"Os mais excitantes contos eróticos"


Levando porra na cara


autor: pribecker
publicado em: 25/08/17
categoria: hetero
leituras: 1777
ver notas
Fonte: maior > menor


Eu moro com meus pais e minha irmã mais nova, meu pai sempre está viajando à trabalho e em uma dessas viagens minha irmã e minha mãe foram junto. Fiquei sozinha em casa por 4 dias o que era uma coisa muito boa, amo ficar sozinha.
Eu ficava com um rapaz, chamado Marcos, ele é muito gato, tem um corpo malhado e cara de safado, sem vias de dúvidas, minhas melhores transas foram com ele hahaha
Comentei que estava sozinha em casa e ele logo se animou a ir dormir cmg, nós ainda não tínhamos transado, não foi por falta de oportunidade, mas eu queria que fosse em uma ocasião melhor, afinal eu estava gostando dele.
Concordei com a ideia de ele ir dormir cmg, quando foi 22 horas ele chegou,estacionou o carro longe, afinal, sempre tem um vizinho fofoqueiro né rs
Ele chegou e fomos p o quarto, deitamos juntos e assistimos a um filme policial que estava passando na TV, mas como eu não me seguro muito tempo fui passando a mão pelo corpo dele até chegar no pau e fiquei alisando até ficar duro, ele já sabia o que eu queria, mas gostava de me ver com vontade.
Deitou em cima de mim roçando o pau na minha bocetinha e falou no meu ouvido "o que você quer?" Eu logo respondi "que você me coma" "agora?" "Agora!!" "Então deixa meu pau meladinho p entrar nessa sua boceta". Não pensei duas vezes e cai de boca com muita vontade hahaha
Chupei aquele pau grosso e cheio de veias por um bom tempo, começava nas bolas e ia subindo até a cabeça, olhando fixamente p seus olhos. Subi em cima dele e comecei a tirar meu pijama, estava com uma calcinha de renda que eu sei que ele adora esse tipo de calcinha, não demorou muito, comecei a cavalgar naquela rola deliciosa e gemendo bem baixinho no ouvido dele.
Marcos gosta de ter o controle da situação, gosta de mandar na cama e eu amo quando isso acontece, mandou eu sair de cima dele e ficar de quatro, ele começou a socar a pika em mim enquanto eu rebolava e ele batida na minha bunda me xingando de piranha, gostosa, vagabunda e eu ia a loucura com tudo aquilo.
Me virou de e começou um papai e mamãe bem hard, me dava tapa na cara, do jeito que eu gosto, arranhei suas costas de tanto tesão até que gozei no pau dele, ainda bamba e sem fôlego Marcos me mandou cavalgar de costas, ele queria ver minha bunda enquanto eu sentava no pau dele, uni forças do além e sentei no pau dele com muita vontade, quiquei tanto que a cama batia na parede, ele dava tapa na minha bunda, puxava meu cabelo "vai vagabunda, senta nessa rola, sua cachorra"
Ele mandou que eu deitasse pois queria gozar na minha cara, deitei e comecei a bater uma siririca, ele vendo aquilo começou a me chupar enquanto se masturbava, se preparando p dá leitinho na cara da putinha dele.
Ele gozou na minha cara e nos meus peitos e eu gozei de novo batendo a minha siririca.
Fomos tomar banho juntos, chupei muito o pau dele debaixo do chuveiro, que delícia tomar porra no banho.
Fomos dormir e acordei levando rola no cuzinho, mas isso eu conto outra hora.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.