"Os mais excitantes contos eróticos"


*Foda no Parque*


autor: LadyKim
publicado em: 19/05/17
categoria: jovens
leituras: 2514
ver notas
Fonte: maior > menor


Tenho 1,64 de altura, sou branca, de cabelos pretos e olhos castanhos puxadinhos, meio orientalzinha ( os caras sempre tem uma tara por japas é impressionante)
Estava eu em frente a escola esperando o boy para irmos dar um passeio no parque da cidade.
Eu prometi que ia matar aula para ir com ele, mas o ser estava atrasado e eu estava quase desistindo e entrando para a escola. Mas eis que surge ele todo gatinho na esquina com uma calça vinho e uma blusa de frio do super man azul, um gato de melar a calcinha....
Ele é alto e meio ruivo, do tipo exótico bem como eu gosto, tem uma bunda maravilhosa porque pratica jiu-jitsu.
Já eu estava com uma calça leg que marcava bem a minha bundona e uma blusa ciganinha branca de tecido fino para acentuar meus seios.
...
Chegamos no parque e fomos direto para um cantinho bem escondido onde não passa ninguém, e lá tudo começou a esquentar, foi mordida, puxão de cabelo, mamada nos seios e dedinho na ppk... um tesão só.
Sentir ele pressionando aquela rola grande na minha barriga e aquelas mãos enormes na minha bunda estava me deixando molhadinha...
Ele de repente para o amasso gostoso e fala:
- Deixa eu dar só uma "passadinha"?
Era óbvio que ele não ia resistir a minha bunda gostosa empinando para ele e dar só uma "passadinha", então deixei para ver no que ia dar... ele colocou a camisinha, mas começou a ter umas complicações em relação a achar o lugar certo por conta da nossa diferença de tamanho.
Então resolvi ficar de quatro para ajudar, a cara de surpresa e tesão dele foi a melhor.
Ele agachou de joelhos e começou a passar aquele pau rosinha e gostoso na minha buceta, eu segurava o gemido de tesão com medo de alguém passar e ouvir, estava ficando louca e ele também já que meteu aquela rola deliciosa para dentro, estava na cara que ele não ia resistir, então comecei a pressionar meu corpo contra ao dele para ele começar a se mexer. Dito e feito, ele começou a bombar bem devagarzinho do jeito que eu tinha dito que gostava, puxando meu cabelo e dizendo:
-Tá gostando vagabunda? Hein? Sua safada, quem é minha cadelinha?
-Eu sou sua cadelinha.
Ele começou a apertar a minha bunda e bombar mais rápido, foi alternando entre rápido e devagar numa tortura alucinante, eu estava começando a sentir os espasmos dentro de mim, quando apareceu sabe-se lá de onde, um guarda de moto e nos surpreende.
Foi uma cena muita engraçada, eu levantei rápido e subi a calcinha e a calça e ele também. Ficamos ouvindo um sermão meia boca do guarda por alguns instantes e então ele foi embora.
Ele não podia ficar com aquela rola gostosa dura andando por aí então falou: - Da uma chupadinha nele para ele abaixar?_ eu não pensei duas vezes, estava ansiando por leitinho na boca a dias e essa era a minha chance.
Ajoelhei e comecei a mamar aquela pika rosinha, ele começou a pressionar minha cabeça para engolir ele inteiro, mas era tão grande que eu quase engasgava, mesmo assim coloquei tudo algumas vezes e isso o deixou tão louco que gozou na minha boquinha. Eu como uma boa moça não deixei cair uma gota.
- Você vai engolir?_ eu então sorri e falei:
- Não era para engolir?
Ele me olhou com uma cara de satisfação tão gostosa que me senti vitoriosa e dando pulinhos de alegria por dentro.
...
E fomos andar um pouco, achamos um banco meio escondido no finalzinho do parque e sentamos um de frente para o outro.
Conversa vai conversa vem e ele do nada fala:
- Ele tá animado de novo, da mais uma chupadinha, se quiser é claro.
- Você não acha que está sendo injusto comigo? Eu não gozei até agora.
- Ah por favor, só mais uma vez ? Quero gozar na sua boquinha de novo. Olha eu vou te mostrar ele, se você gostar do que vê é só cair de boca.
Eu ri por que sabia que não ia resistir, o rosa daquela rola era tão maravilhoso que era pura tentação.
Dito e feito. Cai de boca mais uma vez naquela pika deliciosa.
Mas então começou a aparecer gente toda hora atrapalhando nossa "conversa"...
...
O movimento diminui e voltamos ao que interessa.
Chupei com tanta vontade aquela pika, sugando, lambendo, as vezes dando umas mordidinhas, metendo ela toda na boca.
Chupei tão gostoso que ele não aguentou e mais uma vez gozou na minha boca, engoli tudinho de novo como boa garota que sou.
Conversamos mais um pouquinho e fomos embora...
...
Até hoje ele me promete recompensar o orgasmo que não tive.
Bom vou esperar sentada... só que em outra rola por que de pé cansa né kkkk.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.