"Os mais excitantes contos eróticos"


Transei com o novo funcionário.


autor: lulu_zinha
publicado em: 19/06/17
categoria: traição
leituras: 6771
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá queridos leitores (as), o conto de hoje é verídico e aconteceu sexta-feira passada. Espero que gostem.
Bom, desde que criei minha conta no clímax, conheci um homem de SP, ele é o do conto “Gozei gostoso na vídeo chamada do Whatz “ vale a pena a leitura. Semana passada tivemos uma discussão por ele ter comido a prima dele, confesso que quando li o conto me deu muito tesão mas também muito ciúme e vontade de ter sido ela naquele momento. Discutimos feio e estava com muita raiva dele.
Na sexta-feira quando fui ao trabalho, soube que era o último dia que o novo vendedor iria ficar em treinamento na empresa e voltaria para a sua cidade onde iria trabalhar. Durante a semana trocamos vários olhares e conversamos um pouco. Alex era moreno claro, aproximadamente 1,80, forte e super estiloso. É casado, tem dois filhos e tem aproximadamente 30 anos. Era do tipo de homem que você olha e tenta imaginar como ele era na cama além de ter uma ótima lábia.
Naquela sexta-feira fui para o café e ele foi no mesmo horário. Estava nós dois sozinho conversando e ele perguntou se podia mandar uma solicitação de amizade no facebook, lógico que aceitei e retornei ao meu trabalho. Depois de 10 minutos e recebi a seguinte mensagem dele pelo face:
- Lulu, desculpa a indelicadeza, mas desde o primeiro dia que vim aqui não consigo tirar o olho de você. Poderíamos conversar sozinhos depois que você sair do trabalho?
Pensei de aquilo era verdade ou era uma zoação comigo, pensei comigo: é hora de me vingar do que aconteceu essa semana e descontar toda a minha raiva na melhor maneira possível, no sexo. Respondi que iria esperar ele na outra rua.
Logo após a resposta ele passou na frente da minha sala e deu um sorriso safado e uma piscadinha. Confesso que na hora senti minha buceta se encharcar de tanto tesão.
Deu o horário e fui para a rua combinada esperar ele, não deu 3 minutos e ele chegou. Entrei dentro do carro e ele me agarrou e me deu um beijo, quente, forte, com pegada e muito tesão envolvido. Logo senti a mão dele indo em direção aos meus seios e senti aquela mão forte apertando meus seios e a boca dele indo em direção ao meu pescoço e me deu uma mordida. Não aguentei e dei um gemidinho no ouvido dele e ele olhou para mim e disse:
- Tais com tesão é safada? Sabia que estou a semana toda sem sexo e bati várias pensando em ti? Deixa eu te comer deixa.
Não pensei duas vezes olhei para ele e disse:
- Me leva para motel. Tens 1 hora.
Voamos para o motel e pelo caminho abri o zíper da sua calça e libertei aquele pau de 19 cm e muito grosso e coloquei ele na minha boca. Chupei ele como se nunca tivesse chupado um pau. Deixei aquele pau todo babado até que ele disse que não ia aguentar e ia gozar. Comecei a chupar ainda mais rápido e mais forte e não demorou muito e ele gozou gostoso na minha boca, engoli cada gota de porra que ele jorrou na minha boca.
Chegamos no motel e ele já me jogou na cama e tirou toda minha roupa e caiu de boca na minha buceta me chupando loucamente. Deu pra perceber que estava com sede de sexo e me fez gozar em poucos minutos pois ele me chupava como se quisesse me fuder só com aquela língua gostosa dele.
Como não tínhamos todo tempo do mundo, ele foi me virando de 4 e começou a pincelar aquele cacete na entradinha da minha buceta. Eu estava pingando de tanto tesão e com vontade de ser fudida por aquele homem. Mas, não tirava o Preto da minha cabeça. Sem avisar ele enfiou aquele pau com tudo na minha buceta e começou a socar loucamente. Eu gritava de tesão e em poucos minutos gozei gostoso de novo naquele pau, afinal, de quatro é a minha posição favorita. Enquanto ele socava lá no fundo ele deixava a marca das suas mãos na minha bunda do jeitinho que eu gosto, me lembrei ainda que depois da faculdade iria para a casa do meu namorado e isso me deu mais tesão ainda. Alex se deitou e eu fui por cima dele e sentei naquele caralho que estava quase explodindo de tanto tesão e comecei a cavalgar gostoso. Alex estava subindo as paredes e começou a me chingar de vagabunda, que sabia que estava com desejo dele a semana toda. Que ele não aguentava mais olhar para a minha cara de vagabunda querendo dar no serviço. A cada safadeza que ele falava eu rebolava mais naquele cacete. Logo em seguida Alex anunciou seu gozo e eu como uma boa putinha mandei ele gozar no fundo da minha buceta, o que ele me obedeceu perfeitamente e me inundou com seu leitinho gostoso.
Fui logo para o banho pois estava atrasada e eu e Alex fizemos uma rapidinha debaixo do chuveiro. Ele pediu para que sempre que viesse para Floripa se pudesse me fuder. É claro que aceitei, pois, aquele homem sabe fuder como poucos. Só pedi para a próxima ser com mais tempo para nós dois aproveitar mais a nossa foda.
Espero que tenham gostado do conto. Comentem e digam o que acharam.
Ah, e depois? Transei gostoso com meu corninho. Hahahahah
Beijos da Lulu.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.