"Os mais excitantes contos eróticos"


Trai meu marido na Noruega


autor: dany1964
publicado em: 16/06/17
categoria: traição
leituras: 1655
ver notas
Fonte: maior > menor


Descobri neste site, uma forma compartilhar os momentos que vivi, durante uma viagem a Noruega em Janeiro deste ano. Meu nome Daniela 53 anos casada a quase 30 e sempre dedicada e fiel ao meu marido Luigi de 65 anos.
Sou Publicitária e tenho uma grande amiga, na mesma faixa de idade , casada e que sempre teve muita vontade de ir a Tronso , uma pequena cidade que fica cerca de 360 km acima do Circulo Polar Ártico na Noruega, praticamente junto a Finlândia e Rússia, para ver esse fenômeno da natureza Aurora Boreal que ocorre somente no Inverno. Com o consentimento de nossos maridos, planejamos essa viagem durante meses e na segunda semana de Janeiro partimos num voo do Rio até Bergen na Noruega via Amsterdan, pernoitamos e embarcamos num pequeno navio cuja finalidade é o transporte de cargas e moradores entre esses pequenos povoados e tem algumas acomodações superiores para turistas. Um desses em que viajamos, o " Polarys" que faz um cruzeiro passando por inúmeros povoados com paradas curtas, navegando por vezes dentro dos fiordes e na verdade nos proporcionando um lindo visual.
Escolhemos uma cabine superior interna, com duas camas bem confortável e o navio partiu ao meio dia, já com uma apresentação e um cocktail de boas vindas. Na parte superior tem um salão de vidro em que podemos contemplar o visual da viagem, pois na área externa , faz muito frio. A noite sempre um jantar servido normalmente com peixes e com muito vinho e vodca e uma pequena sala adjunta como se fosse uma boate dançante com um bar. Durante o jantar o Comandante do Navio vai até cada mesa e nos brinda com champanhe. Percebi durante a refeição que não tirava os olhos de mim segundo meus amigos aparento ser bem mais nova, pois me cuido muito em academia e hidro.
Gisele , minha amiga também percebeu que ele na faixa dos 40 anos alto e forte, também não tirava seus olhos de mim e até comentou comigo. Quando ele voltou a nossa mesa nos convidando a ir a boate fiquei meia sem jeito de recusar e assim após o jantar, várias pessoas se reuniram lá e bebericamos no bar a convite do anfitrião uma bebida a base de vodca, meio adoçada com nome de Volcano. A seguir ele me tirou para dançar . Voltei a mesa onde Gi permanecia sentada e já me incentivando a continuar há me divertir e sempre por conta do comandante mais vodca, já estava bem alta quando me tirou novamente pra dançar e desta vez senti seu membro encostando em meu corpo e suas mãos deliciosamente me acariciavam do pescoço até a parte de baixo de minhas costas, me causando arrepios. Gisele e veio até mim dizendo que iria dormir e com sorriso disse aproveite.
Dancei mais duas musicas com Amudsen e me disse em inglês que tinha 42 anos e era divorciado, eu muito alta já não respondia por mim, quando me convidou a conhecer a ponte de comando da embarcação. Quando saímos já sabia o que iria ocorrer e ainda tentei me desculpar, pois com tantos anos de casada sempre fui fiel a meu marido, mas meu outro lado também dizia porque não, longe de casa e com sexo por vezes a cada duas semanas, como disse o maridão com 65 anos já não tem o mesmo performance do passado.
Bem logo que saímos da boate, percorremos um corredor e ele abriu a porta de uma suíte master lindíssima, com varanda ,uma cama deliciosa e um balcão com uma garrafa de champanhe e duas taças. Não demorou a fechar a porta e já partiu para cima de mim me acariciando e me beijando e eu muito alta, acabei cedendo, senti suas mãos percorrendo pelo meu corpo, acariciando minhas pernas subindo pelas minhas coxas e logo estava tocando por cima de minha calcinha e com habilidade abriu o zíper de minha saia de couro e ao retirar já senti sua boca beijando por cima e levando a calcinha de lado senti sua língua acariciando minha boceta e ao tocar meu clitóris que segundo meu marido e minha ginecologista é bem avantajado sentia aquele macho faminto por sexo, tiramos nossas roupas e naquele fogo e desejo percebi que tinha um membro muito grande e grosso, parecia uma pedra de tão rijo estava. Continuava me dando prazer beijando meu do pescoço, parando demoradamente em meios seios duríssimos , descendo pelo meu ventre até retirar por completo