"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O negão me arrombou.


autor: sissy
publicado em: 31/05/17
categoria: gays
leituras: 3092
ver notas
Fonte: maior > menor


Oi na história passada contei minha transição de Ronaldo para Sofia, como descobrir que era uma menina e não um menino. Minha primeira transa.
Só Sofia agora uma jovem branquinha com um corpo bem feminino não sou estilo panocat sou mais estilo aquela cantora Ariana Grande. Tenho 1,67 de altura magrinha de cintura fininha banda bem arrebitada e redondinha e lisinha e seios médios e bem redondos sou estilo ninfeta. Todos os homens me olham na rua pois falei sou bem feminina pareço uma adolescente.
Como falei na outra história eu já estava namorando e tinha perdido meu cabaço com ele, eu sou muito feliz com ele sei que ele me ama e eu tbem o amo. Nossas transas são ótimas e cada vez melhor adoro sentir aquele pau no meu cozinha ele jorrando porra lá dentro.
Mais depois de perder meu cabaço cada vez fiquei mais fogosa eu não dou descanso para meu namorado.
Todos aqueles olhares masculinos na rua me deixam loucas.
Eu já estou na faculdade e lá sempre tem um cara que da em cima de mim.
Não resisti mais e acabei dando para alguns caras para aliviar meu fogo que meu namorado já reclamava. Já que não dava conta virou corno.
Eu sempre gostei de usar vestidos e calcinhas bem pequenas aquelas que ficam roçando no meu cuzinho.
Adoro provocar os rapazes.
Todo domingo sempre tinha almoço na casa do meu namorado e clique quase sempre dormíamos por lá. Num domingo acordei e fui para a cozinha e estava usando um short bem colado no corpo e com uma calcinha da aquelas bem pequena os dois bem atochados na minha bundinha. Fui na geladeira para tomar água e quando me inclinei e meio que arrebitei minha bundinha olhei para atrás e vi aquele negão que devia medir dois metros de altura, fiquei meio sem graça dei um sorriso e ele também. Nos apresentamos, seu nome era João. Sai e vi que ele ficou olhando minha bundinha, me senti uma criança ao lado da aquele homem. Fui para o quarto do meu namorado nos arrumamos e voltamos para almoçar. Vi que aquele homem não parava de me olhar, confesso que fiquei com tesão. Depois do almoço meu namorado foi jogar futebol e eu para a piscina na casa dos meus sogros, fiquei ali tomando sol aquele homem não parava de me olhar e eu já estava com muito tesão, entrei na água para passar um pouco minha sogra tinha ido na vizinha e me sogro dormiu de bêbado na cozinha, quando aquele negro enorme entra na piscina com um calção de futebol dava para ver que ele estava sem coeca. Eu também estava tomando umas cervejas e começamos a conversa quando eu senti já estava bem alegre e ele cada vez mais perto, senti arrepios e meu cuzinho piscada muito. Não sei em que aceite o seu que ele fizesse massagem em mim estava ótima mais também fui sentindo sue pau crescendo e massageado minha bundinha. Eu já estava toda entre, sentido aquele pau roçando em mim. Não me segurei e peguei aquele pau com uma das mão, ele riu e me beijou e eu o masturbava bem devagar. Eu já estava pegando fogo, até que ele sobe na borda da piscina e tira aquele pau gigante devia ter mais de 20 cm, fiquei loca e cai de boca chupei muito aquele pau não entrava na minha boca direito mais eu queria muito. Ele me puxa para o banheiro e me inclina na pia e tira meu biquíni e fala nunca vi uma putinha com um pinto tão pequeno e me deu um tapa forte na bunda e continuou a me xingar de putaria de viadinho e falar que agora eu ia ser mulher de verdade. Ele olha para meu cuzinho gospe e bota a cabeça que entra um pouco mais dois e ele não dá bola e fala vou te resgar toda sua putinha delicioso essa bundinha branca vai ter o que merece e me deu mais um tapa forte e socou mais um pouco o pau dei um grito de dor e um gemido e olhei para a traz ele ria quando socou mais nossa que dor senti suas bolas bater na minha ele apertou os seios forte e logo pegou meus cabelos e eu arrebitei mais minha bundinha e gemia muito. Segurando meus cabelos ele começou um vai e vem e já sentido um misto de dor e prazer me mijo toda, ele ri e fala agora você tá sentindo um pau de verdade. Começo a sentir prazer e já rebolo sinto vindo a pré gozada aquele babinha meio transparente que com dois dedos pego e ela é boto na boca ele vê e fala isso putinha engole. E bate mais na minha bundinha e fala toma sua puta, rebola no pau do negão.
Aquele vai e vem fica cada vez melhor e mais rápido eu viro em gemidos que loucura sinto me resgar. Ele me coloca de quatro no chão e faz e eu ficar bem arrebitada e me dá mais tapas na bundinha aquilo fica uma delícia e me penetra numa vez só é me fode com força que delicia aquele pau entrando e saindo me arrombado na aquele momento sou uma putinha. Ele me xinga e me dá tapas que delicia aquilo ser a putinha safada daquele negão forte e pauzudo. Quando começo a sentir meu corpo a tremer e sinto meu gozo a vir e sai muita porra gozo como nunca até pego um pouco e engulo, ele vê ri e me soca mais forte e rápido, senti os primeiros jatos da aquela porra quentinha que era tanta que já escorria em quanto ele ainda gozava muito nossa nunca tinha sentido tanta porra no meu cuzinho era bom de mais delicia. Ele tirou o seu pau e me fez chupar até a última gota e pegava a porra que escorria na minha perna e botava na minha boca e ainda fez eu engolir a que estava no chão.
Ele saiu do banheiro eu fiquei ali jogada com o curso escorrendo porra e dolorido e arrombado mais muito feliz. Transei mais vezes com aquele negro maravilhoso. E meu corninho nunca soube de nada.
Beijo gente até a próxima.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.