"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A MORTE NO “JOGO DA LUXÚRIA"


autor: RayGomes
publicado em: 20/05/17
categoria: aventura
leituras: 717
ver notas
Fonte: maior > menor


2º CONTO: ‘MARCADO PARA A MORTE’ NO “JOGO DA LUXÚRIA”
(“Living’s In The Way We DIE” – “Viver Na Forma De MORRER”)
Reflexões de Davide

Sexta-Feira, 30 de Janeiro de 2015.

Davide já estava se acostumado com as notícias que repercutiam diariamente sobre assassinatos violentos na capital de São Paulo e em outras regiões de todo o país. Pode se dizer que o próprio Davide desenvolvera uma espécie de ‘frieza’ em relação à vida ou a morte: – “Estava ‘vacinado’ pelas notícias violentas ao mesmo tempo em que criara maturidade, ou até mesmo ‘imunidade’ para preparar se para um dia vir a me tornar parte dessas mesmas notícias violentas... Não, Davide não era um cara violento, e muito menos capaz de ferir alguém, o que se trata é do fato do próprio jovem rapaz vir a se tornar vítima de seus próprios impulsos sexuais devido à vida de libertinagem que pretendia levar. Compreende caro leitor? Exatamente no dia trinta (30) de Janeiro do ano de dois mil e quinze (2015), as manchetes de tablóides sensacionalistas e outros meios de comunicação como a famosa ‘tv’ aos moldes da investigação policial repercutia incessantemente a mesma notícia: – “As desventuras e o final trágico encontrado por executivo norte-americano denominado ‘David Benjamin Sommer’ de cinquenta (50) anos de idade. Não se sabe ao certo as causas da morte do Sr. Sommer, mas tudo indicava que o estilo de vida ‘libertino’ datado pelo executivo norte-americano foi sem dúvida um convite à Senhora Morte. – “E quem diria, o homem fora mesmo ‘Marcado Para MORRER’ por ter se ‘envolvido demais’ com uma das Garotas de Programa da Rua Conselheiro Furtado, Bairro da Liberdade em São Paulo hein?” – este foi o pensamento imediato de Davide. Não que o jovem rapaz estivesse fazendo ‘graça’ com a ‘desgraça’ do Sr. Sommer. Não, longe disso! Davide simpatizava e se sentia transtornado com o que acontecera ao homem! – “Lá se vai mais um de muitos homens solitários que pagam pequenas ‘pivas’ para prestarem certos “serviços especiais”; Mundo injusto não?” – Davide estava remoendo essa estória toda ao ponto de se colocar na mesma situação do Sr. Sommer: – “Desta vez foi com ele... Oque garante que na próxima não seja eu!?!” – transtornado, Davide se encontrava muito transtornado...
Passou o dia assistindo às manchetes policiais na televisão onde só se falava no trágico fim do Sr. Sommer. Cruzando dados oferecidos pela tv e pelos jornais chegou a conclusão de já ter visto o endereço do local onde o executivo americano encontrar seu derradeiro fim... Sim, estava certo de que já ouvira o endereço em algum lugar. Esmiuçando o pensamento, não demorou para obter a conclusão de que o endereço lhe era familiar por estar nas páginas do caderno de ‘Classificados de Acompanhantes’ dos jornais impressos. Sim, lá estava a informação e a localização: um ‘prostíbulo’ frequentado pelo Sr. Sommer era um prédio aparentemente velho e pichado localizado na ‘R. Conselheiro Furtado, 151 ap. 53, Lib’. O anúncio que Davide encontrara no jornal dizia que atendiam no local ‘Mãe e Filha’ a preço fixo de trinta reais (R$ 30,00), além de ‘aceitarem cartões’. O telefone para contato era ‘3101-8730’ – “Quê belo chamariz para uma cilada, hein?" – pensou o jovem rapaz