"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Viadinhos delícia (Trio)


autor: katyferreira
publicado em: 24/06/17
categoria: gays
leituras: 1589
ver notas
Fonte: maior > menor


Antônio é um amigo de longa data e já nos aventuramos por esse mundo do sexo algumas vezes rs

Inclusive eu o incentivei a começar a se relacionar com rapazes e de uns tempos pra cá ele tem se saído muito bem. O perfil de Antônio é de um homem mais velho, gentil porém aparenta ser rude, barba não muito grande, quase sempre de roupa social e nunca se preocupando em combinar o que veste, eu diria que tem seus 40 e poucos anos.

A conversa do dia era sobre engolir ou não o esperma, ele dizia que não curtia muito, já eu disse que adorava ver a cara que os homens fazem quando me delicio com uma bela porra jorrada na minha boca. Entre um papo e outro Antônio disse que poderíamos fazer a prova e fiquei curiosa como.

Ele havia conhecido um outro homem em um site de relacionamento e estava quase marcando uma transa e perguntou se eu toparia observar, assim como já fiz outras vezes. Claro, adoro ver meu macho se deliciando com um maravilhoso cacete.

Plano colocado em prática e parti pra casa do meu amigo, toda eufórica e feliz. Ele já havia preparado tudo, cama, música, algo pra beber…

Chegando lá me deparo com Antônio perfumado e todo empolgado com nossa nova aventura, o rapaz chegou pouco depois e sinceramente, arrependi por não ser eu no lugar dele. Um moreno bonito, baiano, com um jeito bem másculo e bruto, aiii como eu queriiaa!

Bebida e conversa prevaleceram por algum tempo até que não me aguentei e pedi que se beijassem, os dois super travados, talvez por não se conhecerem pessoalmente começaram meio tímidos e eu fui logo me intrometendo, aproximei mais os dois, segurei a cabeça de Antônio como quem estivesse ensinando a beijar.

O clima foi esquentando e logo eles já deixavam evidente os volumes em suas calças, e eu olhava atenta a cada detalhe. Os dois ali sentados, um do lado do outro, em uma mesa de jantar e se beijando, iniciando carícias mais ‘calientes’.

Um minuto de desatenção minha e Antônio começou a tocar o pau do amigo (que esqueci de dizer, chama Mauricio), eu fiquei brava de brincadeirinha, lógico, e disse que ele nem esperou chegar no quarto. Ali mesmo o clima começou a subir, assim como o pau daqueles machos se pegando.

Mauricio abriu um pouco a calça, provavelmente estava apertada e deixou mais evidente o volume de seu “amiguinho”. Gentee, fiquei abismada, eu queria pra mim rs

Com os ânimos um pouco mais baixo nos dirigimos pro quarto, Antônio se sentou na cama, eu parei próxima da porta e Mauricio ficou em pé em frente do meu amigo que estava prestes a enrabar o maior pau que ele já viu. Fiquei vidrada na cena;
O ziper da calça de Mauricio foi se abrindo, ele abaixando a calça, ficando com a cueca e aquele volume à mostra e pouco depois tirando aquele pauzão moreno pra fora.

No mesmo momento suspirei e me aproximei inconscientemente, era lindo e parecia suculento, não sei explicar, eu só queria aquele pau rsrs

Antônio fez o que eu gostaria de fazer, começou a beijar, lamber e chupar aquele monumento dos Deuses. Mauricio foi aos poucos se despindo e eu reparando cada detalhe daquele homem maduro e que me atraiu de uma forma inexplicável.

Naquele momento os dois já estavam se despindo, camisa, calça, cueca, sapatos… tudo jogado pelo quarto e eu lá, parada, abismada com a maravilha da cena. Antônio ainda sentado na beira da cama se assustou um pouco quando Mauricio se sentou no seu colo e feito uma dançarina de funk começou a rebolar, ainda sem penetração eles ficaram se curtindo.

Abri um sorriso quando percebi que o homem que eu acabava de desejar era o passivo da relação, quem sabe não sobraria um pau pra eu chupar.

Antônio puxou a camisinha sei lá de onde e abriu, Mauricio disse que antes que queria chupar, ainda me lembro que ele usou a palavra “mamar”. E ele então foi mamar o macho.

Um homem maduro, másculo sentado na beira da cama e outro moreno, lindo e chupador de paus rs

Assisti sem nem piscar a tudo aquilo, Mauricio engolia todo o pau de Antônio e aos pouquinhos ia tirando da boca e assim foi até o pau do meu macho ficar duro feito pedra e ele praticamente implorar pra poder fuder.

