"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Ofereci minha putinha ao meu marido!


autor: Bombom
publicado em: 05/09/17
categoria: hetero
leituras: 3331
ver notas
Fonte: maior > menor


Depois de tanto roçar e foder com Marta fui para casa. Estava feliz! Não só tinha transado bem gostoso, como sabia que minha amiga, minha putinha, faria o que eu dissesse para se consolar e satisfazer meus desejos.

Cheguei em casa e meu marido já estava. Sentei com ele no sofá para descansar um pouco e ele foi logo se chegando, me beijando e tirando meu vestido. Pensei, nossa vai-me comer e eu ainda agora fodi… Meu marido tirou minha calcinha e me puxou para junto de si e começa a lamber minha bucetinha… fiquei louca, pois ainda tinha o gosto da Marta, era como se ele estivesse lambendo ela. Cada vez que ele dizia que minha cona tinha um sabor delicioso eu delirava imaginando ele comendo minha putinha.

Então, me virei deixando minha xaninha junto da sua boca para me sugar todinha e caí de boca no seu pau. Foder com meu marido sempre foi bom, estava era sendo monótono, mas agora que eu estava virando vadia andava cheia de tesão e vontade para foder seu pau gostoso. Fui então chupando seu pau de 21cm duro e macio enquanto ele chupava minha cona e sugava meu grelinho. Pedi então a ele para enterrar seu pau delicioso na minha xana e que comesse minhas tetas. Fico louca vendo-o perdido nas minhas mamas que de tão grandes nem se vê a sua cara enquanto me fode com o seu grande pau. Meu marido, tal como eu gosto, me sentou e enfiou de uma só vez aquele tronco duro na minha cona enquanto mordia meus bicos. Uau… que bom!!! Ele estocava bem forte dentro de mim, chupava minhas mamas e não demorou muito e vim-me deliciosamente. Pensei, quantas vezes mais vou ter um orgasmo hoje e sorri…

Tirei aquele mastro de dentro de mim e chupei novamente ele todinho. Aí me coloquei de quatro e disse para ele: ‘Me fode com força com esse pau grande e duro’ ele ficou louco e me enterrou todo quase me rebentando. Foi-me dando com força enquanto ía brincando com o buraquinho do meu cú. Deu-lhe então uma cuspidela e foi metendo os dedos e eu delirando com tudo aquilo. Quando ele estava a começar a meter a cabecinha deliciosa a campainha tocou. Paramos, olhamos um para o outro e nem queríamos acreditar, naquele momento não. Pensamos em não abrir, mas continuava a campainha e então ouvimos ‘abre amiga, sou eu Marta, esqueci meu celular em sua bolsa’.

Levantei, vesti meu vestido sem calcinha mesmo e enquanto meu marido foi colocar um short abri a porta para minha amiga já com o pensamento a mil. Ela entrou e eu disse em seu ouvido: ‘Chegou na hora certa minha putinha, vou dar você de presente para meu marido’. Ela fez um ar de assustada, mas logo de seguida perguntou: ‘Como é o pau dele?’ Sorri e respondi ‘21cm de cacete gostosão’.
Subi para o quarto com a Marta, mandei ela despir e deitar na cama de pernas abertas. Lambi sua xana e disse para esperar que ia buscar meu marido para foder ela. Marta estava louca de tesão, escorrendo de tão melada e respondeu ‘Mal posso esperar, que dia mais feliz!’

Desci na sala e disse para meu marido: ‘Amor, preciso que você faça um favorzinho para mim e para minha amiga Marta’. Ele, sem imaginar foi logo dizendo: ‘Claro! Que precisa?’ e aí eu disse: ‘Precisamos de seu pinto amor. Você pode comer minha amiga Marta e a mim?’ Ele até engoliu em seco… ‘Como disse?’ perguntou ele. Então peguei na sua mão e levei ele até nosso quarto. Quando entrou e viu minha amiga deitada, nua e de pernas abertas à sua espera, seu pau cresceu logo nos shorts. E eu disse ‘Amor, Marta é nossa putinha agora. Quero que você coma ela sempre que eu quiser. Marta fode comigo e com você’, enquanto dizia isso, fui tirando o short dele deixando seu pau em haste de fora. Meu marido nem queria acreditar no que via e ouvia. ‘Fode com você?’ perguntou ele. ‘Sim, amor! Descobri que adoro transar com mulheres também. Você se importa?’, disse eu enquanto com uma mão agarrava seu cacete e com a outra enfiava dois dedos na cona da Marta. ‘Importar, eu? Não importo querida. E você quer mesmo isto? Que eu coma sua amiga?’. Eu estava louca de tesão vendo ele olhar para minha putinha e ele também estava mortinho por foder ela e então eu disse ‘Amor eu caço e trago pra casa para você comer. Por favor come nós duas’. Nesse instante disse à minha amiga ‘Marta, sê uma puta linda e vem chupar este cacete delicioso’. Marta nem hesitou e à vez comigo chupamos aquele pau duro e grande. Marta ia dizendo ‘Nossa que grande. O do meu marido era bem pequeno e fino. Finalmente vou-me consolar com um pinto bom’.

