"Os mais excitantes contos eróticos"


113-Comida por dois homens- 1ª Parte


autor: Bernardo
publicado em: 06/12/17
categoria: hetero
leituras: 1645
ver notas
Fonte: maior > menor


Solange sempre gostou muito de fazer sexo, mas suas aventuras nunca passaram de algumas posições e locais exóticos. Um dia, porém, conversando com uma amiga sobre sexo ela lhe disse que tinha a fantasia de transar com dois homens. A princípio Solange estranhou a ideia e disse que isso jamais faria e que, mesmo que ela quisesse, seu marido jamais aceitaria um outro homem na cama deles.

Pois bem, passaram-se alguns dias e uma certa noite estando sozinha em casa e sem ter nada para fazer, ela começou a navegar na internet. Quando passava por um site feminino desses qualquer, leu uma matéria sobre fantasias sexuais onde as leitoras respondiam sobre qual foi a maior fantasia que já haviam realizado. Solange leu algumas respostas e uma em particular lhe chamou a atenção. Era de uma mulher solteira que dizia que havia sido comida por dois homens.

O conto era cheio de detalhes e ela ficou molhadinha e muito curiosa e por isso decidiu pesquisar mais sobre o assunto. Entrou no Google e buscou por “contos eróticos – transa com dois homens”. Apareceram vários contos. Um deles era de um marido que contava como tinha sido sua experiência inicial no ménage com sua esposa. A riqueza de detalhes era impressionante e ela ficou extremamente excitada. Enquanto lia, começou a se masturbar lentamente se imaginando no lugar da mulher do conto…e enlouqueceu…sentia muito tesão e a todo momento segurava o orgasmo para continuar sentindo aquilo tudo por mais alguns instantes. Perdeu a noção do tempo com aquele clima e acabou sendo surpreendida pelo barulho do carro do marido entrando na garagem da casa. Fechou o notebook e aumentou o volume da TV até que o marido entrasse e ficou triste por não ter gozado no final e agiu como se nada tivesse acontecido.

O marido chegou, entrou no quarto e a beijou. Começou a tirar a roupa ali mesmo e foi conversando com ela indo até ao banheiro. Ele deixou a porta aberta e assim que ela começou a olha-lo, todo molhado, alisando seu próprio corpo, parou de ouvir o que dizia e sua mente começou a viajar na história que acabava de ler. O seu tesão foi aumentando e ela não via a hora dele sair do banho para transar imediatamente. Queria sentir o pau do marido enterrado em sua buceta.

Foi aí que tomou a iniciativa de substituir a roupa que estava por um babydoll que sabia que ele adorava e que sabe que quando a veste é porque está querendo pica na buceta! Vestiu e se deitou com o bumbum para cima e esperou. Pronto! Ele caiu na rede! Ao vê-la daquele jeito, terminou de se secar e nem vestiu a roupa, foi subindo pela cama acariciando e passando sua boca nela até chegar na nuca… Ela começou a rebolar e se esfregar no pau dele, que estava bem duro…. Ele sussurrou no seu ouvido:

– O que aconteceu? De onde vem esse tesão todo?

Aquilo a deixou ainda mais louca! Começou a lembrar do conto, da fantasia de ter dois homens e ficou muito mais excitada, mas não teve coragem de dizer para ele. Se virou e começaram a se beijar. Ele desceu e começou a chupar os seios dela, suas mãos a acariciavam e ele foi descendo até a buceta. Ele começou a alisar levemente por cima da calcinha, ela estava muito molhada…sem parar de lhe chupar, ele foi deixando os dedos entrarem pela lateral da calcinha e ela começou a gemer muito mais alto – ela estava alucinada – na sua mente, imaginava que ele estava lhe chupando e que havia outro homem mexendo na sua buceta.

