"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Alunas provocantes (1ª parte)


autor: Pervertido
publicado em: 04/12/15
categoria: lésbicas
leituras: 32281
ver notas
Fonte: maior > menor


Ele era um dos mais novos professores naquele colégio (pode ser o seu, ou da sua amiga...). Magro, simpático, 22 anos, especialista em espanhol. Lucas. Sempre cuidadoso no trato em relação aos alunos. Entretanto, esse professor guardava um secreto olhar, rápido como o movimento das pernas de suas alunas de 15 e 16 anos, que passeavam pela sala e corredores desfilando suas curvas deliciosas de se olhar (mais do que olhar...). O pensamento de Lucas se dividia entre verbos, frases, exercícios, corpos, sensualidade e movimentos picantes. Na turma do 2º ano do ensino médio, Beatriz (16) e Lorenna (16) eram as que mais chamavam a atenção daquele professor que beijava as coxas de suas alunas em seus pensamentos mais sórdidos. Na turma do 3º ano, Camilla (17) lhe provocava sem saber, ao ponto de as calças de Lucas ganharem um discreto volume. Toda quinta-feira desse professor era um sair do colégio e uma imaginação selvagem. Ele e elas três. Suas alunas, seu prazer oculto.

Dia de correção de provas na turma do 3º ano. Para Lucas era difícil manter a concentração, já que a ansiedade dos alunos pelo resultado gritava, e vários o rodeavam. As mais agoniadas eram as mais próximas da mesa do professor. Camilla estava à esquerda de Lucas. A mão direita dele certificava boas notas; o cotovelo esquerdo roçava na cintura daquela loirinha desejada pelos rapazes da sala. Mais uma prova virada, e um leve roçar do cotovelo na coxa de Camilla. Lucas era habilidoso, corrigia e se divertia. Conexão oculta prazerosa com sua fonte de desejos. Sua calça se movia, seu cotovelo inocentemente parado, à espera do movimento de Camilla. A correção acabou, assim como a diversão. Era hora de ir embora, e habilmente, os olhos de Lucas fingiam olhar o nada enquanto se deliciavam com as coxas e bundas de algumas de suas alunas. A de Camila não conseguiu ver, a visão foi tapada pela passagem de dois rapazes. Não importava: sob a cueca estava quente, e na cabeça de Lucas, o corpo de Camilla roçava e se esfregava sensualmente no do professor. Numa festa...

... com outras participantes. Beatriz (Bia, daqui por diante) e Lorenna tinham corpos que se combinavam. E nos pensamentos selvagens de Lucas, se combinavam juntas e junto com o dele. Suas vozes escondiam um amadurecimento sensual, tinham dúvidas, que logo eram resolvidas. Houve um dia em que, por haver poucas de cadeiras na sala, e pela preguiça delas de buscarem outra, as pernas de Bia serviram como assento para Lorenna. Nem todos os alunos estavam em sala. Os poucos estavam conversando, e Bia e Lorenna estavam à porta, conversando com colegas de outras turmas. Lucas não pôde bloquear seu instinto. Suas ideias voavam: os seios de Bia, crescidos e definidos sob a blusa branca, roçavam nas costas de Lorenna. A bunda moderadamente chamativa de Lorenna se movimentava timidamente sobre as coxas de Bia. O cheiro do corpo da Lorenna sendo trocado com o da calcinha de Bia... Hora de começar a aula.

[FIM DA PRIMEIRA PARTE. Deixem seus comentários aqui, e se quiserem a segunda parte, peçam aqui! :) ]



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.