Quando Antônio colocou a camisinha e penetrou seu parceiro eu não resisti, me aproximei e comecei a acariciar Mauricio, primeiro o rosto, depois o peitoral e por fim o magnífico caralhoso delicioso.

Toquei, apertei e quando senti que ele deu liberdade comecei a chupar.
Meu Deusss como era bom!

Bem do jeitinho que imaginei, preenchia minha boca e chegava bem na garganta me fazendo engasgar e babar nele todinho. Mauricio curtiu as duas ações, minhas chupadas e a penetração do macho.

Não poderia ficar melhor.
Aliás, poderia sim…

Antônio estava enlouquecendo sua putinha metendo forte no cuzinho e Mauricio bem excitado começou a me despir, adoreiii
Me aconcheguei com os dois ali na cama e entrei pra brincadeira de vez, já sem a parte de cima Mauricio começou a chupar meus seios e que chupada!!!

Ele se mostrou um verdadeiro Bi, levando pica por trás e me chupando feito um verdadeiro macho, mordia o bico dos meus peitos, esfregava no rosto, SENSACIONAL!

Quando Antônio sentiu que ia gozar se ajeitou e tirou a camisinha, Mauricio não curtiu muito que meu macho gozasse no rostinho dele então eu fui fazer meu papel de putinha.

Antônio gozou um rio de porra, muito leitinho pra putinha da Katy, melei meu rosto, lambuzei e engoli tudo que pude, os dois me observavam tarados de desejo, eu então me levantei e falei ao meu amigo;
Viu como vcs ficam bobos quando alguém engoli todo leitinho?!

Antônio;
Verdade, vou provar mais vezes rsrs

Me levantei e esperei meu macho se recompor pra voltar às brincadeiras, Mauricio me olhava com um rostinho de quem queria me fuder, pelo menos era o que eu imaginava rs

Me insinuei pra ele, me toquei um pouco na sua frente e logo ele estava entre minhas pernas me chupando, Antônio não se aguentou e começou a “reanimar” seu pau, tocando e nos olhando. Eu na verdade queria muito maiss…

Quando os dois estavam com os cacetes duros feito pedra eu pedi uma camisinha e coloquei no meu mais novo amante e fui sentar.

Ele estava deitado, de frente na cama, com o pau em pé me esperando, eu empinei meu bumbum gordinho e fui.

Abri minha bucetinha e encaixei o pau de Mauricio nela, desci lentamente pra sentir aquele fenômeno de pau em mim, eu estava preenchida como imaginei. O sobe e desce que eu fazia movimentava minha buceta de uma forma diferente o que me deu um prazer até então desconhecido, parece que ele conseguia estimulher meu grelinho sem tocar, incrível.

Me entreguei completamente, fechei os olhos e só senti a penetração, como eu controlava acabei exagerando nos movimentos e gozei.

UAUUUU!
que gozo foda, que transa maravilhosa.

Quando caí na realidade Antônio estava em pé na cama com o pau bem próximo do meu rosto e eu rapidamente engoli rsrs

Cavalguei mais um pouco no meu Deus grego e deixei Antônio aproveitar o que era dele, quando ele sentou naquele pau eu achei que iria rasgar, o cuzinho dele ficou todo abertinho e o bumbum separado por aquele pauzão no meio e eu observando a tudo de camarote.

Como eu já havia feito todo um preparo, Mauricio não demorou muito a gozar, ele então se lembrou da cena que tomei todo leitinho do meu outro amante e me puxou pra perto, tirou a camisinha e também jorrou na minha boca todo aquele leite quente de macho. O gosto não é nada agradável, mas nada que eu não tenha me acostumado e até sinto falta as vezes hihi

Antônio ainda estava duro feito rocha e eu então fui aliviar meu amigo, me ajoelhei na cama e comecei a fazer um boquete de vadia, aqueles que vc engole todo o pau e tira passando a língua por ele todo e depois passa os dentes na cabecinha e então tive minha recompensa, mais leitinho pra bezerrinha da Katy kkk

Fiquei satisfeita, meus machos pelo visto também!
E assim voltei a me reencontrar com Antônio em nossa saga sexual rs
Espero que tenham gostado do meu rolo gay

Me escrevam
katyf083@gmail.com

bjosss




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.