"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Negra em Macae (Real)


autor: taxistamacae
publicado em: 09/10/17
categoria: hetero
leituras: 259
ver notas
Fonte: maior > menor


Essa história aconteceu comigo, logo que me mudei pra Macaé-RJ. Tinha me mudado por volta de três meses, conhecia poucas pessoas em Macaé e a maioria das pessoas que eu conhecia, eram amigos de trabalho e contato via internet. Eu Trabalhava de auditor noturno de uma grande rede de hotéis na cidade, e costumava a passar minhas noites em chat’s procurando alguém legal pra conversar e passar o tempo. Uma noite, vi uma mulher com o nik: black beauty, escrito em rosa, achei interessante e iniciei uma conversa com ela muito simpática e agradável, a conversa fluiu muito naturalmente, trocamos números e quando vi suas fotos, não acreditei, ela era linda, legitima negra, seios médios quadril enorme, uma bunda redonda maravilhosa, cerca de 1,65m de altura uma boca linda, fiquei excitado do de imaginar o potencial daquela negra na cama, embora não imaginava que de fato ocorreria. Ela me disse que trabalhava embarcada, embarcaria no final daquela semana e que se quisesse, poderíamos nos ver, marcamos então de nos encontrar na rodoviária da cidade. A semana passou lentamente, e a ansiedade aumentava, eu tinha uma festa pra ir à casa de uma amiga do trabalho, o que ajudou a diminuir a tensão e da chegada hora do encontro. Chegada a hora ela me liga e diz que já estava na rodoviária me esperando.

