ouvidinho, a partir de hoje és minha puta, e da próxima vez vou comer seu cuzinho virgem.
Dei uma risadinha safada e sai do carro.
E ai gente, dou meu cuzinho para ele? HAHAHAHA
Espero que tenham gostado. Comentem e gozem deliciosamente lendo meus contos.
Beijos na boca e até a próxima, safadinhos(as).




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.