consigo mesmo. Pelo que leu nos jornais e ou viu nos tablóides sensacionalistas, o Sr. Sommer era freqüentador assíduo de ‘prostíbulos’; Ao que parece que toda a noite frequentava uma e outras casas noturnas. Seu final trágico deu-se (segundos os investigadores) pelo próprio Sommer ser muito invejado nos lugares que frequentava. O fato do Sr. Sommer ‘dar dinheiro as meninas’ de forma explícita e um suposto envolvimento com uma pequena 'piva' em particular, onde segundo relatos o executivo pretendia ariscar uma ‘relação séria’. Acontece que essa 'piva' que ali trabalhava, possuía um namorado, que era o gerente da casa noturna. O Sr. Sommer parece ter se ‘apaixonado’ pela mulher do dono do local, e este resolveu matar o executivo após o próprio ter consumido cocaína no mesmo edifício onde funciona o prostíbulo!
O jovem Davide agora estava a par do quê poderia lhe ocorrer ao continuar se arriscando com o ‘Mundo do Sexo Pago’, nada impediria que o que ocorreu ao Sr. Sommer, viesse futuramente, a acontecer o jovem Davide. Fazia-se necessário ser cauteloso para tal... Davide estava ciente a partir daquele momento que o ‘Mundo do Sexo Pago’ era na verdade um ‘Sub-Mundo’ de negócios obscuros, e o ‘Jogo da Luxúria' era um dos pilares que sustentava a base. Um 'movimento errado'; Um 'passo em falso' e ou um 'deslize' poderia resultar no seu fim! Em outras palavras: – "Participar deste ‘Jogo de Luxúria', faz do ”freguês" um belo dum ‘Alvo Humano Marcado Para MORRER’. Até o momento, ocaso fim trágico do Sr. Sommer era tratado como 'uma situação indelicada' e 'pouco confortável' para os consumidores da mídia e dos tablóides. É aí que Davide deveria começar a se preocupar: – "Para continuar a apreciar o traiçoeiro jogo de 'Sexo & Sedução' era de imprescindível importância tomar as devidas providências para evitar o mesmo destino do executivo norte-americano.
Pegando papel e caneta Davide começou a esboçar as regras básicas que passaria a chamar de ‘Os Oito (8) Mandamentos do Joga da Luxúria’:
1º Mandamento: - “NÃO frequentar as mesmas casas noturnas”;
2º Mandamento: - “NÃO se relacionar intimamente com as mesmas garotas”;
3º Mandamento: -“NÃO consumir qualquer coisa que o estabelecimento oferecer”. (afinal, o que for consumido pode estar alterado e/ ou causar alteração no estado físico/ psíquico do "freguês");
4º Mandamento: - “NÃO bater-boca e evitar quaisquer tipos de confrontos dentro do estabelecimento”. (seja com o segurança; com as garotas; atendentes e outros freqüentadores do local);
5º Mandamento: - “Ser o mais discreto e invisível possível”. (‘Quem não cheira; Não fede! ’);
6º Mandamento: - “NÃO forçar a garota do estabelecimento a fazer algo que ela não queira” – vinde o exemplo dado pelo Sr. Sommer;
7º Mandamento: - “Lembrar-se de que se alguém o viu adentrar no estabelecimento; Não significa que notarão caso não saia”;
8º Mandamento: -“NÃO SE APAIXONAR PELA GAROTA DO ESTABELECIMENTO!” – outro exemplo dado pelo caso do Sr. Sommer.
Para morrer, basta estar vivo. O que significa que a toda hora e a qualquer momento se está sujeito a MORRER... Nunca é foi bom “APELAR PARA A PROVIDÊNCIA DIVINA!”. ‘Discrição’ e ‘Precaução’ são excelentes ‘cartas’ para se continuar apostando no ‘Jogo da Luxúria’. Afinal... “Uns amores são de fogo / Outros de pouca fúria / Mas o que vale o jogo / Esse único é a luxúria”.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.