"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Eu e minha irmã mais nova par


autor: Oreimo
publicado em: 11/12/15
categoria: hetero
leituras: 10055
ver notas
Fonte: maior > menor


Voltei pra contar a continuação da história com minha irmã mais nova espero que gostem da segunda parte.

No dia seguinte minha mãe acordou eu e minha irmã, e perguntou pra minha irmã se ela dormiu bem e minha irmã disse.
“Sim mãe, eu dormi muito bem o Wellington cuidou muito bem de mim”.
Nossa suei frio quando ela disse isso, como ela poderia falar isso pra nossa mãe, mas foi preocupação a toa minha mãe nem se importou e mandou irmos se arrumar para ir pra escola e fomos, mas claro antes disso ela me beijou e foi para seu quarto e fiquei me arrumando no meu quarto me arrumando pra ir pra escola e fiquei lá pensando no que aconteceu ao mesmo tempo foi a melhor experiência da minha vida e também a que mais me deu medo, já tinha namorado com uma amiga, mas o que aconteceu com minha irmã nem se comparava era mais intenso mais excitante e ao mesmo tempo proibido e isso me deixava loco e ela fazia tudo isso comigo só tendo 12 anos de idade. Terminei de me arrumar e fui até a cozinha pra tomar café, com meu pai, mãe e minha irmã.
E minha irmã veio e sentou do meu lado e ficou me olhando e fiquei meio envergonhado, ela estava encarando mesmo. E papo vem e papo vai terminamos o café meus pais foram trabalhar, eu e a Mika fomos para o colégio pensei que ela ia tagarelar sem parar mais assim que começamos a andar ela ficou muda e perguntei o que se passava e ela respondeu.
“Wellington estou com medo…. O que vamos fazer?”
E percebi que ela estava amedrontada e peguei a mão dela e disse “Não precisa ter medo, ninguém vai descobrir e estou com você”. E ela abriu o sorriso mais lindo que eu vi, depois ela me abraçou e deixei ela na escola dela e fui para a minha.
Depois do colégio fui pegar minha irmã e ela quando me viu e veio correndo pegou minha irmã e me puxou.
“vamos, vamos, corre Wellington”
Chegando em casa ela me levou para o quarto dela e literalmente tirou a roupa tão rápido que era até surpreendente, só ficou de calcinha e sutiã e disse.
“Ontem foi você, hoje é minha vez”
Ela ficou passando a mão no meu pau que ficou duro na hora, tirei ele pra fora na hora e ela ajoelhou e caiu de boca e que boquinha era demais pra mim, gozei logo depois e mandei ela engolir e obedeceu, ela engoliu tudinho e aquela cena me fez perder a cabeça e agarrei minha irmã coloquei ela na cama tirei a calcinha dela e chupei aquela bucetinha rodada todinha, ela gemia tão alto que me dava mais tesão. Tirei minha roupa e deitei sobre ela e beijando sua boca coloquei meu pau em sua buceta parei o beijo e perguntei se podia enfiar nela.
“Pode sim….. Ahhhhhhh….”
Ela estava tão excitada que mal conseguia respirar e tentei meter meu pau nela mas sua buceta era muito pequena e ela estava com muita dor decidimos parar mais fizemos “Sexo intercrural” coloquei meu pau entre suas coxas e sua bucetinha e fiz movimento de vai e vem e meu deus era maravilhoso, minha irmã parecia que ia enlouquecer só paramos depois que Gozamos e foi maravilhoso, e eu perguntei se ela gostou e ela disse.
“Me de um minuto…. Ahhh…..vamos.. Fazer.. Isso.. Várias vezes….”
Eu ri e disse claro faremos muitas vezes.
Depois disso só ficamos em masturbação por um ano só ficamos nisso. Mais quando ela fez 13 era estava mais bonita e mais madura tanto fisicamente quanto mentalmente e eu fiz 15 e comecei ir na academia e minha irmã ficava louca quando via meu corpo e começamos fazer muito sucesso em nossas escolas e também começou o ciúmes, porque ela era linda e eu também era lindo e contávamos tudo um ao outro e era impossível não sentir ciúmes dela mas se formos comparar o ciúmes dela chegava ao ponto de ser doentio, mais eu adorava.
Um dia estávamos sentados no sofá abraçados e ela me disse.
“Wellington eu vou matar você se você me trair”
Eu ri e disse “você é minha namorada por acaso?” e ela disse.
“Ahhhhhhh? Então sou o que? Uma dessas aí que dão em cima você? E virou a cara” e eu disse.
“Mikaaa olha pra mim vai, ah não vai olhar?”.
Então pra fazer ela olhar para mim fui logo no ponto fraco dela a suas orelhas e comecei a provocar ela. Comecei beijando suas orelhas e sua nuca e eu sabia que estava funcionando e do nada ela perguntou.
“porque você adora me provocar?” e eu disse
“Por que é divertido” e continuo beijando e acariciando suas orelhas e começo a usar minha língua em sua orelha e a Mika perguntou pela última vez.
“Wellington… não brinca comigo, para de provocar e me beija logo”
E obedeci sem pensar duas vezes e como era bom beijar ela, tirei a camisa e deitei no sofá e ela rebolava em cima do meu pau, ela tirou Minha calça e engoliu meu pau com aquela boca deliciosa ela chupou como nunca tinha feito e ela perguntou pra mim.
“Wellington vamos tentar mais uma vez?


Só vou até aqui mesmo depois termino




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.