"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A Troca de Pneu


autor: Daniel_Polansk
publicado em: 08/09/17
categoria: hetero
leituras: 2085
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá, me Chamo Daniel, sou um cara comum, porém sou muito solicito coma as pessoas, isso que vou relatar agora aconteceu comigo no mês passado, estava eu indo trabalhar, sai de casa pela 05 horas da manhã, abasteci o carro e segui viagem, peguei o rodoanel e depois a rodovia presidente Dutra, logo após ter entrado na Dutra me deparei com um carro com o pisca alerta ligado e uma bela mulher ao lado do veiculo, notei que o pneu estava vazio, como eu estava na faixa da direita dei seta e parei, desci e perguntei se precisava de ajuda, ela me falou quero sim pois estou indo em uma reunião e mexer com o pneu vou acabar me sujando, peguei o triângulo sinalizei o local, fu até o meu carro peguei o macaco e minha chave de rodas para facilitar o trabalho, peguei o estepe e troquei o pneu do carro, ao final ela agradeceu disse que seu nome era EriKa, e me deu o seu cartão, e me perguntou quanto era eu disse nada não moça um dia você poderá fazer o mesmo para alguém assim estaria tudo certo, ela sorriu e antes de entrar no carro me disse me liga tá, eu falei ligo sim, assim cada um seguiu o seu caminho, 15 dias após o acontecido estava eu indo ao Shopping para comprar um presente para minha sobrinha resolvi passar na praça de alimentação para tomar um Chopp, ao transitar distraído para procurar uma mesa para sentar uma pessoa bateu em meu ombro e disse oi ao olhar era aquela linda mulher a qual eu tinha ajudado, ela brincou comigo andas a trocar muitos pneu por ai e sorriu eu falei não o último foi o seu, ela perguntou está sozinho eu disse sim que estava procurando um lugar para sentar ela disse senta aqui comigo também estou sozinha eu disse não vou incomodar, ela falou imagina, eu sentei e começamos a conversar, descobri que ela tinha se separado do marido faziam 06 meses, eu disse a ela que tipo de homem deixa escapar uma mulher linda igual a ela, ela ficou vermelha, notei que ficou um pouco sem graça, ai eu falei me desculpa tá mais o que disse é a mais pura verdade, ela agradeceu e continuamos a conversar e descobrimos que tínhamos muita coisa em comum, nunca tive alguma pretensão de ter algo com ela pois como disse no começo não sou um Deus grego tenho meus atributos mais sou bem comum, disse a ela que gostava muito de dançar e que já fazia algum tempo que não dançava, foi então que ela disse então vamos dançar u disse agora ela disse sim, levantamos ela disse meu carro está no estacionamento, me segue eu vou deixa-lo em casa e trocar de roupa, assim eu fiz, chegando na entrada do apartamento ela falou deixa seu carro aqui fora e suba comigo, eu estacionei o carro em frente ao prédio entrei no carro dela entramos na garagem, e subimos pelo elevador até o apartamento dela, entrei ela falou fica a vontade, bebe alguma coisa, eu disse sem não tivesse bebido Chopp eu tomaria um vinho e sorri ela falou vamos de cerveja mesmo, peguei a latinha e comecei a tomar ela colocou uma música para tocar e disse volto logo, fiquei ali de bobeira, notei que ela passar e entrar no banheiro, escutei o chuveiro, nessa hora me passou mil coisas pela cabeça depois de alguns minutos levei um susto ela apareceu na sala só de roupão, falou não vamos sair vamos dançar aqui mesmo, dei um grande gole na cerveja e disse sim e começamos a dançar coladinhos meu pau já estava mais que duro e começamos a nos beijar, eu beijei seu pescoço, mordisquei sua nuca, passava a língua em sua orelha, ela levou a mão em meu pau e disse é assim que eu gosto, tiramos nossas roupa pois o tesão era incontrolável e passamos a fazer um delicioso 69 que boca deliciosa, eu chupava sua bucetinha lisinha, ia até o cuzinho dela ela se contorcia e mordiscava a cabeça do meu pau, ela gozou na minha boca, e me pediu coloca tudo isso em mim, eu sentei no sofá ela veio por cima e ajeitou meu pau e sentou em cima e veio deslizando devagar até entrar tudo e começou um vai vem alucinante, louco até que explodimos em gozo maravilhoso, ficamos ali parado um pouco e depois de uns minutos nos levantamos e fomos tomar uma ducha, já embaixo do chuveiro começamos tudo de novo, peguei ela por trás e penetrava fundo, coloquei o meu dedo no cuzinho dela ela ficou frenética e rebolava como uma louca, percebi o tesão que ela tinha no cuzinho ai comecei a colocar meu pau no cuzinho dela devagar e ela rebolava pedindo tudo, quando minhas bolas bateu em sua bunda ela empurrava para trás e entrava e saia, até que não aguentamos e gozamos novamente, neste sábado nem voltei para minha casa repetimos nossa transa por varias vezes neste dia e agora sempre que dá ficamos juntos e transamos muito sem cobranças mais com muito carinho e afinidade...Espero que gostem desse relato...E tudo começou com uma troca de pneu...wdamile@hotmail.com



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.