"Os mais excitantes contos eróticos"

 

October


autor: pedrinho2015
publicado em: 26/10/15
categoria: gays
leituras: 2558
ver notas
Fonte: maior > menor


Estava eu e mais dois amigos na Octoberfest fim de semana passado dia 16/10, curtindo a tradicional festa de Blumenau, muito chopp, muita risada e folia, ir ao banheiro era uma tarefa difícil, pois a quantidade de pessoas pra mijar é proporcionalmente inversa a quantidade de mictórios disponíveis, e na fila um coroa de uns 40 anos aproximadamente, percebi que ele segurava o pau por sima da calça, acho que tava quase se mijando, começo a puxar papo falando que não aguentava mais, olhei pra baixo e pelo que pude ver aparentemente era uma bela pica, isso por cima da roupa.

assim que deu uma brecha ele veio atrás de mim e nos colocamos um allado do outro no mesmo espaço pra mijar, pois afinal qual o problema desde que ele não mijasse em cima de mim, rss, quando tirou aquela tora pra fora, fiquei sem fôlego, até tranquei minha mijada tamanha minha admiração, confesso que ja ví em fotos e filmes uns cacetes grandes, mas aquele coroa tinha uma puta caralho e além de grande e grosso era lindo, circunscisado , cabeça rosada, um belo exemplar de pau, e ele percebeu minha fixação, mesmo demorando muito pra tirar toda aquele chopp que tava querendo sair, eu ja havia terminado fazia tempo, mas não consegui sair dali, ele percebendo isso,claro, apenas me olhou de deu uma piscadinha discreta e um sorriso safado.

Olhei pra ele dei uma risadinha e saí de lá rápido pois poderia fazer uma besteira em público, fiu até o bar pegar mais um caneco, e quando to saindo dou de cara com o coroa, e me olhou nos olhos sorriu e perguntou de onde eu era, falei que era da região próxima, ele falou que era de Goiânia e estava na cidade a trabalho, era representante comercial e aproveitou o fds para curtir a festa, perguntou se estava sozinho, falei que estava com amigos, mas tinha-mos nos perdido e começou a puxar papo, falando da sua profissão , falando da região que achava muito bonita, enfim, e chegou no ponto onde queria e sem rodeios perguntou se eu curtia.

Falei pra ele sim e ví que seus olhos brilharam, falou que eu era muito bonito e perguntou se eu não gostaria de ficar aquela noite com ele n hotel onde estava hospedado.

(ele)- Eu perguntei isso porque ví a forma como olhou pro meu pau.
(eu) - É, realmente um belo pau, eu diria até um caralho, rss.

(ele) - então, voce topa?
(eu) - Jonas - (esse é seu Nome Fictício) Topo sim cara, mas tenho que avisar meus amigos que vou voltar de carona, pois estou com eles.

(ele) - Ok, avise então e vou te esperar aqui mesmo pra não nos perder.

Sendo assim saí a caça dos amigos, os achei e avisei que ia ficar por alí e que não me esperassem, pois iria voltar só no dia seguinte.

Retornei ao local e falei a Jonas que estava tudo acertado, e percebi que ficou eufórico, perguntei se ele era gay, ele disse que era casado, mas curtia umas transas diferentes fora do casamento, confesso que fiquei mais tranquilo, pois um cara estranho nem o conhecia, apenas tinha visto eu pênis e ja ia pra cama com ele assim de bate pronto!

Saímos da Proeb por volta das 3 da manhã, pegamos um taxi e fomos pro hotel.

Mal fechou a porta ele ja foi me agarrando por trás, roçando aquele pau na minha bunda, me puxando a cabeça e me beijando feito um amante apaixonado, tirando rapidamente minhas roupas, me deixando só de cuequinha branca boxer bem justa, deixando os contornos do meu bumbum a mostra.

Comecei a tirar tambem suas roupas, deixando ele peladão com aquele pau enorme que agora estava maior que quando ví mijando, confesso que engoli em seco, pois tinha sem exagero uns 20 cm e era muito grosso, minha mão que não é pequena não conseguia encostas os dedos em volta.

(ele) Vem cá, vamos tomar uma banho gostoso, quero te esfregar bem gostoso.
(Eu) Hummm, adoro essa parte, chuveiro me deixa com muito tesão.

Entramos no box, aquela água quentinha escorrendo nos corpos, ele me beijando, nossos paus se entrelaçando, peguei seu pau e coloquei ele por entra minha pernas, como se fosse brincar de cavalinho,pois seu pau era tão grande que atravessava até outro lado, eu olhava pra trás e podia ver a cabeça daquele pau.

(ele) - ahhh pedrinho, vc. é muito gostoso garoto, fa muito tempo que eu não tenho a chance de uma transa com um garoto lindo assim como vc., meu pau ta estourando de tesão.

(eu) - Deixa eu te dar um trato gostoso então.

Fiquei de joelhos e peguei naquele pau, era muito grande, realmente nunca tinha visto um assim ao vivo, seu pau era quente, simplesmente bonito, retinho, comecei lambendo a cabeça, passando a lingua ao redor dela fazendo movimentos circulares, ele apenas gemia alto, me chamando de meu menino delicioso, comecei a tentar colocar mais um pouco na boca, mas era impossível, o máx que conseguia era a metade.

(ele) ahhh, delícia de boca, chupa assimmmm gostooooosooooo, hummmmm delíciaaaa, como eu te amooo garoto, huuuuuuuuu, tesãoooooooo, aiiiiiii, vou gozaaaaaarr, ahhhhhhhhhhh ahhhhhh,.

e gozou, gozou muito, uma porra densa, uma quantidade enorme, escorria pelo meu queixo e pescoço, parecia um rio de porra.

