"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Siririca no ônibus debaixo da saia


autor: Historiador
publicado em: 27/07/17
categoria: aventura
leituras: 5754
ver notas
Fonte: maior > menor


Esse conto vai ser rápido e bem escrito porque a memória tá fresquinha na cabeça: aconteceu agora pouco na volta à casa.
Sou Juan, 23, e to tentando namorar Lívia, 28, uma gata que conheço no meu curso de graduação.
Estamos curtindo as férias e hoje saímos pra muitos cantos, shopping pra pegar um cinema, teatro, e etc., sendo que todos os trajetos fizemos de busão mesmo. Humildade sempre minha e da gata.

Mas indo ao que interessa, 17h perguntei à Lívia se ela queria dormir comigo e ela topou. Nunca tínhamos ido à cama até aquele momento, e voltamos no último bus bem nervosos pra ser sincero. Lívia tava tão gostosa e cheirosa... é extremamente magra, do cabelo curtinho preto e de maquiagem forte, perfume e cheiro da pele gostosos... me despertavam tesão.

Subimos num bus de uma rota que diferente das outras de Fortaleza-CE não é lotada e estávamos à caminho quando a luz do busão fechou. O cochicho começou forte dentro do coletivo. Engraçado que Lívia na mesma hora se virou a mim e me deu um gostoso beijo, havendo obviamente correspondência. Adorei sentir aquela boquinha fina e pequena. "Será que ela mama?".

A luz não voltou, desceram algumas pessoas e ficamos levemente isolados do restante. Estávamos praticamente sob visão unicamente da cobradora, então me deixei levar: a mão que estava em sua coxa deixei subir e percebi que pelo beijo ela ficou nervosa. Provavelmente não tava esperando por aquilo e nem sabia o que eu iria fazer de fato. Eu amo SAIA, logo meu dedo mindinho chegou na sua calcinha e senti a carnuda da magrinha.

A safada tá me vendo escrevendo isso e tá rindo muito aqui, que delícia de xoxota. Bom, encostei e subi mais ainda. Ela se declinou um pouco na cadeira e deixou eu ficar a vontade. Que delícia! Seus macios lábios queriam morder a carícia dos meus dedos que a pressionava por cima da calcinha. O tecido da calcinha era fino, então ambos sentíamos bastante! Minha rôla tava já super dura na calça, ela notou e mordeu os lábios pra mim... horas depois ela tomou na buceta.

Quando senti meus dedos ficarem úmidos eu pressionei seu clitóris e comecei a mexer em movimentos circulares... rapidamente ela estava babadinha pra mim. Eram movimentos muito discretos, mas ao olhar pra cobradora e ao vê-la cochilando na cadeira, me mexi com um pouco mais de segurança. Até belisquei devagar o grelinho duro da Lívia. Como eu queria estar olhando ela excitada e molhando pra mim!

Afastei sua calcinha e vi a hora dela soltar um grito dentro do busão. Kkkkk seria bem mais vergonha que o "gemidão do whatsapp", imaginem aí. Eu passei a mão nele e chupei minha mão pra sentir o gostinho. Que prequito delicioso do caralho. Minha mão voltou babada pra sua buceta e mexi sem hesitação no grelo e ainda forcei 3 dedos na entrada da vagina de Lívia. Acho que aí meu cacete pingou. Tava muito louco por ela.

Mexi. Mexi. Mexi. Mexi... e sem pena vi ela se definhar na minha mão e meus dedos... senti que ela ia gozar e PUTAQUEPARIUALUZACENDEU... foi um susto enorme, mas não parei e Lívia gozou baixinho e de cabeça baixa na cadeira. Ela me deu gozo nas mãos. Tava quente. Queria tomar, mas não ia dar. Peguei minha pequena toalha e nos enxuguei e limpamos a cadeira gozada.

Ela me olhava com cara de cachorra, e quando chegamos perto daqui de casa dei sinal e descemos. Corremos na rua praticamente pra chegarmos logo e saciar toda essa nossa vontade. Com a casa vazia entramos e já levei ela pro quarto. QUE BOCA, LÍVIA! Ela baixou minha calça e já foi chupando meu pau. Ela disse que adorava meu gostinho e que eu tava meladinho já, pra ela... eu mexia na boca dela. Cabeceava seu céu da boca, sua garganta. Comecei a judiar bastante dela! Queria ver ela chupar profissionalmente, sem engasgar, sem morder, então socava forte...

A gostosa levantou e me chamou pra fuder ela, mas essa história não vou contar não porque tamos tão excitados contando que deu vontade e to indo lá fuder. Beijos da Lívia e meus!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.