"Os mais excitantes contos eróticos"


Apagando o fogo da buceta e do cu


autor: Cah_gostosinha
publicado em: 12/01/18
categoria: hetero
leituras: 2299
ver notas
Fonte: maior > menor


Como já havia tempo em que eu não fazia um sexo gostoso, andava subindo pelas paredes literalmente! Liguei para o cachorro do meu ex e marcamos de nos encontrar! Sai da minha aula de direção e fui direto encontra-lo! Aquele dia eu tinha posto minha melhor lingerie, uma vermelha que se destaca no meu corpinho branco, com uma calcinha fio dental que mal aprece o fio na minha bunda grande e macia, o sutia estava deixando meus peitos tao arrebitados que pareciam siliconados! Havia colocado um vestido curto e justo, definindo mibhas curvas de violão e com o cabelo presi em um coque e o meu oculos, uma verdadeira puta saida de um filme porno pronta pra gozar a tarde toda!
Sai da aula, voei até o carro dele, já entrei beijando ele e colocando a mao por dentro de sua calça, aquele pau já estava prontissimo para eu mamar!
Não esperei muito, como o carro gem pelicula escurissima cai de boca naquele pau grande e grosso, chupando e lambendo todinho, enfiando fundo na garganta.
Estava com tanta saudade daquele pau que minha bucetinha já estava toda melada, pronta pra gozar a qualquer momento!
Chegamos na casa dele, ele foi arrancado os sapatos e a calça, e eu admirando o espetaculo todo, deixei ele se despir todinho então fiz um showzinho de strip pra ele, daquele jeito mais safado, olhamdo fundo naqueles olhos castanhos intensos, mordendo o meu labio e fazendo uma cara de puta de porno mesmo, tirei meu vestido, joguei nele, virei de costas, revolando minha bunda bem na frente dele e fui tirando o sutia, ele não aguentando mais, me batia na bunda e me mordia.
Ja estava explodindo de tanto tesao, me virei de frente e fiz ele tirar minha calcinha com a boca, entao ele me atirou na cama e começou a me chupar intensamente, não precisou muoto e eu já estava entregue aquela maldita boca, gozei muito, desesperada por ele, pedia aquele pau na minha buceta, eu queria um sexo selvagem, que só ele sabe fazer.
E com todo tesão que estavamos ele meteu em mim aquele pau delicioso, metendo forte, me batendo má cara e na bunda, tudo isso ia me deixando cada vez mais louca, como já estava no papel de atriz porno, fiz tudo como um filme mesmo, gemi bastante e mandei ele meter nessa cachorra vagabunda aqui!
Marcos me deixou de quatro e começou a meter cada vez mais forte, achei que ia desmaiar de tanto prazer, enquanto ele metia, pixava meu cabelo e apertava o biquinho duro do meu seio, cheguei ao orgasmo urrando de prazer, pedi que ele me desse aquele leitinho gostoso na bunda.
Ele enfiou no meu cu com muito prazer devagar para não machucar, e mexia na minha bucetinha com uma mão, depois que entrou todo começou o vai e ven gostoso, agarrado no meu cabelo e metendo com vontade, eu pedi pra ele: - Vai gostoso enche meu cu com essa porra gostosa, me enche de leitinho vai...
Não precisou mais nada, aquele homem parecia que nunca tinha me comido, o tesão estava tão grande que ele gozou mo meu cu e sobrou um pouco para meter na minha bucetinha.
Satisfeitos como sempre, o banho foi essescial e lá eu dei mais uma mamada naquele pai já pronto pra usar, duro e grosso. Engoli toda porra que ele me deu no banho.
Quando o sexo é bom a gnt sempre volta...
Espero que tenham gostado, e se qyiser saber como eu sou leia o meu promeiro e segundo conto, 😘



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.