Quando cheguei e deparei com aquela mulher, não acreditei, ela era ainda mais linda pessoalmente, a cintura fina, quadril largo, uma coxa grossa ela era maravilhosa. Como não tínhamos nada de especial programado, demos uma volta pela cidade conversando trivialidades, sentamos em um banco de praça, quando rolou o primeiro beijo, aquela língua quente que penetrava a minha boca, lábios fartos macios e úmidos, meu pau na hora começou a latejar de tesão, senti como se ele fosse sair da cueca que estava vestindo, e realmente ele estava quase saindo, tamanha a ereção que estava tendo, ela percebeu o que causou em mim, deu um sorriso, meio sem graça, meio malicioso, a conversa avançou a noite, e os beijos ficaram cada vez mais ardentes, minha cueca já estava toda melada e já começava a sentir ate uma certa dor, provocada por tanto tesão reprimido em horas de conversas e beijos quentes. Quando se aproximava onze horas da noite ela finalmente disse: - Tenho que embarcar amanha cedo, preciso ir. Eu que embora tentasse adiar, sabia que essa hora chegaria, concordei, triste, e já pensava que quando chegasse em casa teria que aliviar essa tensão de qualquer maneira senão, não dormiria aquela noite, foi quando pra minha surpresa ela já de pé de disparou: - Eu não vou conseguir dormir essa noite com todo esse tesão que estou sentindo por você, quer dormir comigo no hotel? A essa hora minha cueca não explodiu por pouco de tanto tesão que senti, claro que aceitei o convite e fomos caminhando em silencio ao hotel em que ela estava hospedada, sentíamos a atmosfera os hormônios a flor da pele, a tensão subindo passamos em frente a uma farmácia, foi quando ela evidenciou totalmente o que pensava pra noite: - Você tem camisinha ai? Eu respondi que tinha uma na carteira, então ela me disse: - Compre um pacote pra gente. Como um pau muito bem mandado, fui a farmácia enquanto ela me esperou do outro lado da rua. Chegamos ao hotel, ela perguntou ao recepcionista se tinha diferença de valores, a resposta foi positiva e eu perguntei se podia pagar na saída, no que ele respondeu afirmativamente, pegamos a chave e subimos para o quarto, era um hotel simples, em vista do hotel em que eu trabalhava, porem limpo e arrumado. Quando entramos no apartamento ela mau fechou a porta e já me deu mais um beijo, ou melhor o beijo, daqueles de faltar respiração e sobrar sangue nos órgãos genitais. Ela foi tomar um banho e fiquei aguardando, fumando um cigarro, aqueles minutos que se tornavam intermináveis, mas que valeram a pena. Ela saiu do banho em um roupão, vermelho, de linho, aquela pele negra fazendo um contraste perfeito, der repente me vi no paraíso, ela assumindo o controle da situação, colocou o pé em cima da cama, deixando suas pernas aparecer por fora do roupão, de imediato, peguei sua perna e comecei a beijar, e subindo lentamente, ela se deitou na cama e eu continuei a beijar, morder e lamber aquele corpo Núbio e escultural, subi toda a extensão de suas pernas, pulei a virilha e a buceta deliciosa dela, que a essa hora tinha reparado, toda depilada e rosinha, do jeito que gosto, mas ainda não era hora, então comecei a beijar sua barriga, dar umas mordiscadas, e leves chupadas, ela se contorcia na cama, e gemia baixinho de olhos cerrados, em sua mão, estava boa parte dos lençóis e colchão que ela apertava com força. Continuei subindo ate chegar ao seu pescoço, já sentia sua respiração ofegante, desci lentamente ate chegar aos tão esperados seios, que delicia tamanho médio, biquinho empinado apontando o céu, cai de boca adorei e ela também... Fiquei ali brincando com aqueles seios em minha boca, língua e dentes, um bom tempo. Comecei a descer de novo e ela sentindo onde iria chegar agarrou mais forte o colchão da mama e contorcendo de prazer, ate que cheguei a sua deliciosa vulva quente e úmida, dei um beijinho nela, brinquei com a língua no clitóris, e lambi ela por inteira, nesse momento ela agarrou meus cabelos, já não agüentando de tesão, então comecei a chupar tudo, brincava com a língua em toda a extensão daquela buceta maravilhosa, e ela já quase não agüentando mais, gozou na minha boca, soltando um abafado urro de prazer, ficou estagnada por alguns segundos, aos quais me dediquei a beijar suas mãos colo e pescoço. Quando ela se refez, me jogou deitado na cama e falando: -seu cachorro, como me fez gozar gostoso, agora é a sua vez. Sem a menor cerimônia arrancou minha calça e começou a pagar um boquete inesquecível, ela chupava meu pau com gosto, parecia que ia arrancar, mas era delicioso, vê-la me chupando, já quase não me agüentava de tesão, então ela tirou o roupão por completo, colocou uma camisinha no meu pau, e sentou com força, subia e descia com maestria, eu ia ao delírio cada vez que sentia aquela bunda maravilhosa encostando em meu corpo, evidenciando que ela tinha colocado tudo pra dentro dela gemia de tesão e prazer e eu já estava transportado ao paraíso quase que em transe de tanto tesão que estava naquela deusa do meu ébano. Eu a deitei na cama, separei suas pernas, e enterrei meu mastro ate o final naquela buceta convidativa e molhada de tesão e ficamos naqueles movimentos rítmicos ate que ela me pediu pra come-la de 4, não pensei 2 vezes, então ela assumiu a posição e coloquei gostoso tudo dentro dela, sentia ela contraindo tudo e já tremendo de prazer. Então pedi pra comer o cuzinho dela, ela não pestanejou, e falou come tudo, enfia esse pau dentro da minha bundinha vai cachorro. Comecei bem devagar, era muito apertado, e ela gemia misturando tesão e dor, estava mordendo o travesseiro pra não gritar, mesmo assim rebola devagar, e constantemente, sentia meu pau penetrando bem devagar e me dava ondas de tesão cada milímetro que ele penetrava aquele cuzinho apertadinho e delicioso, quando entrou tudo, começamos a aumentar o ritmo ate que ficou impossível de segurar o tesão, ela sentindo isso, tirou meu pau de dentro dela, arrancou fora a camisinha e chupou ele todo ate eu jorrar um gozo abundante na sua boquinha deliciosa. Exaustos deitamos, ela colocou a cabeça em meu peito e ficamos conversando ate dormirmos. Acordei de manha, por volta das 08:00, ela não estava mais no apartamento, desci ate a recepção pra pagar a diária extra e ela já tinha pago. Procurei o nome dela na agenda do meu celular e estava apagado. Depois desse dia, nunca mais tive noticias da minha black beauty.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.