"Os mais excitantes contos eróticos"

 

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO


autor: O_ESPECIALISTA
publicado em: 11/10/17
categoria: hetero
leituras: 909
ver notas
Fonte: maior > menor



Em uma sexta feira, de Setembro, acordei cheio de vontade de fazer aquele sexo proibido e gostoso. Dou aquela olhada nas redes sociais mas nada chama atenção. Até que uma amiga casada em um relacionamento Homoafetivo, que eu já batia varias punhetas desde quando eu a vi manda mensagem de que fará aniversário no dia seguinte, pergunto pra ela onde comemorariamos e ela sem pensar diz, "vamos comemorar NO MOTEL... " mais que de pressa concordo com a ideia e ela então declara que também já estava batendo siririca pensando em mim desde quando nos conhecemos. Marcamos mais que urgente para nos encontrarmos e de forma ainda sem saber como seria, marcamos para o mesmo dia, chamamos um carro pelo aplicativo e ela chega, com um shorts branco de renda, uma camiseta amarela, toda anestesiada ainda pela velocidade dos fatos. A convido para entrar assim que entramos na cozinha da minha casa, começo a beija-la, de uma forma louca, vou apertando carinhosamente cada parte do corpo dela, até que ela solta um lindo laço que segurava seu shorts, levemente coloco a mão dentro da calcinha dela e sinto ela toda melada, querendo sentir meu corpo, ela segura meu pau sentindo toda a extensão, começo a mamar os seios dela e a coloco vagarosamente no sofá, ainda um pouco assustado com o que ela acharia, começo a lamber a buceta dela, e vou mamando aquele grelo gigante e duro, ela gozou na minha boca me dando um mel delicioso. Não aguentando mais de tesão, tiro a minha ROLA NEGRA, e vou penetrando vagarozamente, a vadia foi engolindo centimetro por centimetro, comecei a socar com um pouco mais de força e vontade ela gemia como uma gata no cio, me deu um calor naquele momento que ela começou a pedir pra eu foder ela, baixinho mais com uma voz bem safada dizia "ME FODE, ME FODE PRETO.... COME É TODA SUA!" tirei a camisa, não é que a vadia gozou novamente olhando pra mim, comecei a beijar aqueles pesinhos lindos, enquanto eu socava minha vara fundo na buceta dela, ambos suados, ela com a buceta arreganhada de tanto eu foder, ela disse mais uma vez, "VOU GOZAR NOVAMENTE.......!!!" comecei a socar com mais força ela começou a tremer e senti um fluxo intenso saindo da buceta dela ela estava novamente gozando em mim, não consegui resistir e enchi a buceta dela de porra, ela tremia muito, gemia baixinho encostada no meu peito, e ambos sentiamos aquele perfume de sexo no ar, e ainda sem entender se realmente era verdade ou um sonho de nós dois.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.