"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Professor Particular Parte III


autor: mariana1992
publicado em: 25/06/17
categoria: hetero
leituras: 1653
ver notas
Fonte: maior > menor


Professor Particular Parte III

Olá! Meu nome é Mariana (clique no meu nick), aqui vou publicar minhas aventuras secretas e meus pensamentos. Acredito que o sexo é uma arte, deve ser compartilhado, valorizado e apreciado! Por favor comentem, mandem mensagem, e-mail, estou ansiosa para saber se vocês gostaram. Boa diversão 😉!

Para maior prazer leia primeiro A Sobrinha e o Tio Partes I, II, III, IV, V e VI.


-Aula passada foi muito bom Mari.
-Sim, eu amei professor!
-Mas senti falta de algo...
-O que?
-Sua bucetinha apertadinha!!! Hoje eu quero ela!
-Eu quero seu pau dentro dela!

Ele me deitou na mesa e me lambeu daquele jeito que só ele sabia fazer, parecia que conhecia meu grelinho, sabia o que eu pensava e queria e cada canto da minha bucetinha (e cuzinho também). Para lamber meu cuzinho, eu de costas na mesa e ele segurando minhas pernas para cima apoiada em seu ombro e dançava com sua língua.

No tapeta da sala ele ficou sentado e eu deitada, ele empurrou devagar minhas pernas em direção a minha cabeça, fiquei segurando minhas pernas, olhando para o teto, exposta para ele enquanto deliciava com minha bucetinha e cuzinho.

Eu estava ensopada de suor, transbordando de tesão, então ajoelhei, ele em pé, segurei seu pau e chupei enquanto ele segurava meu cabelo e empurrava minha cabeça.

-Isso mesmo safadinha...
-Gostando né professor.
-Sim, muito!
-Eu sei o que você quer... não sei se consigo...
-Tenta vai, você está linda de joelhos assim com meu pau na sua boca;
O que ele queria era que eu engolisse seu pau, algo difícil de fazer já que era grosso e comprido. Então coloquei a língua para fora, para ter mais espaço na minha boca, enquanto seu pau entrava na minha boca sentia ele na minha garganta, então coloquei a cabeça para a frente para esticar meu pescoço. Meus olhos lacrimejaram, fiquei sem ar...

-Cof, cof... chega, não dá para engolir ele.
-Tá bom, não tem problema, foi bom mesmo assim. Senta no meu colo agora.

Ele sentou no sofá, subi em seu colo e apontei seu pau duro para minha bucetinha, senti ele deslizando, a cabeça passou, quando chegou na metade já estava pulando gostoso nele. Quando eu subia ele abria meu bumbum, quando descia ele apertava, chupava meus seios tão gostoso, sua língua era gostosa demais.

Comecei a aumentar o ritmo, estava gostoso, não queria parar, queria dar para ele até não aguentar mais.

-Fica de quatro para mim...
-Fico...Vai me pega!
-Que gostosa que você é! Linda, gostosa, safadinha!
-Hummm! Que delícia!
-Me fala se gosta disso Mari...

Ele colocou o dedo no meu cuzinho e eu gemi.

-Uiii! Safado! Gosto!

Ele metia seu pau na minha bucetinha e pressionava seu dedão no meu cuzinho, queria minha bucetinha e cuzinho preenchidos por aquele pau gostoso dele.

-Seu cuzinho é gostoso! Meu pau fica grande perto dele.
-Seu pau é grande! Hummmm.
-Então parece maior ainda...
-Põe seu dedo, pode por que eu gosto.
-Que tesão de cuzinho! Está apertando meu dedo esse seu anelzinho apertado.

Era uma delícia a dorzinhacócega que dava quando seu pau entrava fundo na minha bucetinha. Me deixava louca, ser preenchida assim! Ele me comeu de quatro gostoso, segurando minha cintura com uma mão e colocando seu dedo no meu cuzinho com a outra mão.

Decidi que se ele pedisse eu daria meu cuzinho para ele, o que é claro ele não perdeu a chance de pedir. Tirou seu pau da minha bucetinha e começou a esfregar no meu cuzinho, sentia seu pau quente, mais quente que meu cuzinho.

-Quer assim Mari?
-Aham...
-Pede vai, fala que quer dar seu anelzinho.
-Quero dar meu anelzinho.
-Vou comer gostoso, o gosto eu sei que é bom, está na minha língua ainda!
-Vai devagar tá, por favor.
-Sim, não vou machucar você, eu sei fazer isso.

Considerando o jeito que ele chupou minha bucetinha e me fez gozar, fiquei tranquila, com certeza ele era bom no sexo anal. Senti ele forçando a cabeça na entrada, me preparei para a dor, e doeu, mas de uma forma diferente, ele soube por gostoso, senti a pressão quando a cabeça entrou, meu cuzinho alargou, gemi.

-Uiiiiiiiii.
-Isso que delícia, rebola devagar assim.

Ele foi metendo, meu tesão aumentando eu já estava com os braços sem forca de tesão, ficar de quatro cansa depois de um tempo, encostei meus peitos para ficar apoiada neles com meu bumbum bem para cima, o que ele adorou claro.

-Isso, assim mesmo, bem empinada.
-Huhuhu, hummmmmm.

Ele metia gostoso, tirava e colocava de novo e eu me concentrando para manter meu cuzinho relaxado. Ele passava a mão nas minhas costas, falava que estava adorando meu anelzinho e que eu era muito safadinha.

Meu coração disparado, ele tirou devagar senti cada centímetro saindo do meu cuzinho, então ele comeu minha bucetinha, enfiou seu pau inteiro e eu gemendo baixinho com muito tesão!

Então ele disse:

-Vou gozar...
-Pode gozar.
-Na sua boca, vou gozar na sua boquinha.

Ele me deu para chupar, mamei bem a cabeça massageando seu saco, já preparada para seu gozo. Quando vieram os jatos eu já engoli e não deixei vazar, se eu deixei ele com tanto tesão assim então o gozo era meu, por isso tomei tudo!

No dia seguinte fiquei com o cuzinho ardido demais e a bucetinha também, ainda bem que naquele fim de semana não iria a casa da minha madrinha porque precisava me recuperar.

(Continua)

Espero que tenham gostado! Comentem, adoro ler os comentários, compartilhar experiências, não esqueçam de clicar no meu nick!
Um beijo em especial a todos que acompanharam a sequência A Sobrinha e o Tio e sempre me mandam mensagens, são minha inspiração. Fico feliz por gostarem dos meus contos, melhor ainda é compartilhar com vocês!

Beijos!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.