"Os mais excitantes contos eróticos"


Transando com minha professora-Part 1


autor: lucas11
publicado em: 21/07/17
categoria: traição
leituras: 2549
ver notas
Fonte: maior > menor


Eu sou solteiro, tenho 23 anos e faço faculdade, possuo um corpo escultural, sem academia, apenas devido à minha pura genética. Na minha turma conheci uma professora que se chamava Fabiana que tinha 30 anos, era loira, olhos verdes, com peitos médios bem grandinhos e uma bunda muito gostosa, mas infelizmente casada.

Um certo dia tive que entregar um trabalho e devido à correria acabei não conseguindo fazer a tempo. Logo inventei várias desculpas para a Fabi, e ela com sua grande gentileza me disse que eu poderia entregar para ela no dia seguinte, mas como ela não daria aula na faculdade eu deveria entregar na sua casa. Eu concordei com os termos, e já no outro dia com o trabalho concluído peguei meu carro e fui em sua casa, tive um problema com o endereço, mas conseguir encontrar sua casa.

Ao estacionar meu carro, entrei na portaria do seu prédio e pedi para o porteiro interfonar-lá, ela atendeu e falou para que mandasse eu subir, pois ela não poderia descer de seu apartamento já que estaria cheio de coisas do seu trabalho para fazer.

Ao saber que ela morava no 28 andar, me assustei, e ao entrar no elavador, fiquei a imaginar durante todo o percurso como seria sua casa, e o quanto estava com vergonha de entrar em sua casa com seu marido lá dentro.

Logo, ao chegar no seu andar, fui direto em seu apartamento. Quando toquei a campanhia, lá estava ela com uma roupa de dormir, mas bem comportada, ela pediu para que eu entrasse, pois ela estava sozinha, assim fiz o que ela me pediu, e ao ver aquela casa com uma loira daquela ao lado de vista maravilhosa para a cidade, me imaginei fazendo várias cenas pornograficas naquela varanda, se eu não tinha fetiche, tinha criado um naquele exato momento. Mas pelo fato dela ser casada e bem quietinha, fingi que nada aconteceu e a acompanhei até o seu escritório.

Ao entrar no escritório me desculpei pelo encomodo e fui entregando meu trabalho, ela disse que não tinha encomodo desde que eu a ajudasse com algumas coisas, já que ela estava cheia de coisas pra fazer. Eu concordei e fui ajudá-la. Depois de algum tempo conclui o que ela me pediu, e a partir daí surgiu várias conversas, algumas um pouco íntimas, como o fato dela está um pouco solitária, já que a rotina do seu casamento fez perder toda a espectativa que tinha criado de seu marido antes de se de casar, houve alguns desabafos, eu sempre a aconselhando e imaginando o que aquele cara estava perdendo. No fim ela disse que faria algo pra gente comer, eu como sei cozinhar muito bem, brinquei com ela a respeito e entramos em uma clima de alegria.

Na cozinha ela quis fazer macarronada, como eu faço muito gostoso, sugeri minha ajuda, ela aceitou. Durante o preparo ela disse que ia no escritório para checar algumas coisas. Ao ficar sozinho aqueles pensamentos pornograficos veio à tona, meu pau endureceu como uma rocha, não me segurei e apertei a cabeça do meu pau, que naquele momento já estava latejando de tesão e eu já estava com um enorme calor. Fabi voltou mais rápido do que eu esperava, e de repente se deparou com aquela cena, ela ficou parada observando por alguns instantes, até que eu percebi sua presença e fingi que não a vi, tentando evitar um clima tenso. Ao se aproximar de mim, percebi que ela estava nervosa, já que o volume na minha calda estava explícito. Naquele momento mil coisas se passaram pela minha mente, uma sensação de tensão e ao mesmo tempo de vergonha, já que Fabi me pegou naquela situação anterior. Ela ao perceber que eu também estava nervoso, olhou para meu pau, tocou em meu ombro e com a voz trêmula disse:

-... (continua no próximo conto)



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.