"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A musa do vôlei - Capítulo 4


autor: kollbol
publicado em: 11/10/17
categoria: hetero
leituras: 550
ver notas
Fonte: maior > menor


A sessão de treinos do time de vôlei do ABC Paulista foi interrompida por um momento afetivo: Eduardo, da equipe masculina, invadiu a atividade feminina com um buquê de flores e uma caixa de bombons. Ele estava perdidamente apaixonado por Tati e, finalmente, oficializou o namoro. Sob os aplausos do grupo, o casal trocou beijos e demonstrou toda a afetividade adquirida desde aquele dia no restaurante.

Vendo essa cena, Larissa sentia que faltava alguém para a sua vida. Embora gostasse de ficar com mulheres, ela queria voltar a se relacionar com o sexo oposto. A jogadora acreditava que sua beleza inibia os homens, deixando-os intimidados em tentar uma aproximação.

Larissa, literalmente, resolveu partir para a "caça". Seu alvo principal era Marcos, repórter de um jornal da região. Ele fazia a cobertura frequente dos treinos e jogos do ABC Paulista, se tornando uma figura fácil naquela quadra. Alto, cabelos escuros e com a barba sempre por fazer, o visual do jornalista chamava a atenção da atleta.

Após uma rápida conversa com o repórter, ela pegou o celular e resolveu fazer a busca pelo seu nome na rede social. Foi quando ela viu o "solteiro" em seu status de relacionamento. A musa tentou a sorte e resolveu adicioná-lo na hora.

Marcos levou um susto ao ver a solicitação de amizade da jogadora. Ele não perdeu tempo e aceitou o convite. O repórter passou a ver um pouco do conteúdo que ela colocava na rede social, inclusive as tradicionais fotos de férias na praia. Ele ficou babando pela jogadora.

Mais tarde, Larissa abriu o notebook e enviou uma mensagem para Marcos. Ele, imediatamente, a respondeu e começou a bater um papo com a jogadora.

Larissa demonstrava bastante interesse em seu alvo. Ela resolveu abrir-se e falar sobre sua carência em um relacionamento com o sexo oposto:

- Sinto falta de um carinho, de um homem na minha vida. Quando eu joguei no exterior, a distância atrapalhou completamente meu último relacionamento - escrevia a jogadora.

Marcos acompanhava o desabafo de Larissa, mas estava sem reação. Ele não queria misturar o pessoal com o profissional, embora estivesse atraído pela atleta.

Até que a conversa chegou no assunto sexo. Os dois começaram a falar de suas preferências sexuais, esquentando ainda mais o papo. Marcos confessou admirar a sensualidade de de Larissa, perdeu totalmente a vergonha e solicitou uma conversa pela webcam.

Larissa atendeu o pedido, ficando totalmente disponível a ele. Ela começou a seduzi-lo, usando de caras e bocas e apertando seus grandes seios. Isso o deixou louco de desejo.

- Quero te possuir. Agora - escreveu Marcos.

Então, Larissa abaixou a câmera e tirou sua blusa e seu sutiã, exibindo toda a sua fartura. Do outro lado, Marcos estava excitado. E ela avisou:

- Venha.

Larissa indicou a localização para Marcos, que não perdeu tempo. O repórter se dirigiu imediatamente ao apartamento da musa, que o pediu para esperar na sala.

A jogadora estava no banheiro, se arrumando para o seu seduzido. Ao sair, ela fez uma surpresa para ele: estava totalmente uniformizada, como se estivesse em quadra.

- É assim que você me vê todo dia. Talvez fique excitado ao me ver assim - disse Larissa.

- Esse uniforme é lindo demais! E altamente sexy! - respondeu.

O uniforme da equipe era branco e azul. A camiseta realçava as formas das atletas, uma vantagem para as sinuosas curvas de Larissa. A parte inferior era um misto de short e saia, valorizando as pernas.

O casal se beijou ali mesmo. Marcos acariciava o corpo de Larissa por cima do uniforme, até despi-la por completo. A musa gemia a cada beijo, a cada toque, correspondendo aos estímulos de seu parceiro.

Larissa se ajoelhou e foi chupá-lo. A jogadora se deliciava como nunca, tirando completamente a sua carência por uma companhia masculina. Em seguida, ela o deitou na cama e passou a dominá-lo. Por cima, ela se movimentava e sentia bastante prazer. Suas coxas eram pressionadas pelo seu companheiro, que ainda não acreditava estar naquela situação. Aquela mulher, linda e sedutora, era totalmente dele.

A musa, então, deitou-se, abriu as pernas e disse: "Agora é sua vez de me dominar". Enquanto era penetrada, Larissa era beijada e acariciada. Cada instante daquela transa não era desperdiçado.

Marcos queria sentir todas as partes do corpo de Larissa. Ela, então, deitou-se de bruços e permitiu que seu parceiro a dominasse por trás. A musa gemia e gritava ao mesmo tempo, num misto de dor e prazer. O ritmo da transa era intenso e, exaustos, atingiram o ápice da excitação.

Larissa e Marcos decidiram deixar o caso em segredo. Não queriam misturar os assuntos profissionais de ambos os lados. Mas ela avisou:

- Nada de traição. Quer ficar? Fique com alguém do mesmo sexo - alertou Larissa

- Mas eu jamais ficaria com um homem! - respondeu.

- Só que eu fico com mulheres de vez em quando, bobinho! Vai ter que aceitar! - contou Larissa, antes de dormir.

Marcos acabou concordando.

Continua...



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.