"Os mais excitantes contos eróticos"

 

98- Iniciada no mundo zoo


autor: Bernardo
publicado em: 16/08/17
categoria: hetero
leituras: 2423
ver notas
Fonte: maior > menor


Emily tem dezesseis anos e desde criança criava um cachorro pastor alemão que ganhou no seu décimo aniversário. Ele era o seu xodó e ela nunca pensou que algum dia fosse ser comida por ele, pois é, isso mesmo, comida pelo cachorro.


Tudo começou quando ela estava terminando seu banho e escutou o telefone tocar insistentemente. Ela desligou o chuveiro, se embrulhou em uma toalha e correu até o quarto para atendê-lo. Era uma amiga da escola e ela não quis dizer que estava ocupada, então continuou falando com ela ao telefone e se sentou na beirada da minha cama e tirou a toalha para enxugar os cabelos, nisso seu cachorro entrou no quarto a olhou e se deitou no tapete aos seus pés. Ela percebeu que enquanto falava, ele estava inquieto, mas não deu muita atenção e continuou conversando com a amiga.


Papo vai, papo vem, Emily se deitou de costas completamente nua, e com as pernas abertas e relaxada, quando de repente sentiu seu cachorro cheirar suas coxas e rapidamente começou a cheirar também sua bucetinha e mais que depressa começou a lambe-la com sua língua quente e áspera, ela fez um grande esforço para não soltar um gemido e já nem sabia mais o que a amiga falava ao telefone, mas ela continuou falando e falando e Emily foi se contorcendo de tanto tesão pois o “nego”, seu cão, lambia cada vez mais.


Foi então que ela colocou seus pés em cima da cama, arreganhou ainda mais as pernas e levantou um pouco o quadril fazendo com que ele lambesse seu cuzinho. Ela delirou, com aquela linguona quente e a levou nas nuvens até que a amiga que ainda estava do outro lado da linha elevou o tom da voz e perguntou se ela a estava ouvindo. Emily
falou que não e que achava que seu telefone estaria com defeito, pois a voz dela estava sumindo. Claro que o que ela queria era se livrar daquele telefonema e curtir o banho de língua delicioso que estava tendo o privilégio de sentir.


Depois dessa desculpa, desligaram o telefone e Emily já louca de tesão depois de um fantástico orgasmo, puxou a cabeça do nego e enfiou o focinho dele na bucetinha. Ela ficou louca e o tesão subiu na cabeça. Voltei a se sentar na beirada da cama com as pernas completamente arreganhadas e viu o pau do nego enorme e vermelho para fora. Foi a gota que faltava para liberar geral.


Então começou a esfregar sua mão naquela pica e sentiu que estava dura feito pedra. Ela não aguentou, puxou o nego pelas patas dianteiras, levantando-o e escorou suas patas ao redor do seu corpo em cima da cama, quase que ele alcançou a sua buceta, então ele começou com aquele movimento frenético, mas não conseguia alcançar a bucetinha, então ela resolveu dar mais ajudinha, com uma mão abriu bem a buceta que estava encharcada e com a outra guiou aquela pica que a deixara louca. Ele continuava com o movimento de vai e vem e acertou em cheio o buraquinho melado, fazendo com que Emily sentisse um prazer enorme.


Enquanto ele enfiava cada vez mais e mais forte, ela segurava seus seios, esfregando-os com vontade até que sentiu que o nó dele começara a crescer dentro dela e ela foi ficando cada vez mais louca, sentindo que ele ia rasgá-la. Na verdade, ele a estava arregaçando toda, mas ela estava adorando e começou a gemer de prazer, sentindo vários orgasmos ao mesmo tempo, um atrás do outro e ele continuava com suas estocadas em ritmo acelerado até que ela sentiu seu gozo escorrendo pelas suas pernas. Logo ele desceu e ficaram engatados por alguns minutos até que ele se desprendeu dela.


Nesse momento Emily estava sentada de lado ao lado do nego, ele se levantou e começou a lamber todo o seu gozo, e ela aproveitou e abriu bem as pernas e ele novamente lhe deu um banho de língua maravilhoso que a fez gozar novamente, lambeu tudo e se deliciou com essa nova experiência desejo repeti-la mais vezes o que realmente aconteceu. Depois lhes conto outras aventuras da Emily e seu dog alemão .

***********************************************

Seja a/o primeira/o a comentar e a dar uma nota, é rápido e fácil, e é sempre importante ter o seu voto, mas também saber o que você acha do conto que leu. Seu comentário me ajudará a escrever cada vez mais e melhor para aumentar a sua libido e fazer você gozar cada vez melhor. Se desejar entre em contato pelo Skype: bernard.zimmer3; e-mail: bernard3320@live.com; WhatsApp:




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.