"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O enfermeiro da UTI.


autor: G_Cardoso
publicado em: 17/06/17
categoria: hetero
leituras: 2392
ver notas
Fonte: maior > menor


A história se inicia quando em uma quinta feira do mês de maio fui levada para o hospital do convênio com crises fortes de enxaqueca e rigidez no pescoço, isso já era por volta das 18h, chegando no hospital fui atendida, medicada e em seguida iria fazer uma bateria de exames, pois estava com suspeita de meningite, dentre tantos exames tirei sangue na artéria (resultado negativo), resolveram colher liquor da espinha, com isso eu precisaria ficar internada, fiz o procedimento e pra minha surpresa seria levada pra UTI, pois o resultado não tinha saído e meu quadro só piorava. Então é na UTI que tudo começa. No segundo dia na UTI, eu estava dormindo virada pra parede, quando entra um enfermeiro muito gato, forte, branco, do cabelo cortadinho (que iria cuidar de mim aquela noite), enfim... Ele mediu minha pulsação, tentando ver meu rosto que estava virado e saiu, minha mãe me acordou e contou sobre o enfermeiro e as características ditas acima, logo ele voltou e eu já estava acordada, só conseguia ver seus olhos pois estava de máscara. Minha mae precisou sair e pediu pra que ele desse uma olhada em mim, ele concordou, certo momento precisei ir ao banheiro, mas estava com muitos aparelhos então ele precisou tirar, pediu com toda delicadeza e com uma voz tão sensual "com licença" e abriu minha camisola e tirou, me ajudou a descer da cama e eu fui ao banheiro, quando voltei começamos a bater o maior papo, sobre tudo, mas já estava dando o fim do expediente dele (nisso minha mãe voltou), ele se despediu e quando estava saindo, eu pedi seu telefone, ele ficou surpreso e com receio, mas passou, no dia seguinte tive alta e fui para o quarto. Já no quarto, estávamos trocando mensagens, e ele disse que iria vir me ver, quando deu 19h10 alguém bate a porta e é ele, sim, ele saiu do expediente e foi me visitar, passou uns 30 min comigo e precisou ir, conversamos bastante nesse tempo, no segundo dia no quarto ele foi me ver no mesmo horário, só que dessa vez estávamos sozinhos no quarto do hospital, a TV não queria ligar e ele foi tentar resolver, mas sua mão era grande pra enfiar atrás do painel, então eu subi na escadinha pra tentar, ele foi me segurar, agarrou em minha cintura que senti minha pressão subir e algo escorrer, que homem era aquele, trocamos um olhar profundo e eu desci, depois de alguns minutos ele já estava partindo, me deu um abraço longo e quando soltamos ele me beijou, (sim, dentro do hospital), que beijo foi aquele, estávamos bem agarradinhos, e logo senti o volume em sua calça encostar em mim, terminamos o beijo e ele se foi, no dia seguinte tive alta e não o vi mais. Ao passar dos dias íamos nos comunicando pelo WhatsApp, depois de duas semanas que tive alta, ele mandou mensagem se poderia me buscar na empresa, eu concordei... E assim foi, ele me buscou e me levou pra casa, chegando na rua, ele estacionou lá embaixo, rua deserta, começamos a nos pegar, aquela mão passeando por minhas pernas, chegando na minha bct que já estava toda molhadinha, subi no colo dele e comecei a ir e vir em seu pau enquanto ele chupava meus seios com aquela língua incrível, fomos para o banco de trás, eu abri sua calça tirei o pau dele pra fora e nem pensei, cai logo de boca, era grande e grosso. Eu só conseguia pensar no pau dele me fodendo, não demorou muito e ele arrancou minha roupa, me colocou de 4, passou o pau bem devagar na minha bct e enfiou com tudo, eu dei um puta de um gemido (fazia tempo que eu não dava), como aquilo era gostoso, ele segurando meu cabelo, me chamando de gostosa, me dando varios tapas na bunda, me virou novamente e começou a penetrar por cima, cada vez mais rápido e eu não parava de gemer, em sentir aquele pau entrando e saindo da minha bucetinha, e foi de várias posições, de lado, por cima, e então eu disse: isso, vai que eu vou gozar, e então gozamos juntinhos, ah que delícia! Nos vestimos e ele me deixou em casa, depois de uma semana (sábado, 10/06) nos vimos de novo, e dei pra ele de novo... Não consigo parar de pensar quando vamos nos ver novamente, ele disse que comprou uma lembrancinha pra mim. Bom vamos ver o que é, estou mega ansiosa.

Espero que tenham gostado e aguardo comentários, pra que eu possa continuar publicando minhas histórias e experiências com ele para vocês, beijos.

Obs: o exame deu negativo para meningite e a história é verídica.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.