minha calcinha e senti um calor quando com sua língua percorria da parte superior de minha boceta, passando pelo períneo até chegar ao meu buraquinho virgem me causando arrepios.voltando a sugar meu clitóris tive meu primeiro e intenso orgasmo, que fez com que minhas coxas e pernas vibrassem estremecendo com tanto prazer que senti. Logo a seguir ele veio por cima de mim e senti cada centímetro daquele membro me penetrando com movimentos lentos e nossas línguas duelando e eu com minhas pernas entrelaçadas em suas costas, ouvia ele dizer em Norueguês Jeg Nyter Verdig ( que soube depois, Estou gozando muito ) Como disse senti ele acelerando seus movimentos e aquele membro inchar dentro de mim e me inundando com um gozo prolongado, ficando alguns minutos até relaxar e quando me levantei senti uma grande quantidade de porra saindo dentro de minha boceta, caindo em minhas coxas e pernas. Tomei um banho quente me lavei , coloquei minha calcinha, quando sai do banho, lá estava ele com duas taças de champanhe e me fez brindar ao amor. Deitei e adormeci por umas duas horas e despertei com ele me acariciando, sentindo sua língua percorrendo minhas costas, minha calcinha já havia sido retirada e senti sua língua percorrendo meu bumbum e já imaginava o que estaria para acontecer, determinada a não deixar aquele macho a não tirar minha virgindade e ao ver seu membro absolutamente duro, parti para um boquete que o deixou em êxtase e senti quando gozou fartamente em meus lábios . Já passavam das cinco da manha e me arrumei e parti para meu quarto, Gi dormia e demorei a adormecer.
Fui despertada por ela por volta das 10:00 horas querendo saber de tudo. Pouco depois do café fomos contempladas com um upgrade para uma cabine balcony , no andar superior com uma vista incrível e muito maior da que tínhamos comprado. Gisele me deu forças e durante mais 4 noites gozei intensamente com aquele macho viril, fizemos de tudo, inclusive cavalgando por cima dele, só me encostando naquele membro que me levou as nuvens e na última noite antes de desembarcar em Tronso, já muito alta, desta vez com o Champanhe, liquido precioso do qual abusei, depois de muitas tentativas, acabei cedendo e senti aquele mastro, com muito lubrificante se encostando e por fim de quatro ,enquanto que com seus hábeis dedos manipulava minha chana me fazendo gozar muito, senti ele penetrando meu cuzinho, dei um grito de dor, mas sabia que não tinha mais volta e sentindo seu membro cheio de tesão acelerando e despejando dentro de mim todo seu prazer. Dormimos abraçadinhos de conchinha. Pela manha me despertou dizendo que dentro em pouco estaríamos aportando em Tronso, quando percebi que ficou com minha calcinha e quando fomos pagar a conta das refeições e o consumido durante a viagem , recebemos informação que estava tudo pago. Ele nos acompanhou até o o nosso hotel que ficava a duas quadras do porto . Me convidou a voltar a Bergen com ele, pois partiria em viagem de regresso em duas horas. Se não estivesse com minha amiga sinceramente teria dispensado a Aurora Boreal e passaria mais uns dias sendo amada por aquele homem.
Posso afirmar que nem quando conheci meu marido tive tanto prazer, como nesses dias. Quando desembarquei em Tronso ganhei dele um cordão banhado a ouro com um coraçãozinho e duas caixas de bombons, além de um cartão com seu email e skype, jamais esquecerei esses momentos .....
Depois da segunda noite em Tronso, em uma área deserta e afastada da cidade, acabamos por ver a Aurora Boreal. Voltamos ao Brasil, depois de quase 10 dez dias fora, recebo diariamente mensagens dele pois criei uma conta skype secreta onde diz estar apaixonado e por vezes nos falamos com câmera e até fazemos algumas loucuras. Uma das vezes me mostrou com a câmera cheirando minha calcinha enquanto se masturbava e mostrava aquele membro jorrando seu prazer enquanto eu mostrava minha boceta que tanto gozou naquele membro.
Confesso que não vejo a hora de voltar a me encontrar com ele , pois aquele homem me fez sentir uma mulher desejada. Talvez consiga um álibi para ir aos Estados Unidos para fazer compras e ele me encontrar lá, estamos vendo essa possibilidade. Espero que comentem com sinceridade, se gostaram de minha aventura que realmente aconteceu a poucos meses . Dany




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.