"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A segunda vítima de titio


autor: Kate
publicado em: 02/09/17
categoria: incesto
leituras: 4805
ver notas
Fonte: maior > menor


Titio após abusar de mim, e me ensinar quase metade das "putarias" que eu sei hoje, investiu em outra sobrinha, a Neisa.

Aos 13 aninhos, Neisa já media 1,68 de altura, magrinha, loira de olhos azuis, uma verdadeira boneca. Tio Augusto depois de abusar inclusive da minha inocência se afastou um pouco, assim que soube que eu estava namorando. Depois de anos eu sendo só dele, senti algo inevitável por um rapaz da escola, que muito me tratava bem além de vários cortejos diários.

Neisa meio que já desconfiava do meu envolvimento com nosso tio. Me cercava de perguntas, que eu dava um jeito de sempre de me safar. Tanto que ninguém da família nunca soubera que eu fui abusada. Safado que só ele, titio sempre gostou de moças novinhas, ainda mais quando ficava sabendo que eram puras. Neisa, na sua mais doce inocência e assim como eu criada em meio a igreja evangélica, era leiga na arte do sexo. Namoro, era proibido antes dos 15 anos, os hormônios da coitadinha estavam a flor da pele. Sabia bem como ela se sentia, tanto que eu não aguentei e acabei cedendo minha xoxota pro titio.

Minha prima e eu sempre fomos unidas, e ela me confidênciava muitas coisas de sua vida. Em um dos finais de semana na casa da nossa avó, já na cama, ela me relatou algo muito parecido com o que eu tivera vivido há anos atrás. Contou que titio alisou seus peitinho e que passou a mão na sua bunda, percebi um certo nervosismo nela. Eu tentei não assustá-la dizendo que era só carinho e que em hipótese alguma ele a machucaria.

Ameaçando a contar para os pais, tomei uma atitude em relação aos fatos. Decidi pedir-lhe um tempo enquanto conversaria com tio Augusto. No dia seguinte, na hora do café pedi à ele que me esperasse no quarto para tirar-me umas dúvidas. Na hora ele se empolgou achando que me pegaria. Safado!
Contrariando todos seus pensamentos em relação a mim, pedi a ele que parasse de alisar Neisa:
_Tio, você tem que parar. Neisa está assustada e disse contar para os pais sobre suas mãos bobas no corpo dela.
_Kate, você cresceu. Eu só quero ter alguém pra te substituir, já que você tem namorado. A culpa foi sua que me abandonou.
_O tempo passa tio. Eu não ia passar a vida toda só sendo fodida por você.
Ele sorriu e saiu do quarto.

Neisa em seguida entra e me pergunta como foi a conversa. Lhe expliquei tudo e disse que tio Augusto não faria mais nada naquele sentido. Ela me confessando ainda sentir uma sensação gostosa quando era tocada por ele, disse:
_Kate eu sinto algo bom, da última vez que ele tocou meus seios e minha bunda, minha calcinha ficou toda molhada.
_Isso é bom, eu acho que você deveria permiti-lo a continuar, já que você se sente tão bem.
Mas por seguir a doutrina da Igreja Ela achava um pecado imperdoável ser tocada daquele jeito por um homem, ainda mais antes do casamento. Depois de muita conversa eu aliviei sua cabeça de coisas tão banais que seus pais lhe falaram a respeito do namoro, tanto que ela nem soubera o que era sexo.

Ressaltei ainda que titio estava meio pra baixo depois da nossa conversa. Falei que ele gostava muito dela e que só queria acariciá-la de uma forma mais carinhosa. Curiosa, ela me perguntou:
_E ele já te deu carinho dessa forma?
_Sim Neisa! Tio Augusto já me deu muito carinho e prazer. E foi maravilhoso.
Com uma cara espantada e ao mesmo tempo querendo ser tratada igual como eu fui, ela saiu do quarto.

Dirigindo-se até titio, que estava em seu quarto só de calção de seda e sem cueca, ela senta na cama e lhe pede desculpas. Depois de fazerem as pazes Neisa volta pra junto de mim, e me pede algo que na hora soou como algo impactante:
_Prima? Vamos dormir lá no quarto com o titio?
_Hã? Sério isso, Neisa?
Eu sabia que depois de eu ter confessado os carinhos que eu havia recebido do tio Augusto ela tinha ficado curiosa.
_Por favor prima, vamos!
_Espera um minuto, vou lá ver se ele já dormiu.
Então, eu fui até o quarto do titio e lhe falei que Neisa queria dormir junto com ele e que era pra ele me deixar fora de qualquer coisa que pudesse acontecer, afinal eu estava namorando uma pessoa muito sensacional que me satisfazia a ponto de não me deixar com vontade de foder com outro homem.
_Tá bom Kate, eu hein. Como tu ficou má menina.
_kkkk você é bobo tio. Vou buscar a Neisa.