Ele não era bobo, percebeu que ela estava diferente e então lhe pareceu que ele ficou ainda mais safado do já era. Começou a falar besteiras e a explorar ainda mais seu corpo… Ele foi descendo com a boca e ficou ameaçando chupar a buceta, mas sempre que encostava a língua nela recuava e isso aumentava a agonia dela. Ele começou a colocar o dedo dentro dela e alternar com a língua…e devia estar muito gostoso pois ela gemia e rebolava como uma cobra. Ele começou a entrar e sair com o dedo e quando ela se deu conta, ele já havia colocado 4 dedos dentro dela e mexia rapidamente…

Sem tirar a mão de dentro ele foi para o lado e lhe deu seu pau para ela chupar – ela estava como uma puta no cio- chupava-o e ele socava a mão cada vez mais forte nela… Então ele lhe perguntou se estava gostando… Ela fez um “huhum” com o pau dele inteiro na boca e olhando nos olhos dele, e como se ele soubesse o que se passava na sua cabeça, falou:
– Parece que tem dois! Um te comendo e outro para você chupar!

Naquele momento ela sentiu tesão, desejo, vontade de gritar e começou e gemer ainda mais alto e disse que gozaria… Ele começou a chamá-la de puta, safada e mandou-a gozar… Ela chupava e gemia até que gozou… gozou tanto que parecia que não pararia mais…. Ela nunca havia sentido aquilo…ele foi ficando em silêncio e diminuindo as estocadas com a mão e aos poucos deixando ela sair. Quando ele tirou a mão, ela estava completamente encharcada.

Ele a olhava com uma cara de safado que nunca havia feito e em silêncio, deitou ao seu lado esperando-a recuperar o fôlego e assim que recuperou começaram novamente para que ele pudesse penetrá-la e gozar! Depois de mais um gozo foram dormir. No dia seguinte, tudo foi normal e, como sempre, ela chegou em casa primeiro que ele. Às sextas feiras ela não faz jantar e sempre saem ou pedem algo para comer em casa, então ela começou a ajeitar algumas coisas até que ele chegasse.
Por volta das 21h30 ele chegou. Beijou-a como sempre e colocou sua bolsa e duas sacolas no sofá. Disse que se ela quisesse poderia pedir comida japonesa para comerem em casa e assim ela fez.

Depois de tomarem um banho rápido, ele a pediu para vestir o mesmo baby-doll que estava no dia anterior e a olhou com cara de tarado! Ela não o questionou e vestiu baby-doll! Ele ficou de cueca e roupão após o banho. Quando a comida chegou, jantaram e foram para a sala. Ficaram conversando sobre o dia até que ele foi até a cozinha e pegou uma das sacolas que havia trazido. Era um saquê! Ele fez uma caipirinha de morango e trouxe duas taças.

Começaram a beber um pouco…. Depois de uns dez minutos do primeiro gole ele virou do nada e perguntou:

– E ontem? Você ainda não me disse de onde veio todo aquele tesão!

Ela se surpreendeu com a pergunta súbita, mas respondeu que não veio de lugar nenhum, que apenas estava excitada. Ele aceitou a resposta mesmo que visivelmente não tenha acreditado!

Continuaram tomando a caipirinha e ele foi se chegando mais. Os beijos começaram a ficar mais intensos. Ainda estavam no sofá, então ele desligou a TV e colocou uma música suave para tocar. As carícias foram aumentando e ele tirou o roupão e ficou apenas de cueca boxer preta, dava para ver como seu pau estava duro.

Começaram a curtir um ao outro até que ele levantou e parou de pé na frente dela e ela foi beijando sua barriga e acariciando suas pernas… foi tirando lentamente sua cueca…seu pau voou direto no seu rosto e ela começou a chupar bem devagar. Ele foi pegando no seu cabelo e puxando com força e depois de alguns instantes ele a empurrou para trás, tirou a roupa dela e começou a chupá-la. Estava delicioso e ele repetiu a iniciativa do dia anterior e voltou a colocar os dedos nela. Ela estava adorando tudo aquilo…

Mas ele parou de repente e pediu que ela esperasse, ele foi até o quarto e voltou com um colchão de solteiro, colocou-o no chão da sala e pediu que ela se deitasse nele e ele voltou até a cozinha. Ela ouviu barulho de plásticos e ele disse de lá:
- Feche os olhos, por favor!

