"Os mais excitantes contos eróticos"


Era pra ser apenas um dia de trabalho


autor: Scarlett_kay
publicado em: 02/09/17
categoria: hetero
leituras: 1974
ver notas
Fonte: maior > menor


Fui buscá-lo no aeroporto, ao nos encontrarmos pela primeira vez eu não conseguia disfarçar o meu nervosismo e o meu sorriso que estava de orelha a orelha, o abraço e um beijo gostoso no rosto, seu perfume de deixou toda arrepiada, era delicioso e ele é maravilhoso pessoalmente, mas a conversa ficou meio travada no início, eu tremia inteira.

Peguei meu carro e fomos direto para SP, pois tínhamos muitas coisas para fazer, o dia foi delicioso, a conversa deslanchou e é incrível como nos damos bem. Durante nossas atividades algumas vezes ele pegava na minha mão e andávamos como um casal, em outros momentos eu notava ele reparando em minha boca ou no meu decote, foi um dia cheio de conhecimento, toques, insinuações.

Fizemos quase tudo, mas teremos que voltar no dia seguinte, então voltamos para minha cidade e eu ia deixá-lo no hotel, chegando na frente do hotel, ele pediu para eu estacionar e subir com ele, questionei e ele disse que tinha trazido um presente e que só daria no quarto.

Chegamos no quarto, ele começou a mexer na mochila e pediu para fechar os olhos, reclamei, fiz drama como sempre, ele riu e mandou eu obedecer, fechei os olhos e senti ele se aproximando, meu coração disparou, ele passou a mão nos meus cabelos dizendo que eram macios do jeito que que falava em nossas conversas, colocou sua mão na minha nuca e um arrepio tomou conta do meu corpo, eu disse que ia abrir os olhos e nesse momento eu sinto sua boca na minha, e que não sou besta eu não ia revidar, afinal esperei por isso o dia todo.

Seu beijo era delicioso, abraço quente, seus beijos descendo pelo meu pescoço, era impossível não gemer, eu estava entregue, e só podia retribuir os beijos. Eu passava minhas mãos em sua barba, não falávamos nada, só era possível ouvir nossa respiração pesada e nossos gemidos, depois de um tempo eu me afastei e com os olhos fechados eu disse que não podia continuar, senti sua boca na minha dizendo xiiiiuuuu, aproveita seu presente, hoje sou seu.

Suas mãos invadiram minha blusa, sentir seu toque em minha pele, me deixou mais arrepiada, segurou e elogiou meus seios e minha pele, lentamente me levou para cama, eu já sem blusa e nem sutiã e seus beijos em meus seios, ahhhh que delícia, consegui tirar sua camisa e camiseta e senti sua pele na minha. Do nada estávamos completamente nus, abracados, mordi meus lábios, fiz cara de arteira e desci beijando seu peito até seu pau, lambi, beijei, chupei até ouvir você pedir para parar, brinquei com suas bolas e ouvia seus gemidos.

Volto a subir beijando seu corpo, mas desaa vez encaixo seu pau em minha xaninha que está ensopada e sento bem gostoso, você segura meus seios e eu cavalgo deliciosamente em você, me abaixo para lhe beijar e ganho um tapa na bunda, você mete mais e mais, estamos suando, gemendo, nos beijando, mãos por todos os lados.
Você me vira de quatro, puxa meus cabelos e mete fundo, mete mais e mais, me come deliciosamente, sintos seus beijos na minhas costas, levanto meu tronco e você continua a me comer, agora segurando meus seios, falamos muitas putarias, estou pedindo mais, te chamando de meu macho, sinto você tremer e anunciar que vai gozar, o primeiro jato de porra quente fica em mim, mas você tira e geme alto terminando de gozar e me lambuzando com sua porra quente e deliciosa.

Estou deitada ainda ofegante e você anunciou que não tinha terminado, me beijou, mamou em meus peitos, fazendo me contorcer. Infelizmente meu telefone tocou e precisei ir...



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.