Retornando pra junto de Neisa expliquei que por estar namorando eu não poderia receber aqueles tipos de carinhos do titio, mas que eu iria ficar lá pertinho dela caso ela quisesse ir além. E com um sorriso de orelha a orelha ela aceitou. Safadinha e linda!
Chegando no quarto do titio, ele estava todo jogado em cima da cama com um edredon sob suas pernas até a cintura. Neisa sentou do seu lado direito e eu fiquei em uma poltrona assistindo tv, poltrona que muitas vezes eu já fora fodida.

Tinha certeza que o pau do tio Augusto estava duro, e tinha mais certeza ainda que Neisa estava excitada. Por segurança, levantei e tranquei a porta do quarto, apaguei a luz e deixei só a TV ligada, favorecendo o clima e a mente diabólica do titio. Sabendo do resultado daquela noite, resolvi colocar um filminho pornô.
_Eu te amo minha sobrinha, você é demais.
Sabendo do apoio que eu lhe dava ele me agradeceu.
Neisa vendo pela primeira vez um filme daquele gênero, ficou boquiaberta.
Era o que faltava pro titio começar a atacar.

Ela estava de shortinho e uma blusinha decotada. E eu pra estimular o clima disse tirando a roupa:
"Calor né? Vamos tirar essa roupa prima?"
Ela prontamente se levantou da cama e tirou a roupa, nós duas nuas. Titio nos acompanhou e despiu-se. Eu, da poltrona assistia aquele filme e dava uma olhadinha pra cama, Neisa e titio estavam de conchinha. Minha prima estava se transformando em uma putinha safada. Tio Augusto, então beijou-lhe a nuca deixando Neisa toda arrepiada, e como um animal ele vai pra cima dela e abocanha sua boquinha nunca beijada, que em poucos instantes e em movimentos lentos lhe retribuia.

Com toda calma, titio beija seu corpo alcançando seus seios miúdos. Neisa estava num experimento especular, pois jamais soubera que aquilo pudesse existir, estava em êxtase só com linguadas nos seus peitinhos. Tio Augusto levou a mão até sua xoxotinha e comprova que estava encharcada, passando o dedo na entrada de sua vagina até seu clitóris. Neisa já soltava uns médios gemidos que acabaram por me atingir fazendo eu me tocar. Ainda sem saber as delícias do sexo oral Neisa tem seu primeiro gozo. A safadinha gozou somente com movimentos circulares no seu pinguelo rosinha.

Titio com as mãos lambuzadas começa a chupar seus dedos e Neisa naquela sensação pós orgasmo se tremia toda. Ainda na mesma posição(frango assado) ele baixa até sua bocetinha virgem e só comprova o que já achava. "Uma bucetinha gostosa" . Tio Augusto enquanto chupava levemente Neisa, observava sua fisionomia que era super excitante. Eu com a mão na minha buceta, assistia da poltrona minha priminha sendo fodida. O safado do titio enquanto se acabava chupando aquela buceta olhava pra mim e tinha uma visão espetacular. Eu estava com as pernas por cima dos braços da poltrona brincando com minha buceta melada.

Sabendo que Neisa estava a beira de mais um gozo, titio se encaixou entre suas pernas abertas e começou a pincelar seu enorme cacete naquela buceta melada, Neisa rebolava e já queria por aquilo tudo só de uma vez pra dentro, mas com carinho titio todo experiente vai forçando levemente a cabeça e depois de uns segundos consegue introduzir. Dando uma pausa para a dilatação, e em seguida começou a fazer mínimos movimentos empurrando aquela vara pra dentro. Neisa parecia não sentir dor nenhuma e só pedia mais:
_Mete mais titio, eu quero tudo!
Tio Augusto depois de ouvir isso enterrou a pica naquela putinha que só precisou de mais umas estocadas pra gozar. Gemendo incontrolávelmente Neisa lambuza todo o cacete do titio com seu melzinho e ele sentindo a bucetinha dela latejar começar a acelerar os movimentos e em um ligeiro vai e vem ele retira o pau da buceta de Neisa e jorra toda sua porra na barriga dela.

Eu ali assistindo toda aquela cena maravilhosa e sob o olhar dos dois começo a gozar. Depois dessa hora, fomos tomar banho e dormimos os três juntos. Desde então, titio e Neisa se pegam na calada da noite ou quando estão sozinhos em casa. Algumas vezes acobertados por mim que adoro ver eles trepando.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.