Quando fechou os olhos, ela ouviu os passos dele se aproximando. Ela não tinha ideia do que estava acontecendo, mas estava com muito tesão. Ele deitou-se no meio das pernas dela e começou a chupar a sua suculenta bucetinha. Chupava delicadamente e uma de suas mãos acariciavam os seios. Quando ela já estava para lá de excitada ele mandou novamente que ela fechasse os olhos e ao voltar a chupá-la novamente sentiu algo diferente na buceta, era duro. Aos poucos aquilo foi entrando nela e ai ela pode perceber que era um vibrador desses que imitam um pênis de verdade. Estava delicioso e começou a gemer e rebolar. Ele perguntou se estava gostoso e ela respondeu que sim. Aos poucos ele foi mudando de posição indo para cima dela e começou a chupar seus seios e puxou mão dela até onde o consolo estava. Quando ela o tocou ele disse:

- Faz você!

Ambos estavam loucos de tesão. Solange começou a se masturbar com aquilo enquanto ele a chupava e passava as mãos por todo o seu corpo. Ela estava prestes a gozar quando ele pediu que o chupasse. Ela virou de lado para chupá-lo e ele voltou a controlar o vibrador. Ele ia alternando a velocidade e a força. Ele não aguentava mais e falou que iria gozar, mas ele pediu que o esperasse.

Então ele levantou, foi até a cozinha e voltou com uma cadeira. Ele colocou o vibrador na cadeira e mandou que ela sentasse. Ela já não pensava em mais nada e só obedecia. Ambos estavam muito sacanas e visivelmente excitados com tudo aquilo. Quando ela se sentou, começou a rebolar e a sentir muito tesão com tudo aquilo. Ele a olhava com cara de prazer e foi chegando na sua frente se oferecendo para chupá-lo. Ela começou a chupar com muita vontade. Ele começou a gemer e a rebolar como se estivesse fodendo a boca dela. Ela começou a masturbá-lo e a chupá-lo ao mesmo tempo. Ele estava louco e ela também. Foi quando para a sua surpresa ele disse:

– Você não estava com vontade de sentir dois? Agora sente! Um te comendo e outro para você chupar! Vai se acostumando que quem sabe um dia não fazemos com alguém de verdade!

Aquilo a fez ter múltiplos orgasmos. Ela começou a gemer e gozar como louca e ele começou a perguntar se era isso que ela queria e ela já sem pensar em mais nada dizia que sim. Que queria muito! Ele começou a gozar nela. E ela continuou masturbando-o e ele jorrava porra sobre ela que ficou completamente lambuzada, por dentro e por fora. E ela gozou junto com ele ficando mole. As pernas tremiam e ele a ajudou a sair da cadeira e a voltar ao colchão no chão. Ela se deitou e ele ficou jogado no sofá. Depois de alguns minutos de êxtase total, ambos se olharam e foram tomar banho juntos. Se beijaram muito e só voltaram a falar no assunto quando se deitaram para dormir. A conversa na cama foi direta apesar de rolar um clima de vergonha…
_____________________________________________________

E ai, gostou? Então não deixe de ler a 2ª Parte e seja a/o primeira/o a dar uma nota. É sempre importante ter a sua nota e saber o que você achou do conto que leu. Sua nota e seu comentário me ajudará a escrever cada vez mais e melhor. Se desejar entre em contato pelo Skype: bernard. Zimmer3; e-mail: bernard3320@live. Com ou pelo meu WhatsApp: 11-944517878




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.