Deitamos a seguir meu marido e fomos chupando as duas ao mesmo tempo, ora uma de cada lado no pau, ora uma chupava o pau e outra o saco, enquanto isso meu marido ia nos enfiando os dedos nas nossas conas. Entretanto íamos mudando de posições conforme eu ordenava. Disse ‘Amor, Marta está necessitado de um bom trato então chupa bem gostoso a xana e o grelinho dela, como eu fiz há pouco, e eu as suas mamas gostosas’. E sem hesitar logo nós dois comíamos ela. Ela gemia e eu dizia ‘Isso sente… você agora é nossa putinha e vai ser bem fodida’. Marta delirava e gritava ‘Quero ser sempre vossa puta, é muito bom! Mas me dá com seu cacete gostoso’. Meu marido olhou para mim como pedindo permissão. Amei o gesto e disse ‘Vai amor, fode ela. Enterra esse tronco grande e duro nessa xaninha melada e gostosa’. Então fui, lambi primeiro o seu cacete, de seguida lambi a cona da Marta e peguei no pau do meu marido e eu mesma coloquei na entradinha. Meu marido voltou a olhar para mim primeiro e eu disse ‘Mete todo de uma vez e rebenta essa vadia’. Assim, foi. Ele estava louco de tesão e meteu tudo de uma só vez gritando de prazer pois era bem apertadinha a buceta dela. Marta gritou de dor dizendo ‘Nossa é muito grande não estou habituada a um cacete desse tamanho e tão grosso’. Eu disse ‘Aguenta pois é muito bom e sentei minha cona na sua boca para ela me chupar. A cena era linda… meu marido me beijava enquanto fodia minha amiga com estocadas bem fortes e agarrando as minhas mamas, enquanto Marta me chupava a cona. Depois mudei, ele continuava a estocando ela devagar mas com força e eu fui chupando seu saco e depois passava minha língua desde o grelo de Marta até ao pau dele, nunca esquecendo as mamas dela. Marta não aguentou muito mais e começou gritando mais e a tremer tendo um orgasmo intenso e enorme.

Foi então a minha vez. Primeiro disse para meu marido ficar esfregando seu pinto com a mão, enquanto via o que nós íamos fazendo. Agarrei Marta e a beijei de língua bem gostoso enquanto nossas mãos percorriam as mamas e as conas uma da outra. De seguida deitei e disse ‘Marta, chupa minha cona para meu marido ver’. O cacete dele parecia que ía explodir. Até dava para ver as veias salientes nele. Marta começou a chupar bem gostoso e eu disse ‘Amor, vem chupar minhas mamas até eu me vir e eu seguro em seu pau’. Meu marido chupa as mamas de uma forma maravilhosa que me faz vir assim mesmo. Mas, com ele a chupar as mamas e minha amiga minha buceta muito rapidamente me vim na boca dela.

Foi então que mandei Marta se colocar de quatro e disse ‘Agora você vai levar com 21cm de pau no cú. Amor, arromba esse cú gostoso’ Ele nem hesitou, deu uma cuspidela no anelzinho dela e sem dó arremeteu seu cacete. Marta se queixou que doía. Eu disse ‘Cala a boca minha puta gostosa e dá esse cú para o meu marido se satisfazer’. Marta sorriu adorando ser tratada assim e começou a rebolar seu rabo gostoso. De seguida me coloquei também de quatro e mandei Marta me chupar de novo. Foi intenso de mais. Meu marido disse então ‘Vou-me vir, não dá para segurar mais’. Eu disse ‘Enche esse cu de porra amor’ e logo ele gritou de prazer com um maravilhoso orgasmo. Tirou o pau do cu de Marta e deitou. Eu e Marta encaixamos então nossas xanas e roçamos bem gostoso até nos virmos as duas com o meu marido assistindo e dizendo 'Isso roça aí minhas putinhas gostosas, minhas vadias que amei foder!' No fim nos deitamos também, uma de cada lado e íamos nos beijando os três.

Meu marido disse então ‘Estou no paraíso. Duas gatas gostosas e maravilhosas só para mim’. Todos rimos e eu disse ‘Marta agora é a nossa putinha e nós vamos ser muito felizes os três’. O tesão aumentou logo e começamos de novo a nos comer e assim foi toda a noite até adormecermos abraçados de exaustão.

Desde esse dia Marta vai lá em casa sempre que eu mando ela vir ou ela pede (que é quase todos os dias). Aí ela vem e fodemos só as duas, ou fodemos com o meu marido assistindo, ou meu marido come as duas ao mesmo tempo ou, se eu estiver já muito cansada de tanto foder, fico assistindo tv e meu marido come nossa putinha ao meu lado. É muita felicidade mesmo e recomendo todo o casal a arranjar uma putinha como a minha amiga Marta.

Mas, entretanto não esqueci a Carla não. Quer saber como rolou depois? Logo conto para vocês noutro conto…




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.