"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A Sobrinha e o Tio Parte IV


autor: mariana1992
publicado em: 18/06/17
categoria: hetero
leituras: 3489
ver notas
Fonte: maior > menor


A Sobrinha e o Tio Parte IV


Olá! Meu nome é Mariana, aqui vou publicar minhas histórias pessoais e também o que imagino e desejo. Por favor comentem, mandem mensagem, e-mail, estou ansiosa para saber se vocês gostaram. Boa diversão 😉!

*Leia primeiro A sobrinha e o tio Parte I, II e III.



Comecei a conversar mais com minha madrinha, contar o meu dia, essas coisas, estava com medo de que alguém desconfiasse do que estava acontecendo, principalmente ela. O que deu certo porque minha madrinha estava normal (sempre fomos próximas, ela era como uma segunda mãe para mim).

Tudo normal, passava fins de semana alternados na casa da minha madrinha e os que eu ficava em casa era triste ficar longe de meu tio. Como se tudo estivesse a nosso favor, minha mãe teve que viajar para a trabalho, seriam três dias, eu não podia ir junto porque ainda não estava de férias e minha mãe não queria que eu ficasse sozinha, então...

Esses três dias eu ficaria na casa da minha madrinha, ela é claro, aceitou e disse que ela e meu tio ficariam felizes de me receber. Quando minha mãe me falou eu quase enfartei de alegria, mas por fora agi normal.

Assim acabou a aula fui correndo para a casa, como era dia de semana não tinha como ninguém vir me buscar, quando cheguei na casa da minha madrinha, por volta das 13h para minha surpresa meu tio estava lá.

-Oi amorzinho! Escapei do escritório para te ver, sua tia me disse que você vai passar uns dias conosco.
-Sim! Respondi super animada.

Ele me abraçou e me beijou, minha mochila caiu no chão, ele me pegou no colo e me levou para o quarto, na cama dele (!).

-Não posso ficar muito, tenho que voltar, até porque sua tia chega antes de mim.
-Tá bom. Respondi enquanto beijava seu pescoço.

Ele tirou meu tênis, meu uniforme, enquanto eu abria os botões da sua camisa e tirava seu cinto. Dessa vez fizemos algo que eu nunca havia feito, 69. Meu tio deitou na cama, já sem roupa e eu também.

-Deita por cima de mim, ao contrário, com uma perna de cada lado.
-Assim?
-Isso. Agora me chupa que vou te chupar também.
Ele agarrou meu bumbum e começou a lamber minha bucetinha, meu cuzinho, podia sentir a respiração dele no meu cuzinho, fazia cócegas, gostoso demais! Eu pela primeira vez tinha luz natural, mesmo com a cortina fechada a luz do sol entrava no quarto, então enquanto aproveitava a língua e sua respiração admirei seu pau na minha mão, seu saco, suas bolas, conseguia ver até o pulsar.

-Que delícia sua boquinha! Dizia meu tio.

Eu agora estava livre para gemer, mas eram gemidos abafados pelo seu pau que preenchia minha boca toda.

-Hummmmmm. Uhhhhh.

Ele colocou um dedo no meu cuzinho e começou a lamber meu grelinho. Fiquei louca, abocanhei seu pau, segurei em suas coxas com as duas mãos e comecei a mamar sem as mãos.

-Mari, fica de quatro aqui na cama.
-Fico.

Havia um espelho no guarda roupa então eu me vi de quatro e meu tio colocando seu pau em mim. Que delícia! Segurou na minha cintura e começou o vai e vem gostoso.

-Vai, empina bem para mim. Adoro seu bumbum sabia.
-Coloca em mim, quero sentir em mim.
-uiiiii.
-Estou sentido entrar, está sentindo?
-Sim, estou sentido ela abrir, que delícia. Vai, põe em mim!

Gostei de me ver no espelho enquanto dava para ele, muito bom! Depois ele deitou, eu fui por cima e pulei no seu pau, apoiei com as duas mãos em seu peito enquanto pulava. Sentia seu saco no meu bumbum quando sentava bem e isso dava muito tesão.

Mas como nada é perfeito, tivemos que parar, já eram quase 16 horas.

-Mari, tenho que voltar para o escritório, desculpa amorzinho. Você sabe, vamos continuar a noite.

-Eu quero! Vem aqui primeiro...

Ajoelhei na frente dele e mamei seu pau, ele segurou minha cabeça, meus cabelos e começou a pôr na minha boca, adorei que ele fez isso!

-Vou gozar...
-Uhum. Acenei que sim com a cabeça.
-Caramba, Mari que tesão! Deixa eu gozar no seu rostinho.

Antes que eu pudesse responder ele tirou seu pau da minha boca, afastou minha cabeça e gozou no meu rosto. Seu gozo era ainda mais quente no rosto, fiquei lambuzada, cheia de tesão, quis me ver no espelho, um pouco tinha acertado meu olho, estava enxergando embaçado.

Ele sentou na cama ofegante e eu disse:

-Que safado tio!
-gostou amorzinho?
-Sim! Respondi animada.
-Gozou bastante, não estou enxergando.
-Aqui, limpa o rosto, te ajudo.
-É que você me deixa louco, você é tão linda e gostosa!
-Gosto de tudo o que fazemos tio!
-Eu também amorzinho! Desculpa não poder ficar mais com você.
-Tudo bem eu sei que você tem que voltar, não ligo porque cada vez você tem uma surpresa para mim. Vou esperar quietinha você voltar.

Ele me beijou e disse que me amava! Eu respondi:

-Eu te amo também!

Deu um tapinha no meu bumbum, me deu um beijinho e disse:

-Até a noite amorzinho.

Arrumei a cama, vesti o uniforme e fiquei no sofá assistindo tv até minha tia chegar e logo depois meu tio chegar.


Espero que tenham gostado! Comentem, adoro ler os comentários, compartilhar experiências.
Um beijo em especial a todos que estão acompanhando a história e me pedindo continuações. Fico feliz por gostarem dos meus contos, melhor ainda é compartilhar com vocês!

Beijos!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.