"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Um filme de fuder!


autor: Salgado_Rj
publicado em: 09/10/17
categoria: aventura
leituras: 1134
ver notas
Fonte: maior > menor


Esta conto é baseado em fatos e ocorreu por volta dos meus 16 anos.

Como todo jovem no ensino médio, a grana sempre é um problema para se escolher os programas e passeios, sejam eles com os amigos ou namorada. Nesse caso não era diferente, com o pouco orçamento a melhor solução de ir ao cinema era nos dias mais vazios e com menos movimentos, aqueles dias que sempre conta com promoções e pagando meia, sai bem baratinho.

Foi num desses programas que tudo aconteceu, fomos para o shopping na intenção de ver um filme, estávamos em três casais, escolhemos um filme que nem era um dos melhores, com a intenção de não perde muita coisa nos momentos de amasso durante o filme. Entramos na sessão e fomos para as últimas filheiras do canto direito (de frente para tela), sentou um casal nas duas cadeiras da ponta da penúltima filheira, eu e minha companheira na última e com uns dos bancos de distância o terceiro casal. As luzes ainda estavam acessas e conversávamos naturalmente enquanto pouquíssimas pessoas entrava na sala do cinema, quando as luzes apagaram, ficou claro que aquela sessão seria bem vazia, deveria ter mais umas 10 pessoas e todas espalhadas pela enorme sala de cinema, trazendo com isso, privacidade para todos que estavam na sala.

Minha namorada, tinha um belo corpo, aquelas gordinhas de barriga batida e com tudo bem distribuído pelo corpo que tava um tesão no vestido curto que ela usava, eu estava de bermuda, camisa e tênis, bem casual pra combinar com um passei no calor do Rio de Janeiro. Com o escurecer da sala e ainda durante os trailers, os casais já começavam a trocar carícias discretas. |Como nunca fui muito santo, minha mão já percorria as pernas da Rebeca que suspirava enquanto nos beijávamos, a cada investida que eu fazia com minha mão, indo em direção a sua buceta, mas ela se mostrava receptível e abrir mais as pernas para que eu continuasse subindo a mão. Enquanto isso, minha boca já descia em direção aos seus seios, que ao virar a cabeça, percebeu que sua amigava já tinha notado que estávamos em m estágio mais avançado do que os beijos. O que para ela não foi problema algum, já que nesse mesmo momento ela já deu um jeito de pegar meu pau que estava dura e começar acariciar por cima da bermuda mesmo.

Toda essa pegação estava maravilhosa, mas ainda era pouco. Ela colocou meu pau, após me tirar dos seus seios e vendo eu levar o mel dela que estava no meu dedo até minha boca, o que faz ela sorrir e me dar um beijo cheio de tesão como de costume. Ele vem beijando meu rosto, até chegar ao meu ouvido e entre mordidas, falar que está com tesão ao ponto de fazer uma loucura, Perguntei de imediato qual, ela se afastou um pouco, tirou minha mão da sua buceta, que ainda estimulava ela desde o início e se arrumando na cadeira, foi tirando a calcinha bem lentamente e colocou na minha mão, me olho com um sorriso de maldade e levantou da cadeira, rapidamente, foi segurando meu pau e direcionando para sua buceta que ia escorregando e engolindo meu pau com toda facilidade por já está toda molhada.

Ela sentada de costas para mim e rebolando no meu pau bem gostos, não estava nem ai pra se a amiga que estava ao lado estava nos olhando ou não. Foi rebolando enquanto eu apertava seus seios com tanto tensão quanto ela naquele momento.

Ela gozou deliciosamente no meu pau, apertando ele com a buceta em quanto sentia o seu gozo toma conta do corpo, ficou assim sentada, recuperando as energias por aproximadamente um minuto, depois voltou a rebolar de vagar. Quando a puxei pelo cabelo e falei no ouvido dela que estava para gozar, ela saiu do meu colo, se ajoelhou no corredor ao lado da minha cadeira e começou a punhetar meu pau enquanto sugava a cabeça, o que me levou a um longo orgasmos em sua boca, que comece sempre, engoliu tudo, limpou meu pau e sentou ao meu lado colocando a cabeça no meu peito e olhando para o filme como se nada demais tivesse acontecido.


Esse é meu primeiro texto publicado aqui, deixe suas opiniões e se quiserem mais textos também!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.