"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Cara da internet Parte 1


autor: Danitcs
publicado em: 18/06/17
categoria: hetero
leituras: 655
ver notas
Fonte: maior > menor


Pela primeira vez marquei de sair com um cara que não conheço.
Conheci pela internet e no segundo dia marcamos de nos conhecer.
Bateu dez horas no relógio e a caminhonete preta buzinou no meu portão.
Ele saiu do carro, me abraçou e entramos para ir ao barzinho que combinamos.
Chegamos lá e percebi que ele me comia com os olhos. Mas me contive. Resisti as investidas dele por muito tempo, até que ele passa a mão pela minha perna, me olhando descaradamente e chamando o garçom.
As mãos dele iam subindo cada vez mais por baixo da mesa me deixando louca de vontade por aquele homem enquanto ele pede mais uma dose de vodka com energético.
Me puxei na cadeira e fiquei distante dele. Não sabia como ia terminar aquilo ali, mas estava com uma vontade enorme de sentir suas mãos grandes me acariciando.
Assim seguiu a noite inteira.
Então ele me trouxe até em casa novamente. Na frente da minha casa no carro foi que tudo aconteceu.
Ele veio se despedindo de mim, quase me devorando no carro.
Fui cedendo as investidas dele, é nossa respiração começou a ficar ofegante.
Ele entrelaçou os dedos no meu cabelo e puxou bem forte. Nessa hora fiquei toda molhada.
Então abracei ele e ele por sua vez começou a acariciar minha bucetinha por cima da calca. Quase fui a loucura, ela latejava de tanto tesão. Ele sussurava no meu ouvido que queria me lamber inteira até eu pedir para ele meter gostoso.
Quando vi aquele cada estranho que acabei de conhecer puxa minha blusa para baixo e começa a chupar meu seio devorando de um jeito que perdi o rumo e o sentido da minha vida. Estava ali toda mole, quase tendo um orgasmo nas mãos dele.
Assim que ele terminou passei a mão sobre seu cassete e ele estava duro, muito acordado e ele pedia para mim masturbar ele... Assim fiz, com minhas mãos masturbava aquele caralho gostoso enquanto ele chupava meu seio o devorando.
Eu gemia de tanto tesão e não estava mais aguentando. As mãos continuavam na minha buceta fazendo movimento de vai e vem...
Eu beijava ele apertando aquele pau grosso, enquanto minha buceta estava latejando e escorrendo... Cada vez abria mais as pernas para ele conseguir ter mais acesso à ela.
Quando ele começa a me chamar de gostosa sinto um arrepio no corpo inteiro e quando olho para os lados os vidros estão embaçados. Aquele clima da mais tesão ainda e volto meu olhar para ele.
Um homem encantador em todos os aspectos.
Então ele pede para mim chupar aquele caralho e não medi esforços . Estava louca me entregando igual uma cadela no cio aquele homem.
Cai de boca naquele pau, enfiei tudo até o talo, cuspia ele todo, babava e chupava só a cabecinha... Ele estava indo a loucura: ia gozar...
Quando ele me olha e diz:
Posso gozar?
E eu afirmo com a cabeça....
Então eu já quase desmaiando olho pra ele e digo:
- Goza, vai, Goza gostoso na minha boquinha..
Ele se excitou ainda mais e começou a avisar
- Vou gozar, vou gozar, vou...
E jorrou porra na minha boca inteira, sei que bebi aquela porra toda e ainda lambi o pau dele inteiro...
Nunca me senti assim antes e nunca ninguém me fez sentir assim.
Me senti uma puta, como sempre quis me sentir...
Depois disso ele se encostou no banco e respirou fundo, fechou os olhos e começou a sorrir.
Me deitou no colo dele e ficamos assim por um tempo.
Achei que havia terminado quando ele me olhou e puxou uma das minhas pernas para trás do banco dele. Nesse momento me virei de lado e fiquei de frente pra ele, ele tirou minha calça até meia perna e começou a lamber ela, começou bem devagar e começou a botar pressão entre uma lambida e outra.
Comecei a delirar de novo.
Então ele começou a acelerar os movimentos chupando minha buceta e eu comecei a soltar uns gemidos mais altos.
Quanto mais eu gemia, mais ele chupava com vontade. Assim fui cada vez aumentando meus gemidos até que não suportei e gritei, Soltando todo meu líquido na boca dele, me controcendo de tanto trazer...
Naquela hora meu corpo relaxou tanto que amoleci... Ele continuou lambendo até limpar minha bucetinha toda.
Assim ele termina me olha e me beija loucamente... Na hora senti a temperatura estourar e comecei a delirar sem saber onde estava?!
Então meu telefone toca, são três da manhã , minha mãe ...
Me despeço dele, me arrumando e entro em casa torta de tanto prazer...
Assim que chego em casa recebo uma mensagem dele dizendo:

- Sua buceta é deliciosa, quero beber mais deste mel gostoso que você tem 😋



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.