(eu) - nossa! que gozada!. parece que não gozava a um mes.
(ele) - humm delícia pedrinho, voce sabe fazer um macho gozar gostoso, confesso que fazia tempo que eu não gozava assim com essa intensidade, foi muito forte mesmo, meu pau ainda ta duro, isso dificilmente acontece, vem cá deixa eu te dar um trato gostoso.

Jonas me colocou de costas na parede, ajoelhou-se e começo a chupar meu pau, com vontade, e com o tesão que eu estava anunciei logo meu gozo, ele tirou a boca e me punhetou, recebendo minha porra no seu peito, levantou-se me deu um beijo, pegou o sabonete e começou a passar no meu corpo, dando mais atenção a minha bundinha e meu cusinho.

Depois de nos lavar-mos ele me pegou no colo e me colocou na cama de bruços, deitou ao meu lado colocando uma das pernas sobre mim. de forma que pude sentir seu pau roçando minha bunda, beijava-me a nuca me dando arrepios, desceu pras costas, e foi descendo até chegar onde queria, mordiscava minhas nadegas, passava a língua no meio do meu reguinho deixando um rastro de saliva, abria minha bunda e sugava meu cú com maestria, que piscava a cada toque.

(eu) - Ai Jonas, que delícia essa lingua, mete ela gostoso, deixa bem lubrificado meu cusinho, pra entrar gostoso esse pau.

(ele) - Humm, delícia, cara até o seu cú é lindinho, rosadinho, parece um bebê, Hummm, cara acho que vou me separar e casar com você, quero voce só pra mim.

Nessas horas, a gente fala um monte de merda, mas o tesão é uma coisa maravilhosa, depois que passa, a gente acorda e volta a realidade.

(ele) - Vem aqui na ponta da cama, fica de 4 fica que eu quero preparar esse bumbumzinho, quero fuder ele bem gostoso, faz tempo que nao sinto um cusinho assim no meu pau.

Fiquei como ele pediu, e ele continuava a lamber e me comer com a língua, enfiava um dedo, tirava, depois dois, até tres dedos ele colocou, até sentir que meu cusinho estava relaxado.

Jonas levantou-se e posicionou seu pau na portinha do meu cú, e ficou pincelando, várias vezes, perguntei se ele tinha camisinha, ele disse que não, e me garantiu que fora a sua esposa eu seria o primeiro com quem ele queria transar sem camisinha, pois queria sentir a textura das minhas entranhas, confesso que fiquei com medo, mas o tesão foi maior e deixei rolar.

Jonas começou a forçar a cabeça, mas tava difícil, o pau era muito grosso, ele lembrou que tinha um creme hidratante na sua mala, e começou a lubrificar com aquele creme, enfiando com os dedos aqgora até 4 alargando meu cú, e em seguida assim que tirou sua quase mão de dentro colocou o pau e a cabeça se alojou todinha.

(eu) - Ahh!! devagar.... hummm.. vai com calma, teu pau é muito grosso, aaiiii,.

Jonas começou a forçar cada vez mais, e eu tentando relaxar ao máximo, e aos poucos sentia que foi entrando, dei um grito abafado pelo travesseiro quando senti a cabeça passar o esfíncter no meu anus, e daí pra frente a coisa fluiu, apesar da dor insistente.

(Eu )- ahhhh, uhhhh, ta doendo jonas, para um pouquinho vai, ahhh, hummm deixa eu acostumar um pouco, ta gostoso mas ainda ta doendo, .... vai, empurra mais, aah asssimmmm, ahhhhhh delícia ta entrando, hummmmm, ahhhhh, issso fode agora, fodeeee ahhhh.

Jonas começou um vi e vem gostoso, eu tava sentindo um tesão tão grande que meu pau tava duro como nunca, o pau de jonas se encaixava direitinho dentro do meu reto, me preenchendo por completo, tinha a impressão que a cabeça do pau estava dentro do meu intestino, minha próstata, dava sinais de espasmos, meu saco doia de tesão, jonas começou a me punhetar e eu pedi pra ele deitar de costas, pois queria sentar em cima dele.

quando tirou o pau parecia que eu tinha um vazio no meu cú, coloquei a mão e quase entrou inteira tamanha a dilatação, sentei em cima e comecei a cavalgar gostoso, jonas me segurava pela bunda fazendo movimentos mais violentos até que não aguentou mais e gozou dentro de mim, pude sentir o calor da sua porra me enchendo por dentro, bati uma punheta e gozei em se peito, seu pau pulsava dentro de mim, podia sentir os batimentos do seu coração nas veias inchadas do seu pau que pulsava forte.

Ainda com seu pau atolado nos beijamos apaixonadamente, até sentir seu pau sendo expulso de dentro do meu cusinho com as contrações que eu fazia.

Naquela noite, ou manhã, pois o dia ja estava claro, dormimos abraçados, e so acordei depois da uma da tarde.

estava exausto e ele tambem.

Tomamos um banho mas dessa vez cada um sozinho, coloquei minhas roupas e ele se prontificou a me trazer em casa.

Trocamos telefones e ele prometeu me ligar quando retornasse daqui a um mês, para repetirmos a dose.

Acabei de mandar um whatsup pra ele dizendo que postei esse relato.

Beijos a todos, se gostaram deem uma notinha.
Contatos para trocar ideias pedrinhoneto2015@outlook.com




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.