"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu irmão me fodeu gostoso pt2


autor: 21valzinha
publicado em: 08/07/17
categoria: incesto
leituras: 5399
ver notas
Fonte: maior > menor


Me assustei e puxei minha blusa pra baixo rapidamente e logo meu irmão se aproximou alisando meu cabelo e segurando meu rosto.
- Olha so, calma. - ele beijou minha testa- não é errado sentir prazer. Nem seria se eu te ajudasse. - ele beijou meu pescoço e eu fechei os olhos, jogando a cabeça pra trás, quase me entregando. - acha que não vi quando ficou me espiando no banheiro com a porta aberta?! - ele deslizou a mão pelo meu cabelo e entrelaçou os dedos na minha nuca - eu fiz de propósito. Queria que sentisse o mesmo que senti ao te ver quase nua.
Nesse momento soltei a mão que prendia minha blusa e agarrei sua cintura e notei que ele estava nu. Sorri um pouco tímida. Dentro de mim, o tesão e o medo brigavam entre si, e o tesão ganhava. Lucas se escorregou entre minhas pernas e me beijou de língua. Sua boca numa perfeita sincronia com a minha me mostrava o que era um beijo de verdade. Parecia que nossas bocas se conhecia a seculos e sabiam exatamente o que fazer. Sua língua deslizava sobre a minha e enquanto sua mão percorria meu corpo levantando a única peça que eu vestia. Ele tirou minha blusa com minha ajuda e sua boca imediatamente desceu para meus seios que estavam com os bicos duros a essa altura do campeonato. Meus olhos se fecharam e gemi quando sua língua circulava meu mamilo e minha mão deslizou pela lateral do seu corpo até tocar seu cabelo e entrelaçar meus dedos para assim poder puxar mais sua cabeça para mim. Ele sorriu com malícia vendo que eu já estava entregue e voltou a mamar nos meus peitos. Minha mão livre eu desci ate seu pau e caralho, que pau! Vendo já era uma maravilha, tocando era mais que isso. Sua boca deslizou pela minha barriga arrancando-me arrepios e suspiros. Ele beijava e mordiscava levemente, eu gemendo baixo e puxando sua cabeça mais. Ele continuo descendo e antes de cair de boca na minha boceta que estava molhada pra caralho, ele a abriu um pouco, aproximou os lábios d assoprou. PUTAQUEPARIU. Que delicia. Minha mão que estava em sua cabeça instintivamente a puxou trazendo pra mim e ele logo ja começou a chupar. A sua língua explorando cada centímetro da minha buceta aberta pelos seus dedos. Quando ele endureceu a língua e começou a circular meu clitóris com ela, foi quando perdi todo pudor e gemi alto implorando por aquele macho que estava ali.
- aaaaah porra... chupa... vai... delicia maninho... chupa toda bucetinha da irmã, vai.. isso caralho...
Vendo o quão alucinada eu estava ele deslizou para dentro de mim um dedo e imediatamente começou a estocar de forma rápida e ritmada. Sua boca ainda me chupando o que deixava tudo mais gostoso. Não demorou para que eu puxasse com mais força a sua cabeça, e meu quadril começasse a rebolar na sua boca. Vendo isso ele penetrou mais um dedo e sussurrou:
- isso gostosa. Rebola gostoso pro seu irmão, vai.. isso delicia.
Seus dedos passaram a me estocar com mais rapidez e sua língua se tornou mais faminta. Meu quadril também incontrolável se movimentava mais e mais rápido. Não demorou para que eu fechasse as pernas quando senti o que estava por vir, e prendi sua cabeça para impossibilita-lo de sair de dentro de mim, e gozei. Gozei gemendo seu nome, deixando ele tomar tudo de mim que saia, e ele tomava.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.