"Os mais excitantes contos eróticos"


Aqueles olhos azuis penetrantes...


autor: GatinhaDaVez
publicado em: 26/07/17
categoria: hetero
leituras: 581
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá gente, aqui é a GatinhadaVez e crio contos eróticos. Alguns com histórias verídicas mas com nomes trocados (Óbvio!) Não deixem de comentar se gostaram ou se querem continuação hein! Espero que curtem a história, boa leitura ;)

Em mais um dia rotineiro de trabalho, lá estava eu no caixa do Café onde trabalhava pra pagar minha faculdade, minha colega de trabalho que atendia os clientes no balcão falou pra mim que precisava ir ao banheiro, estava muito apertada e se eu podia cobri-la nesse tempo. Falei que sim, claro, e nesse pequeno período de tempo veio um cara bem arrumado de terno e grava pedir um café matinal, sentou-se enfrente ao balcão e pediu:
- Uma porção de pão de queijo e um cappuccino, for favor - Ele nem havia reparado em mim, estava mexendo no celular.
- Prefere açúcar ou adoçante? - Foi então que ele olhou nos meus olhos e senti seu azul penetrante invadir meus castanhos, consegui me excitar apenas com aquele olhar.
- Açúcar - disse sem parar de me olhar, senti minha calcinha ficando úmida.
- Pode deixa que continuo daqui - disse minha colega que tinha acabado de volta do banheiro me olhando com aquela cara de "nem pense em se envolver com um cliente" quebrando todo o clima, claro que notei o que ela quis dizer, podemos ser mandada embora caso um tipo de coisas dessas acontece no expediente. Então em silêncio, voltei para meu posto.
Mesmo eu no caixa parecia que nossos olhos não desgrudava mais, tentava disfarçar mas quanto mais evitava-o mais ele me encarava como se soubesse exatamente o que eu queria. Ele veio em minha direção pagar o café dele me fixando cada vez mais o olhar, foi então que eu pensei "Queria a rola dele penetrando em mim como seu olhar penetrou no meu".
- Deu 7,90 senhor...
- Me chame de Diogo. Qual seu nome? - com certeza minhas bochechas coraram.
- Suzana..
- Você é muito linda, já pensou em trabalhar com algo melhor que esse café onde está?
- Só faço o que é preciso pra pagar a faculdade, Diogo.
- Quero lhe oferecer algo melhor, ligue nesse número - me ofereceu seu cartão - estarei esperando - agradeci e ele se virou pra ir embora.
Achei tudo muito sugestivo, mas como estava de saco cheio da minha gerente, pensei "deixa eu ver no que vai dar", no dia seguinte mesmo já liguei e uma moça atendeu, marquei horário e falou pra que eu não me atrasasse.
Cheguei com a antecedência de 15 minutos, falei com a moça da recepção e ela me pediu para aguardar. Estava com os cabelos soltos e vestimenta básica com calça jeans, sapatilha, camisa branca com um blazer preto, não sabia como deveria ir então fui com um visual básico. A moça da recepção me levou até uma porta.
- É só entrar que ele está te aguardando - sorri agradecendo e ela saiu, bati na porta e ouvi passos até Diogo abrir e nossos olhos se cruzar novamente e minha calcinha umedecer novamente.
- Fico feliz que você pensou na proposta e resolveu vir - nos cumprimentamos.
- Não é todo dia que aparece uma proposta de emprego na sua frente - sorri. Ele me convidou pra entrar e ficamos em pé de frente a mesa dele, me analisava.
- Está muito bonita - não consegui dizer nada, apenas sorri. Ele foi chegando perto e me beijou me encostando na sua mesa de uma forma bem confortável e roçando sua rola já dura em mim na direção de minha vagina, fiquei surpresa! mas logo não consegui resistir a seus lábios tão convidativos, tirou meu blazer e foi desabotoando minha camisa, com ela aberta me sentou em sua mesa e abriu meu sutiã que coincidentemente o fecho era na frente mesmo. Ele beijava meu pescoço descendo até meus seios e lambia-os com delicadeza e vontade, suas mãos foram descendo até a minha calça, abrindo os botões. Ele me puxou pra ficar em pé novamente, estava toda em êxtase, me virou de costas pra ele colocando-me de bruços sobre sua mesa me fazendo ficar toda empinada e abaixando minhas calças em um só movimento.
- Que delicia - disse ele, passando a mão na minha buceta como um leve carinho e sem pensar duas vezes me chupou, me fazendo esquecer onde estava e gemia com vontade, que boca! Não demorei muito a gozar. Então, ele começou a tirar seu pau pra fora e a introduzi-lo em mim, onde a primeira estocada fez os dois gemer de prazer, logo então ele não parou, fazia tão gostoso e intenso, com uma das mão me puxando pra ele e a outra me segurando na nuca, sentia ele se saborear em mim e isso me exitava cada vez mais, não demorei muito pra gozar novamente. Estava esperando ele socar em mim a partir do momento que seus olhos fixaram-se no meu na cafeteria. Ele ainda não tinha gozado, mas faltava pouco, foi quando ele me fez ficar ajoelhada pra ele e falou com aquela cara toda cheia de tesão pra mim "mama" sem quase ele terminar de falar já estava de boca na rola dele e que rola deliciosa! Cada gemida dele me fazia chupa-lo com mais com vontade até ele gozar na minha boca, lambi ele sem deixar uma gota pra fora, ficamos ali parados por um momento até ele se ajeitar, ajudou a me reerguer e a me recompor também, sentei na cadeira q tinha perto da mesa dele e ele sentou em sua cadeira.
- Me dê seu currículo - fiquei surpresa, tirei o currículo da bolsa e dei na sua mão - o cargo já é seu.
- Mas nem conversamos, você ainda nem analisou o currículo e nem sei o que vou realmente fazer...
- Amanhã saberá, resolva o que precisa resolver na cafeteria hoje mesmo e volte amanhã no mesmo horário - disse ele sério olhando para meu currículo - pode ir.
Não conseguia dizer nada com toda aquela situação, peguei minha bolsa e sai. Conseguir um emprego por transar com o chefe na entrevista será que era uma coisa normal pra ele isso? Enfim, era tudo muito estranho! Confesso que fiquei com muitas duvidas na cabeça mas uma coisa era certeza, a transa foi maravilhosa!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.